Topo
pesquisar

Conservação da carga elétrica

Física

A conservação da carga elétrica diz que não há possibilidade de criação ou destruição das cargas, somente transferência entre corpos.
As cargas elétricas não podem ser destruídas nem criadas, somente transferidas
As cargas elétricas não podem ser destruídas nem criadas, somente transferidas
PUBLICIDADE

O princípio da conservação da carga elétrica afirma que a soma algébrica das cargas antes e depois de um processo de transferência deve ser a mesma. Assim, podemos dizer que a carga elétrica não pode ser criada nem destruída, somente transferida entre corpos.

Imagine o processo de eletrização por atrito. Inicialmente os corpos a serem friccionados estão neutros, ou seja, apresentam o mesmo número de elétrons e prótons. Após o atrito, um dos corpos cede elétrons e torna-se positivamente eletrizado. O outro  recebe os elétrons, tornando-se negativamente eletrizado. Pela conservação da carga elétrica, podemos dizer que o número de elétrons em excesso em um dos corpos é exatamente igual ao número de prótons em excesso no outro. Houve apenas transferência de carga elétrica.

A mesma observação pode ser feita a respeito dos processos de eletrização por contato e indução.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplo

A formação do trítio a partir do processo de fusão nuclear evidencia a conservação da carga elétrica. A formação do trítio ocorre com a fusão de dois núcleos de deutério (2H).

2H + 2H → 3H + p

O trítio é composto por um próton e dois nêutrons. Repare que a carga elétrica antes e depois da fusão é exatamente a mesma, ou seja, não houve destruição ou criação de carga.

Antes da fusão: Quantidade de prótons = 2 (um para cada deutério)

Depois da fusão: Quantidade de prótons = 2 (o trítio é formado por 1 próton e dois nêutrons. Observe que houve a liberação de 1 próton na reação.)

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas da Silva. "Conservação da carga elétrica"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/fisica/conservacao-carga-eletrica.htm>. Acesso em 26 de maio de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola