Topo
pesquisar
Em 20/11/2018 18h00, atualizado em 20/11/2018 18h05

Ensino Médio poderá ser cursado até 30% a distância

Notícias

Ensino a distância é opcional e varia conforme o turno e modalidade de estudo. Por Lorraine Vilela Campos

Com o Novo Ensino Médio, os estados poderão oferecer até 30% da carga horária na modalidade de educação a distância (EaD). A determinação faz parte das regras presentes nas novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) do Ensino Médio, documento homologado pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, nesta terça-feira, 20 de novembro. 

Novo Ensino Médio: entenda a reforma

De acordo com o MEC, a oferta na modalidade a distância é opcional e precisa seguir as seguintes regras para a implementação:

Ensino médio diurno: até 20% da carga horária e, preferencialmente, nos itinerários formativos (áreas optativas). É preciso o acompanhamento e/ou coordenação de um professor.

Ensino médio noturno: até 30% da carga horária e, preferencialmente, nos itinerários formativos (áreas optativas). É preciso o acompanhamento e/ou coordenação de um professor.

Educação de Jovens e Adultos (EJA): até 80% da carga horária.

Segundo o ministro, as redes e sistemas de ensino já podem organizar o Novo Ensino Médio, por conta da homologação. No entanto, a legislação prevê que os currículos sejam mudados em até dois anos após a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a qual ainda está em discussão.                           

Como será o Novo Ensino Médio?

Conforme a DCNs homologada, o Novo Ensino Médio se dividirá em duas etapas: formação geral básica e itinerários formativos.

A formação geral básica terá 1.800 horas de carga horária. As disciplinas desta primeira fase do ensino médio são compostas por competências e habilidades previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Já os itinerários formativos constituirão até 1.200 horas do ensino médio. As escolas não serão obrigadas a oferecer todas as áreas que compõem tais itinerários.

O que é itinerário formativo?

Segundo a Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) do Ensino Médio, os itinerários formativos serão divididos por áreas de conhecimento e também em formação técnica e profissional. Com base na oferta, o estudante fará a escolha de qual foco desejará para a segunda metade do ensino médio, já que a primeira será constituída das disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 

São os itinerários formativos das DNCs do Novo Ensino Médio:

I - Linguagens suas tecnologias
II - Matemática e suas tecnologias
III - Ciências da Natureza e suas tecnologias
IV - Ciências Humanas e sociais aplicadas
V - Formação técnica e profissional

Dentro destas áreas, o ensino médio trabalhará com quatro eixos estruturantes:

I - Investigação Científica
II - Processos Criativos
III - Mediação e Intervenção Sociocultural
IV - Empreendedorismo

O estudante poderá optar por cursar mais de um itinerário formativo no ensino médio, os quais poderão ser feitos de forma simultânea ou sequencial. 

A escolha pela área a ser cursada poderá ser mudada ao longo da segunda etapa do ensino médio. Segundo a Diretriz, o sistema de ensino terá que garantir maneiras de aproveitamento do que foi cursado para o caso de transferência de escola. 

Confira a apresentação do Novo Ensino Médio feita pelo Ministério da Educação (MEC) para mais informações.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola