Topo
pesquisar

Uso ou não do hífen em alguns substantivos compostos

Gramática

O uso ou não do hífen se manifesta em alguns substantivos compostos em virtude de marcas linguísticas específicas, levando em consideração a natureza gramatical dos elementos.
PUBLICIDADE

Os conhecimentos de que dispomos acerca do hífen, apontam-nos que uma das suas funções se restringe aos chamados substantivos compostos. Contudo, fato é que a Língua Portuguesa nos reserva algumas nuances, sobretudo demarcadas pelas suas muitas particularidades.

Assim, em razão desse inquestionável fato, prestemo-nos à análise de mais uma dessas particularidades, desta vez fazendo referência ao uso ou não do hífen em compostos constituídos da união entre substantivos + adjetivos e entre substantivos + substantivos ─ casos esses ilustrados por distintos exemplos, dentre os quais alguns serão abaixo evidenciados. Analisemo-los, portanto:

diretor administrativo – secretária adjunta – secretário executivo ─ gerente financeiro ─ diretora administrativa – assessor geral...

Temos compostos que se constituem de um substantivo + um adjetivo, cuja união não forma um novo vocábulo, haja vista que os adjetivos, respectivamente retratados por “administrativo, adjunta, executivo, financeiro, administrativa e geral” não perdem seu sentido literal, ao contrário do que ocorre em mesa-redonda, cachorro-quente, etc.

Dessa forma, cabe afirmar que quando o adjetivo não conferir uma nova ideia à palavra, não há motivo algum para empregar o hífen, assim como pode ser observado nos exemplos acima.

Seguindo nossa linha de raciocínio, ora fazendo referência aos compostos constituídos por substantivo + substantivo, a situação parece não ser a mesma. Por essa razão, vamos aos exemplos:

editor-chefe – diretor-presidente ─ diretora-gerente ─ diretor-superintendente...

Atestamos agora que o uso do hífen se manifestou em todos os compostos, justamente porque tal união (substantivo + substantivo) formou um novo substantivo.

Esse mesmo aspecto também se manifesta em uma leva de outros substantivos, tais como:

licença-prêmio – livre-arbítrio – meia-tigela – vale-transporte – tíquete-refeição – xeque-mate – salário-maternidade...


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria Do Nascimento. "Uso ou não do hífen em alguns substantivos compostos"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/gramatica/uso-ou-nao-hifen-alguns-substantivos-compostos.htm>. Acesso em 25 de julho de 2016.

Hífen - o que mudou?
Acordo Ortográfico Hífen - O que mudou?
Acordo Ortográfico Hífen - O que permanece igual?
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA