Topo
pesquisar

Otite

Saúde na escola

Otite é uma infecção que afeta a orelha. Pode ser causada por diferentes agentes, como bactérias e vírus, e provoca a famosa dor de ouvido.
A otite é uma infecção que afeta a orelha, causando dor no local.
A otite é uma infecção que afeta a orelha, causando dor no local.
PUBLICIDADE

A otite nada mais é do que uma infecção que afeta nossa orelha, sendo causada, geralmente, por bactérias ou vírus. Os sintomas dessa infecção são bastante característicos, entre eles destacam-se dor de ouvido e febre. Em alguns casos, no entanto, pode ocorrer a perda da audição.

O diagnóstico da otite é feito por meio da análise dos sintomas apresentados e do exame de otoscopia, no qual o médico faz um exame visual da orelha utilizando instrumentos específicos, como otoscópio.

Leia também: Dicas para melhorar a audição

Otite média

A otite média é uma infecção que afeta a região da orelha média, sendo uma das doenças mais diagnosticadas em crianças pequenas. De acordo com as médicas Maria Beatriz Rotta Pereira e Berenice Dias Ramos, diversos fatores estão relacionados com a ocorrência dessa doença em crianças menores. Um dos fatores relevantes é a entrada cada vez mais precoce das crianças nas creches.

As principais bactérias causadoras da otite média são Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae e Moraxella catarrhalis. Vale salientar, no entanto, que a infeção aguda, muitas vezes, é resultado de infeção por vírus, como adenovírus e influenza. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, esse é um dos motivos pelo qual o tratamento com antibióticos pode falhar.

A otite média pode ser classificada em:

  • Aguda: observa-se um início rápido dos sinais e dos sintomas do problema.

  • Recorrente: caracterizado por episódios periódicos do problema. É considerada otite média recorrente quando se verifica a presença de três ocorrências do problema nos últimos seis meses ou quatro episódios em doze meses.

  • Secretora: otite média na qual se observa a presença de líquido na cavidade timpânica.

Sintomas da otite média

Geralmente, a otite leva à famosa dor no ouvido, também conhecida como otalgia. Entretanto, outros sintomas podem ocorrer, como: febre, dor de cabeça, vômitos, diarreia e irritabilidade. Pode ocorrer ainda a presença de secreção saindo das orelhas (otorreia).

Independentemente do tipo de otite, o principal sintoma é a dor no ouvido.
Independentemente do tipo de otite, o principal sintoma é a dor no ouvido.

Tratamentos para otite média

O tratamento irá depender do tipo de otite média que o paciente apresenta. Geralmente, esse problema é tratado com uso de antibióticos, sendo indicada, normalmente, a amoxicilina. Vale salientar que existe ainda a infecção viral, que é difícil de ser diferenciada do quadro bacteriano. Nesse caso, o tratamento com antibiótico não será eficiente.

Otite média e aleitamento materno

Como sabemos, o aleitamento materno é extremamente importante em vários aspectos do desenvolvimento do bebê. Hoje, por exemplo, sabe-se que o aleitamento materno reduz os casos de otite média. Provavelmente, essa proteção ocorre em decorrência do fornecimento de anticorpos e de um maior desenvolvimento da musculatura facial.

Desse modo, é importante frisar a recomendação de amamentar a criança exclusivamente com leite materno nos primeiros seis meses de vida e continuar a amamentação, mesmo depois da adição de novos alimentos à dieta, até pelo menos um ano de idade. É interessante salientar que é importante amamentar ou fornecer a mamadeira à criança em uma posição na qual a cabeça do bebê fique mais levantada do que o corpo, pois isso evita que ocorra o refluxo de leite pela tuba auditiva.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Otite externa

Nos casos de dor no ouvido, é importante procurar um médico para que ele possa verificar a ocorrência de uma otite.
Nos casos de dor no ouvido, é importante procurar um médico para que ele possa verificar a ocorrência de uma otite.

A otite externa, como o nome indica, é uma inflamação que afeta a orelha externa, ou seja, pavilhão e canal auditivo. Geralmente, essa infecção é bacteriana e afeta pele e tecido subcutâneo. Seus principais agentes causadores são as bactérias Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus. Como afeta a pele, essas inflamações podem ser consideradas problemas dermatológicos com localização na região da orelha.

Essa otite não é muito comum e ocorre com maior frequência no verão, época em que as pessoas utilizam piscinas e vão à praia com mais frequência. O aumento do número de ocorrências de otites, nesse caso, está relacionado com o contato com a água.

Entre os fatores que predispõem o desenvolvimento de otite externa, temos:

  • Natação

  • Calor

  • Ambiente úmido

  • Obstrução anatômica do canal auditivo externo (cerúmen, por exemplo)

  • Uso de próteses auditivas ou aparelhos de amplificação sonora individual

  • Traumas causados pelo próprio paciente, por meio do uso inadequado de cotonetes, por exemplo

Leia também: Composição da cera de ouvido

Sintomas da otite externa

Os sintomas da otite externa, geralmente, são dor, que pode variar de leve a intensa, e produção de secreção. Também são observados coceira, dor quando se move a mandíbula e, em alguns casos, pode ocorrer a diminuição da audição.

Entre os sintomas da otite externa, temos dor, produção de secreção e coceira.
Entre os sintomas da otite externa, temos dor, produção de secreção e coceira.

Tratamentos para otite externa

O tratamento para otite externa é baseado na limpeza do canal com remoção do cerume e na aplicação de antibióticos, anti-inflamatórios e anestésicos. A administração oral também pode ser indicada.

Otite em cachorros

Os cachorros são animais que também sofrem com a otite, que pode ser externa ou média. A otite externa é a mais estudada e corresponde a mais de 75% dos casos de otite em cães. Entre os sinais dessa doença nesses animais, podemos citar coceira e inflamações da orelha. Esses sinais podem ser percebidos por meio de alguns comportamentos do cão, como o ato de coçar a orelha, agitar a cabeça, passar a orelha sobre algum objeto ou ainda proteger a cabeça durante o exame.

As otites em cães são relativamente comuns em animais com mais de cinco anos de idade e que apresentam as orelhas pendentes. Essa doença é causada por uma grande quantidade de agentes, sendo assim nem sempre é fácil indicar um tratamento adequado apenas pelo exame clínico. O ideal é a colheita de material da orelha do animal e a realização de exames a fim de evitar-se a utilização imprópria de antibióticos.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Otite"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/otite.htm>. Acesso em 20 de janeiro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola