Topo
pesquisar

Moléculas e Macromoléculas

Química

As moléculas são formadas por uma quantidade exata de átomos que se ligam covalentemente, enquanto as macromoléculas possuem um número indeterminado de átomos.
PUBLICIDADE

As moléculas são estruturas que possuem uma massa molar determinada e um número relativamente pequeno e exato de átomos ligados entre si covalentemente, ou seja, por meio do compartilhamento de elétrons.

Veja três exemplos:

  • Gás oxigênio: Suas moléculas são formadas cada uma por uma ligação dupla, isto é, pelo compartilhamento de dois pares de elétrons entre dois átomos de oxigênio (O2);
  • Água: ela é formada por moléculas de H2O. O que significa que cada molécula possui dois átomos de hidrogênio compartilhando um par de elétrons cada um com um átomo de oxigênio.  
  • Metano: esse composto é formado por moléculas de CH, em que quatro átomos de hidrogênio se ligam covalentemente a um átomo de carbono.

Moléculas de oxigênio, água e metano

As substâncias moleculares possuem algumas propriedades características, tais como:

  •  Solubilidade variada em água e em outros solventes;
  • Podem se apresentar nos três estados físicos;
  • De modo geral, são isolantes elétricos, tanto no estado sólido como no líquido.

Todas as moléculas são formadas por elementos não metálicos, isto é, incluem somente o hidrogênio, os ametais e os semimetais. Mas esses elementos podem formar também substâncias que se apresentam somente no estado sólido e que possuem propriedades muito distintas às das moléculas. Estas são as macromoléculas.

As macromoléculas, também conhecidas como sólidos covalentes ou sólidos de rede covalente, são estruturas de massa molar bastante elevada e imprecisa, além de serem formadas por uma grande e indeterminada quantidade de átomos que se ligam covalentemente formando retículos tridimensionais. As macromoléculas formam os cristais covalentes ou cristais atômicos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por exemplo, os átomos de carbono podem compartilhar elétrons de várias formas e formar diversas substâncias simples diferentes. A essa propriedade que um mesmo elemento químico tem de formar duas ou mais substâncias simples diferentes é dado o nome de alotropia.

Duas variedades alotrópicas do carbono que formam macromoléculas são o diamante e a grafita. Nas imagens abaixo você poderá ver que, no caso do diamante, cada átomo de carbono se liga a outros quatro átomos de carbono e origina uma macromolécula com estrutura tetraédrica.

Macromolécula de diamante

Enquanto isso, a estrutura da grafita é formada por anéis hexagonais contidos num mesmo plano. Os átomos de carbono realizam uma ligação dupla e duas simples.

Macromolécula de grafite

Mas as macromoléculas não são formadas apenas por um único tipo de elemento; elas também podem ser formadas por átomos de elementos químicos diferentes.

Um exemplo é o dióxido de silício (quartzo), cujas macromoléculas possuem cada átomo de silício rodeado por quatro átomos de carbono e cada átomo de oxigênio ligado a dois átomos de silício.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Macromolécula do dióxido de silício
Macromolécula do dióxido de silício

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Moléculas e Macromoléculas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/moleculas-macromoleculas.htm. Acesso em 19 de novembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola