Topo
pesquisar

Conservação da carga elétrica

Física

A conservação da carga elétrica diz que não há possibilidade de criação ou destruição das cargas, somente transferência entre corpos.
PUBLICIDADE

O princípio da conservação da carga elétrica afirma que a soma algébrica das cargas antes e depois de um processo de transferência deve ser a mesma. Assim, podemos dizer que a carga elétrica não pode ser criada nem destruída, somente transferida entre corpos.

Imagine o processo de eletrização por atrito. Inicialmente os corpos a serem friccionados estão neutros, ou seja, apresentam o mesmo número de elétrons e prótons. Após o atrito, um dos corpos cede elétrons e torna-se positivamente eletrizado. O outro  recebe os elétrons, tornando-se negativamente eletrizado. Pela conservação da carga elétrica, podemos dizer que o número de elétrons em excesso em um dos corpos é exatamente igual ao número de prótons em excesso no outro. Houve apenas transferência de carga elétrica.

A mesma observação pode ser feita a respeito dos processos de eletrização por contato e indução.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplo

A formação do trítio a partir do processo de fusão nuclear evidencia a conservação da carga elétrica. A formação do trítio ocorre com a fusão de dois núcleos de deutério (2H).

2H + 2H → 3H + p

O trítio é composto por um próton e dois nêutrons. Repare que a carga elétrica antes e depois da fusão é exatamente a mesma, ou seja, não houve destruição ou criação de carga.

Antes da fusão: Quantidade de prótons = 2 (um para cada deutério)

Depois da fusão: Quantidade de prótons = 2 (o trítio é formado por 1 próton e dois nêutrons. Observe que houve a liberação de 1 próton na reação.)

As cargas elétricas não podem ser destruídas nem criadas, somente transferidas
As cargas elétricas não podem ser destruídas nem criadas, somente transferidas

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas da Silva. "Conservação da carga elétrica"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/conservacao-carga-eletrica.htm. Acesso em 19 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola