Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que é o nucléolo?

Saber o que é o nucléolo é fundamental para a compreensão de como são formados os ribossomos, estruturas relacionadas com a síntese de proteínas.

Representação de um nucléolo.
O nucléolo é uma estrutura localizada no núcleo.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

As células são as unidades estruturais e funcionais dos seres vivos e podem ser divididas em dois grandes grupos: procariontes e eucariontes. Essas duas células se diferenciam principalmente pela forma que o material genético está disposto em sua estrutura. Nas células procariontes, o DNA (ácido desoxirribonucleico) está em uma região sem membrana chamada de nucleoide. Já na célula eucarionte, o DNA é encontrado envolto por membrana dupla, formando o núcleo. No interior do núcleo, encontramos o nucléolo.

Tópicos deste artigo

O que é o nucléolo?

Definição de nucléolo.

O nucléolo é uma região que pode ser vista no interior do núcleo e possui formato arredondado. O nucléolo é formado, principalmente, por RNA ribossomal e proteínas. Esse RNA é sintetizado a partir de instruções do DNA. Algumas células possuem dois ou mais nucléolos, sendo esse número relacionado com o tipo de célula e seu estágio reprodutivo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No nucléolo, são formadas as subunidades ribossomais. Para que isso aconteça, proteínas importadas do citoplasma devem unir-se ao RNAr, levando à formação de subunidades grandes e pequenas que formam um ribossomo. Essas subunidades, então, migram do núcleo, por meio dos poros que existem na membrana nuclear, e chegam ao citoplasma. Nessa região, as subunidades grande e pequena podem unir-se e formar o ribossomo.

O que é um ribossomo?

Os ribossomos são estruturas presentes nas células que são formadas a partir de RNA ribossomal e algumas proteínas. Por não possuírem membranas, essas estruturas não são consideradas organelas por alguns autores. Nas células eucariontes, os ribossomos podem ser encontrados suspensos no citosol ou, ainda, aderidos à membrana do retículo endoplasmático e da membrana nuclear.

Nessas estruturas, são formadas as proteínas. Em células com altas taxas de síntese proteica, o número de ribossomos é bastante elevado. Como exemplo dessa informação, podemos citar as células do pâncreas, as quais são responsáveis por uma grande síntese de enzimas digestivas. Nessas células, além de uma grande quantidade de ribossomos, observamos também nucléolos bem desenvolvidos.

Aprenda mais sobre os ribossomos clicando aqui!

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que é o nucléolo?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-e-nucleolo.htm. Acesso em 28 de maio de 2024.

De estudante para estudante


PUBLICIDADE