Topo
pesquisar

A classificação dos minerais

Geografia

A classificação dos minerais é feita do seguinte modo: minerais metálicos e minerais não metálicos.
PUBLICIDADE

Os minerais são recursos naturais encontrados no subsolo e de grande valia para a produção industrial por servir de matéria-prima para confecção de bens de consumo, como utensílios domésticos, fios elétricos, joias, materiais de construção, além de servir como fonte de energia.

As cidades são compostas por construções edificadas, para concebê-las é necessário extrair uma série de minerais da natureza, além dos subprodutos, como tijolos (argila), cimento (calcário), material hidráulico (petróleo), areia e muitos outros.
No setor industrial, desde as máquinas usadas na produção até o produto construído são extraídos dos recursos minerais que não são iguais quanto à composição física e química, desse modo são classificados em dois grupos: minerais metálicos e minerais não metálicos, incluindo ainda os recursos energéticos fósseis.

• Minerais metálicos: que contém em sua composição elementos físicos e químicos de metal, que possibilitam uma razoável condução de calor e eletricidade. Exemplos: Ferro, alumínio e cobre.

• Minerais não metálicos: minérios que não contém em sua composição propriedades de metal. Exemplos: diamante, calcário e areia, dentre outros.

• Recursos energéticos fósseis: minérios que contém em sua composição elementos de origem orgânica. Exemplos: petróleo, gás natural e carvão.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo De. "A classificação dos minerais"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/geografia/a-classificacao-dos-minerais.htm>. Acesso em 27 de julho de 2016.

Obsidiana, um exemplo clássico de rocha ígnea
Geografia Rochas ígneas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA