Topo
pesquisar

Regência do verbo assistir

Gramática

O verbo “assistir” admite mais de uma regência, que depende do sentido expresso e das relações estabelecidas com outros termos na oração.
No exemplo acima, o verbo “assistir” é transitivo indireto, pois possui o significado de “estar presente”
No exemplo acima, o verbo “assistir” é transitivo indireto, pois possui o significado de “estar presente”
PUBLICIDADE

Analisando o significado do verbo em destaque nas orações abaixo:

(1) Todos assistiram ao filme de Elizabeth Taylor.

(2) O advogado apresentou os benefícios que me assistiam.

(3) A mãe assistia o/ao filho no hospital.

Percebe-se que, em cada um dos casos, há uma diferença entre os significados expressos pelo verbo. Em (1), o verbo “assistir” possui o sentido de “presenciar”, “estar presente”; em (2), o sentido expresso é “caber razão/direito a alguém”; e, em (3), é de “prestar assistência”, “ajudar”, “socorrer”. Além disso, podemos notar que, em (1) e (3), o verbo assume uma transitividade indireta e uma direta/indireta, respectivamente.

Para que possamos compreender melhor essa atitude do verbo “assistir”, precisamos retomar o conceito de regência. A regência verbal é a ligação do verbo com o seu complemento e pode ser estabelecida diretamente (sem o auxílio da preposição intermediária, quando o complemento é o objeto direto) ou indiretamente (com o auxílio da preposição intermediária, quando o complemento é um objeto indireto). Assim, temos que:

  • O verbo “assistir” será transitivo indireto quando significar “presenciar”, “estar presente”, necessitando de um objeto indireto.

Exemplo:

Todos assistiram ao filme de Elizabeth Taylor.

Se interrompermos a oração no verbo, veja o que ocorre:

Todos assistiram… (A quê?)

Note que o verbo necessitará de um complemento e que haverá a presença de uma preposição entre ele e o objeto indireto:

Todos assistiram ao filme de Elizabeth Taylor.

Assim, nesse caso, a regência do verbo é indireta, ou seja, a transitividade verbal é indireta.

  • O verbo “assistir” será também transitivo indireto quando significar “caber direito/razão a alguém”.

Exemplo:

O advogado apresentou os benefícios que me assistiam.

Observe agora a ausência da preposição antes do objeto indireto. Isso ocorre porque, nesse caso, o complemento verbal está expresso por um pronome oblíquo, mas o verbo ainda possui uma regência indireta, ou seja, é transitivo indireto.

  • O verbo “assistir” será usado indiferentemente como transitivo direto ou indireto quando empregado no sentido de “ajustar”, “prestar assistência”, “socorrer”.

Exemplo:

A mãe assistia o filho no hospital.

ou

A mãe assistia ao filho no hospital.

Observação: Quer saber mais sobre a transitividade dos verbos e os complementos verbais? Clique nos textos abaixo:

 

Por Mariana Rigonatto
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIGONATTO, Mariana. "Regência do verbo assistir"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/regencia-correta-verbo-assistir.htm>. Acesso em 25 de abril de 2018.

Teste seus conhecimentos
Questão 1

Assinale a única alternativa na qual o verbo assistir é transitivo direto:

a)( ) O médico assistia os enfermos na emergência

b) ( ) Todos assistiam à briga estarrecidos.

c) ( ) O prefeito assistia razão de gabar-se.

d) ( ) Todos assistiram ao último filme de Robin Williams.

Mais Questões
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA