Topo
pesquisar

Há menas ou menos pessoas?

Gramática

Em algumas palavras, a regra de concordância nominal não é aplicada. Por exemplo, alguns usam menas ou menos conforme o substantivo, mas a gramática não admite essa flexão.
PUBLICIDADE

A sintaxe de concordância é muito importante para a oração, pois através dela as palavras adequam-se umas às outras, fazendo com que o texto alcance seu objetivo: a produção de sentido.

Quando o sujeito (núcleo do grupo nominal) concorda em número (singular e plural) e pessoa (eu, tu, ele, nós, vós, eles) com o verbo (núcleo do predicado verbal), trata-se da concordância verbal. Se a adequação ocorre entre o substantivo e seus determinantes (adjetivo, pronome adjetivo, numeral e artigo), a concordância é nominal.

A regra geral de concordância é importante para nortear os falantes da língua, entretanto, não pode ser vista como única, já que existem regras que são específicas, devendo ser analisadas de acordo com cada contexto (situação).

Uma palavra que tem gerado muitas dúvidas quanto ao seu correto uso é menos. No momento de aplicar a regra de concordância nominal, usando essa palavra, alguns se equivocam, pois querem aplicar a regra geral (substantivo concorda com seus determinantes em número e gênero), mas menos é uma palavra invariável, ou seja, que não se flexiona, que não muda, portanto, a regra geral não pode ser aplicada. Veja os exemplos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • A bolacha integral possui menas calorias.
  • Que pena! Vieram menas pessoas que o previsto.
  • O melhor é tomar menos refrigerante e mais suco.
  • Na sala há menas meninas ou menos meninos?
  • Há menos pessoas hoje do que ontem.

Em todos os enunciados acima, a palavra menos apareceu, em alguns momentos, flexionado, em outros, não.  De acordo com a gramática normativa (manual que contém as regras da língua portuguesa), todos os exemplos estão corretos? Não. E a explicação é bem simples, menos não deve concordar com nenhuma palavra, pois não deve sofrer variação. Com isso, menas é uma “palavra fantasma”, por isso, deve ter seu uso eliminado, pois de acordo com a norma padrão, seu uso é inadequado.

Voltando aos exemplos, a palavra menos foi corretamente utilizada em dois enunciados, são eles: “O melhor é tomar menos refrigerante e mais suco” e “Há menos pessoas hoje do que ontem.” Então, para não errar, lembre-se de que a palavra menos é invariável, logo menas não existe. Portanto, atenção para não se equivocar.


Por Mayra Pavan
Graduada em Letras

Algumas palavras causam dúvidas, menos é um exemplo disso. Logo, as pessoas perguntam se, junto ao substantivo feminino, o adequado é menas ou menos
Algumas palavras causam dúvidas, menos é um exemplo disso. Logo, as pessoas perguntam se, junto ao substantivo feminino, o adequado é menas ou menos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PAVAN, Mayra Gabriella de Rezende. "Há menas ou menos pessoas?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/ha-menas-ou-menos-pessoas.htm. Acesso em 19 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola