Topo
pesquisar

Atuação clínica do fonoaudiólogo

Fonoaudiologia

Conhecendo a atuação do Fonoaudiólogo
Conhecendo a atuação do Fonoaudiólogo
PUBLICIDADE

Para iniciar um tratamento não é necessário que se tenha um encaminhamento médico. Após uma entrevista inicial ou aplicação de testes o fonoaudiólogo irá avaliar a necessidade ou não de se encaminhar para alguma especialidade médica.

O momento da entrevista requer que sejam recolhidos alguns dados variando de acordo com a queixa de cada patologia,

O diagnóstico é feito depois que os sintomas são hierarquizados, de forma que seja possível descobrir a origem do déficit apresentado pelo paciente, seja ele na comunicação oral e/ou escrita.
Ressalta-se que nem sempre a queixa é coerente com o diagnóstico, pelo contrário, muitas vezes acontece da queixa excessiva atrapalhar o diagnóstico e o planejamento dos exercícios.

A duração e a freqüência das sessões de adultos e crianças são diferenciadas, recomenda-se que com crianças de mais ou menos 5 anos o tempo ideal seja de 30 minutos e a freqüência oscile entre 2 e 3 sessões semanais. A partir dessa idade, geralmente orienta-se por volta de 50 minutos e freqüência de 1 a 2 sessões na maioria.

Existem casos de necessidade diária, normalmente acontecem em casos de pacientes que apresentam seqüelas de lesões cerebrais, deficiência auditiva e deficiência visual. A terapia pode ter um período de férias, inclusive como aliadas da motivação e mudanças cognitivas internas.

Por Elen Cristine Campos Caiado
Graduada em  Fonoaudiologia e Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Fonoaudiologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAIADO, Elen Cristine Maia Campos. "Atuação clínica do fonoaudiólogo"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fonoaudiologia/atuacao-clinica-fonoaudiologo.htm>. Acesso em 17 de novembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA