Topo
pesquisar

Determinação da constante de Avogadro

Química

A constante de Avogadro recebeu este nome em homenagem ao cientista que estabeleceu as bases do princípio molar, porém, não foi ele que descobriu seu valor.
PUBLICIDADE

Lorenzo Romano Amedeo Carlo Avogadro (1776-1856) foi um químico italiano que estabeleceu pela primeira vez a ideia de que uma amostra de um elemento, com massa em gramas numericamente igual à sua massa atômica, apresenta sempre o mesmo número de átomos (N).

O próprio Avogadro não conseguiu determinar o valor de N. Porém, ao longo do século XX, o avanço da tecnologia e do conhecimento científico possibilitou que outros cientistas desenvolvessem técnicas para determiná-lo. Quando finalmente esse valor foi descoberto, foi denominado de constante de Avogadro, em homenagem a este cientista, pois foi ele que estabeleceu os fundamentos para a sua criação.

Lorenzo Romano Amedeo Carlo Avogadro (1776-1856)
Lorenzo Romano Amedeo Carlo Avogadro (1776-1856)

Em 1 mol de qualquer entidade (átomos, moléculas, elétrons, fórmulas ou íons) está contido exatamente o valor da constante de Avogadro.

A tabela abaixo mostra alguns valores para a constante de Avogadro obtidos ao longo do século XX:

Valores da constante de Avogadro obtidos ao longo do século XX

Veja algumas das técnicas usadas para tentar determinar o valor da constante de Avogadro:

O primeiro cientista a fazer um cálculo aproximado para a constante de Avogadro foi Johann Joseph Loschmidt. No ano de 1867, ele se baseou na teoria cinética dos gases e determinou quantas moléculas existiam em 1 cm3 de um gás.

Outro destes cientistas foi o francês Jean Baptiste Perrin (1870-1942) que contou o número de partículas coloidais por unidade de volume em uma suspensão e mediu suas massas. O valor que ele encontrou ficou entre 6,5 e 7,2 . 1023 entidades por mol. Esse cientista publicou, em 1913, o livro Les Atomes  (1ª ed. Paris: Alcan), sendo que sua 9ª edição, publicada em 1924, continha 16 maneiras de se obter experimentalmente a constante de Avogadro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Jean Baptiste Perrin (1870-1942)
Jean Baptiste Perrin (1870-1942)

Anos mais tarde, o cientista James Dewar (1842-1923) utilizou um método desenvolvido anos antes pelo radioquímico Bertram Boltwood (1870-1927) e pelo físico Ernest Rutherford (1871-1937), que basicamente consistia na contagem das partículas alfa emitidas por uma fonte radioativa e na determinação do volume do gás hélio obtido. O valor encontrado por Dewar foi de 6,04 . 1023 mol-1.

Ainda no século XX, Robert Millikan (1868-1953) realizou um experimento para determinar a carga do elétron (1,6 . 10-19 C). Como a carga de 1 mol de elétrons já era conhecida (96500 C), foi possível relacionar esses dois valores e descobrir o seguinte valor para a constante de Avogadro: 6,03 . 1023 mol-1.

Atualmente, o valor recomendado para a constante de Avogadro é de 6,02214 x 1023 mol-1 e é determinado por meio da difração de raios X, em que se obtém o volume de alguns átomos de um retículo cristalino, desde que se conheça a densidade e a massa de 1 mol de átomos da amostra.

Para efeito didático, no Ensino Médio, em que os cálculos não precisam ser tão precisos quanto os realizados em laboratórios químicos, considera-se a constante de Avogadro como 6,02 . 1023 mol-1.

Existem também métodos mais simples que podem ser usados para ajudar os alunos a determinarem a constante de Avogadro na prática. Um deles é por meio da eletrólise em meio aquoso.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Valor de constante de Avogadro e equação matemática avançada
Valor de constante de Avogadro e equação matemática avançada

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Determinação da constante de Avogadro"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/determinacao-constante-avogadro.htm. Acesso em 22 de outubro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola