Whatsapp

Revolução xiita no Irã

História Geral

A revolução xiita no Irã instituiu a hegemonia dos aiatolás e transformou o país em uma teocracia marcada por alguns elementos democráticos.
PUBLICIDADE

A recente história política do Irã demonstra como as relações de poder e os interesses econômicos entre Ocidente e Oriente estão marcados pelo signo da desconfiança. Durante muito tempo, em virtude de suas valiosas reservas petrolíferas, o Irã esteve sob a influência de outras nações, como a Rússia e a Inglaterra. Muitas vezes, a exploração das ricas fontes petrolíferas do país era o pivô central de uma relação nem sempre estável.

  • Golpe militar de Reza Khan

O primeiro abalo deferido contra essa situação aconteceu no início da década de 1920, quando o golpe militar liderado por Reza Khan encerrou o controle da dinastia Kajar. À frente do governo iraniano, Reza Khan mudou seu nome para Reza Pahlevi e alterou o nome da nação de Pérsia para Irã. Com isso, ele buscava levantar símbolos políticos que sugerissem a experimentação de uma nova era, distante da intervenção estrangeira.

  • Fim do Governo de Reza Pahlevi

Contudo, na Segunda Guerra Mundial, a soberania política iraniana foi alvejada com uma invasão de tropas inglesas e russas em busca de petróleo. Além disso, essa mesma invasão teria sido motivada pelos preocupantes diálogos que aproximavam o governo de Reza Pahlevi e os regimes totalitaristas europeus. Acuado, o chefe político iraniano decidiu abandonar o cargo e deixar o Irã sob os cuidados de seu filho, Mohammad Reza Pahlevi.

A alteração do cenário político agradava enormemente as nações ocidentais, tendo em vista os vários esforços de Mohammad de modernizar a economia nacional e estreitar as relações com o bloco capitalista. Contudo, em 1951, o primeiro-ministro eleito, Mohammad Mossadegh, provocou uma nova mudança ao impor a nacionalização do petróleo iraniano. A iminente ameaça aos seus interesses econômicos impulsionou os EUA a organizarem um golpe político. Com isso, houve a derrubada de Mossadegh e o retorno de Mohammad Reza Pahlevi como ditador do Irã.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Combate à ocidentalização do Irã

Na década de 1970, a continuidade do processo de ocidentalização do Irã passou a ser veementemente combatida pela população muçulmana xiita. De orientação fundamentalista, os partidários desse movimento de oposição contra o regime de Reza Pahlevi cresceram graças à forte atuação do líder religioso do aiatolá Ruhollah Khomeini. Mesmo exilado, conseguia enviar mensagens que instigavam a realização de protestos, greves e outras manifestações de repúdio.

Em 1979, a intensificação do movimento conseguiu impor a derrubada da ditadura de Reza Pahlevi e o retorno de Khomeini para a sua terra natal. Colocado como o Líder Supremo da nação, o aiatolá afastou a intervenção ocidental e privilegiou a retomada dos costumes e políticas subordinadas às tradições de fundo religioso. Dessa forma, o Irã transformou-se em uma teocracia marcada por alguns elementos democráticos e, ao mesmo tempo, de natureza republicana.

  • Revolução Iraniana

A chamada Revolução Iraniana tentou ser barrada pelos EUA, que instigaram os vizinhos iraquianos a invadir o território. Contudo, mesmo com o apoio recebido, as tropas antirrevolucionárias não conseguiram interromper o processo que se desenrolava. Ainda hoje, sendo controlados por uma elite religiosa, os iranianos sustentam um discurso oficial de aversão explícita aos EUA.

*Crédito da imagem: Solodov Aleksey / Shutterstock

Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

 

Selo impresso no Irã mostra o retrato de Mohammad Reza Shah Pahlavi (1919-1980)*
Selo impresso no Irã mostra o retrato de Mohammad Reza Shah Pahlavi (1919-1980)*

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Revolução xiita no Irã"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/revolucao-xiita.htm. Acesso em 12 de abril de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Descrever os eventos conhecidos como Revolução Islâmica do Irã em 1979, assim como as principais repercussões geopolíticas desse processo.
O Império Islâmico proporcionou a difusão da fé islâmica pelo mundo, além de deixar um importante legado cultural à humanidade.
Acesse e conheça o Dia Mundial da Religião. Entenda como essa data comemorativa surgiu, quem a criou e o que ela representa.
Clique aqui e saiba mais sobre o Estado Islâmico, organização que tem deixado o mundo em alerta e vem remodelando as fronteiras do Oriente Médio.
Clique para saber mais detalhes a respeito da Guerra do Golfo. Entenda como esse conflito começou e por que os Estados Unidos resolveram intervir nele.
Clique e saiba mais sobre o islamismo, a segunda maior religião do planeta. Entenda as origens dessa religião e conheça seus princípios e cinco pilares.
Conheça os principais aspectos do grupo terrorista Estado Islâmico e seus principais objetivos político-religiosos e ações violentas.
As características de um regime que alia princípios republicanos e teocráticos.
A mais importante divisão existente entre os muçulmanos.