close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Texto descritivo

Texto descritivo tem como característica a descrição de pessoas, acontecimentos, ambientes etc. Objetiva formar uma imagem clara do que está sendo descrito para o leitor.

O texto descritivo descreve de situações, características físicas, sentimentos, gestos, entre outros, dos quais o leitor constrói uma imagem mental.
O texto descritivo descreve de situações, características físicas, sentimentos, gestos, entre outros, dos quais o leitor constrói uma imagem mental.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O texto descritivo é um tipo textual marcado pela descrição de um lugar ou paisagem, animal, pessoa, acontecimento, entre outros, tendo como objetivo trazer uma imagem ou cena ao seu leitor. Geralmente é utilizado junto ao texto narrativo, pois as sequências formadas pela narração são intercaladas com apresentações de personagens, paisagens etc., em que se faz necessário a descrição.

Leia mais: Gêneros textuais — são compostos pelos seguintes tipos textuais: argumentação, descrição, exposição, injunção e narração

Tópicos deste artigo

Resumo sobre texto descritivo

  • É um tipo textual em que prevalece a descrição de determinado objeto, pessoa, paisagem etc.

  • Sua estrutura básica é composta pela apresentação do objeto a ser descrito e pela descrição propriamente dita. As demais características desse tipo dependerão de qual gênero ao qual ele está associado (relatos, anúncios, relatórios etc.).

  • Pode ser subdividido em descritivo objetivo e descritivo subjetivo.

  • Enquanto o texto narrativo depende de uma sequência lógica dos fatos, o texto descritivo funciona como um recorte de cena.

Videoaula sobre tipos textuais: descrição

Características e estrutura do texto descritivo

O texto descritivo é um modo textual com uma série de aspectos linguísticos como os lexical, sintático, linguístico, estilístico, tempos verbais e relações lógicas. Seu objetivo é apresentar impressões ou um retrato (por meio da escrita) de algo (objeto, pessoa, lugar etc.).

Assim, o tipo descritivo contém uma diversidade de gêneros marcados pela descrição. Podemos citar uma forte presença da descrição em gêneros como os relatos históricos, anúncios, relatórios etc. A estrutura do texto descritivo dependerá das exigências do gênero textual a ser utilizado por ele. No entanto, de maneira geral, pode-se dizer que o texto descritivo apresenta dois elementos básicos:

  1. a apresentação do objeto/pessoa/paisagem a ser descrito;

  2. a descrição propriamente dita, podendo ser objetiva ou subjetiva.

Para que possamos aplicar essa estrutura, é necessário, antes, conhecermos alguns marcadores linguísticos que podem fazer parte da composição do texto descritivo. São eles:

  • predominância de adjetivos, substantivos e locuções;

  • uso de verbos de ligação;

  • detalhamento psicológico ou físico;

  • emprego das orações coordenadas justapostas;

  • prevalência do tempo verbal passado.

É preciso ressaltar que, ao descrever um objeto, paisagem ou fato, o leitor deve ser capaz, com base na leitura feita, de visualizar o objeto descrito. A descrição funciona como um “retrato por escrito” de algo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de texto descritivo

O texto descritivo pode ser dividido em duas categorias: descritivo objetivo (ou descrição objetiva) e descritivo subjetivo (ou descrição subjetiva).

  • Texto descritivo objetivo

Trata-se de um texto de linguagem conotativa que tem como característica fazer uma descrição da forma mais concretamente possível. Nele não há espaço para metáforas e demais figuras de linguagem. Seu caráter é muito mais próximo do técnico do que do artístico.

  • Texto descritivo subjetivo

Diferentemente da descrição objetiva, aqui há espaço para marcadores de subjetividade e, principalmente, para o uso de figuras de linguagem como a metáfora. Sendo assim, ele faz uso frequente da linguagem conotativa e é muito comum em obras literárias.

Leia mais: Denotação e conotação: quais as diferenças entre as duas linguagens?

Como se faz um texto descritivo?

A construção de um texto descritivo exige, primeiramente, o objeto (pessoa, situação etc.) a ser descrito. Para uma boa descrição, é preciso estar atento aos detalhes e às sensações que devem ser direcionados ao leitor. Uma boa descrição é aquela que possibilita ao receptor criar uma imagem em sua mente.

Além disso, é preciso estar atento ao tamanho e aos excessos da descrição. Hoje, um texto descritivo com muitos detalhes pode tornar seu conteúdo chato e desinteressante. Se, no passado, a boa descrição era aquela com o maior número de informações, na atualidade, costuma-se descrever o essencial para a compreensão do objeto e da narrativa por parte do leitor.

Em geral, o texto descritivo é formado por uma diversidade de marcadores, conforme apontado, que ajudam na construção da descrição (objetiva ou subjetiva). Nesses termos, o autor deve prezar por um estudo desses elementos linguísticos e do léxico a fim de enriquecer sua produção.

Exemplos de texto descritivo

A Polícia Militar encontrou, na manhã de sexta-feira (18/05), o corpo da vítima. Ela era magra, com meia altura, olhos castanhos e cabelos longos e loiros.

 

O trecho pode ser considerado descritivo. Em vermelho, percebemos o uso do verbo de ligação (verbo ser), e, em verde, os adjetivos. Assim, o trecho se utiliza de uma descrição objetiva, pois se atenta às características físicas da vítima para informar o seu leitor da maneira mais realista possível, por meio da linguagem denotativa.

Nos olhos castanhos de Luísa, eu via brasa. Ela estava em fúria, e eu, cada vez mais enlouquecido de amor. O que eu poderia fazer? Absolutamente nada. Eu era o homem que destruiu a sua vida. Era isso que passava pela cabeça dela. Tenho certeza! Voltemos à Luísa: ela me encarava. Olhos firmes, arregalados, faíscas. De minha parte: medo, temor, amor… O que eu poderia fazer?

 

No trecho, os verbos em vermelho ajudam na visualização e construção da cena. Em verde, temos os adjetivos que caracterizam ambas as personagens envolvidas na cena. Em determinados momentos, percebemos que termos como “brasa” e “faísca” são metáforas para se referir ao comportamento da personagem Luísa, que, por algum motivo, estava enfurecida. Dessa maneira, temos o uso da descrição subjetiva, isto é, a presença da linguagem conotativa no texto.

Diferença entre os textos descritivo e narrativo

Embora sejam utilizados juntos na maioria das vezes, o texto descritivo e o texto narrativo se diferenciam um do outro. Ambos são tipos textuais, isto é, tanto um quanto o outro são definidos por sua natureza linguística (aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, estilo e relações lógicas).

O texto narrativo tem como uma de suas principais características a presença de uma sequência lógica de acontecimentos por meio dos verbos de ação. Ele também pode vir com marcadores temporais — passado, presente ou futuro.

Por outro lado, o texto descritivo não apresenta uma sequência lógica de acontecimentos. Isso acontece porque ele independe de acontecimentos para compreendermos a descrição. Por exemplo, no trecho sobre a vítima encontrada pela Polícia Militar, se retirarmos o único marcador de tempo da sentença (a data), a descrição não perde o seu valor.

Se o texto narrativo depende de uma sequência para a construção de seu sentido, o texto descritivo pode funcionar muito bem como um recorte da cena.

 

Por Rafael Camargo de Oliveira
Professor de Redação

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

OLIVEIRA, Rafael Camargo de. "Texto descritivo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/o-texto-descritivo.htm. Acesso em 19 de maio de 2022.

Tire suas dúvidas


Videoaulas


Estude agora


O que é aculturação?

Veja tudo sobre aculturação, fenômeno de contato de culturas diversas e que causa transformações nas estruturas de...

Cultura indígena

A cultura indígena no Brasil é diversa e complexa. Aprenda como os povos indígenas no Brasil se manifestam...