Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Saudade ou saudades?

Saudade ou saudades? Os novos usos da língua contradizem os gramáticos tradicionalistas e admitem a flexão numérica dos substantivos abstratos.

Saudade ou saudades? escrito em um quadro amarelo acima de uma mulher com expressão de dúvida.
As duas formas, saudade e saudades, estão corretas. Além desse, outros substantivos abstratos admitem o plural.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Você já parou para pensar sobre essa questão? Qual das duas formas você emprega? Se você ficou na dúvida, não se preocupe, porque a resposta para esse questionamento não é consenso nem mesmo entre os linguistas. Ainda assim, é possível fazer algumas observações que podem elucidar o caso. Vamos lá?

Veja também: Por do sol, por-do-sol, pôr-do-sol ou pôr do sol

Tópicos deste artigo

Saudade ou saudades: qual a diferença?

Além do substantivo “saudades”, grafado assim, no plural, você já deve ter ouvido também “ciúmes” e “felicidades”, todos classificados como substantivos abstratos. É justamente essa classificação que impossibilitaria a flexão de número, haja vista que substantivos abstratos, a priori, não podem ser formados no plural porque não são enumeráveis. É possível contar a saudade? É possível contar o ciúme e a felicidade? Depende, afinal de contas, quem disse que não posso sentir várias saudades? Saudade da infância, da família, da escola, da namorada... Quando eu digo “felicidades” para alguém, estou fazendo “votos de felicidade”. Trata-se de uma expansão semântica das palavras, que acabam tendo seu sentido nuclear alterado, e isso não é ruim, é apenas a língua evoluindo e se modificando. Foi o que aconteceu com as palavras parabém e pêsame, hoje em dia utilizadas apenas no plural, e ai de quem preferir o singular, provavelmente será tachado como inculto, ignorante...

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Segundo essa perspectiva defendida pelos linguistas mais atentos aos novos usos da língua portuguesa, não haveria, portanto, nenhum problema em flexionar os substantivos abstratos para o plural: saudades, ciúmes, felicidades, lembranças, amores etc. Acontece que os tradicionalistas não admitem esse “desvio” da regra, apegando-se ao argumento de que não existe uma maneira eficiente de separar abstração e concretude. Saudade é ou não é sentimento concreto? Para Bilac, “saudade era a presença dos ausentes” (percebe a concretude?). E amor? Difícil responder, não é mesmo? Nossa sugestão é que você utilize esses substantivos no plural e no singular, não há problema algum nisso, desde que você não altere o sentido principal por eles transmitidos e respeite a concordância com os demais termos da oração. Observe:

Minhas saudades são sinceras.

Minhas lembranças são ternas.

Meus amores são meus filhos e meus amigos.

Desejo muitas felicidades a você.

Leia também: Por do sol, por-do-sol, pôr-do-sol ou pôr do sol: qual é o certo?

Portanto, sinta-se à vontade para empregar esses substantivos abstratos com flexão numérica. Mas é importante observar que alguns substantivos abstratos não costumam ser empregados no plural (pelo menos não ainda), como raiva, ódio e preguiça. Esses você deverá manter no singular, certo? Bons estudos!

Escritor do artigo
Escrito por: Luana Castro Alves Perez Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PEREZ, Luana Castro Alves. "Saudade ou saudades?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/saudade-ou-saudades.htm. Acesso em 26 de maio de 2024.

De estudante para estudante