Topo
pesquisar

14 de novembro – Dia do Bandeirante

Datas Comemorativas

O Dia do Bandeirante é comemorado em 14 de novembro por ter sido nesse dia que foi criada a cidade de Santana de Parnaíba, em São Paulo, o berço das Bandeiras.
PUBLICIDADE

Em 14 de novembro, comemora-se no Brasil o Dia do Bandeirante. O bandeirante é uma das figuras mais emblemáticas e complexas do período colonial do Brasil, haja vista o seu papel decisivo na exploração do interior do país e em outras atividades, como o apresamento de populações indígenas e o combate aos quilombos construídos por escravos fugitivos, como o dos Palmares, destruído pelo bandeirante Domingos Jorge Velho. Mas qual é o motivo de o dia do bandeirante ser comemorado em 14 de novembro?

A escolha dessa data deve-se à criação da cidade de Santana de Parnaíba, às margens do rio Tietê, no interior do estado de São Paulo, em 1580. À época, Santana de Parnaíba era apenas um povoado, criado por colonos ligados ao governador-geral Mem de Sá. Recebeu esse nome em virtude de uma capela erguida no local em homenagem à Santa Ana, mãe da Virgem Maria. Entre a segunda metade do século XVI e a primeira do século XVII, Santana de Paranaíba foi se tornando mais ampla até atingir a condição de vila, em 14 de novembro de 1625.

Nos séculos XVII e XVIII, a vila de Santana de Parnaíba tornou-se o principal centro de partida das bandeiras paulitas. Os bandeirantes, saídos de São Vicente, São Paulo e outras vilas, preparavam as suas expedições em Santana, onde se abasteciam de mantimentos e demais recursos, como animais, trajes etc. O movimento das Bandeiras era essencialmente paulista. Da capitania de São Paulo partiam as comitivas que adentravam os quatro cantos do sertão. O período da mineração do século XVIII deve-se em grande parte à ação desbravadora dos bandeirantes, que tornaram viável a ocupação de regiões como as das atuais cidades de Ouro Preto, Diamantina e Goiás (antiga Vila Boa).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Entre os principais bandeirantes estavam Manuel Borba Gato, Raposo Tavares, Fernão Dias Paes Leme, Bartolomeu Bueno da Silva (o Anhanguera) e o já citado Domingos Jorge Velho. Esse último, além de ter lutado contra o quilombo dos Palmares a serviço da Capitania de Pernambuco, também se notabilizou por ter desbravado o território do atual estado do Piauí, chegando ao ponto extremo do delta do rio Parnaíba.

As ações dos bandeirantes por vezes estiveram em conflito com as dos jesuítas (consultar este texto: Jesuítas x Bandeirantes), haja vista que esses últimos possuíam uma percepção diferente sobre os povos indígenas, que eram apresados e feitos escravos pelos bandeiras. Os jesuítas, muito atuantes no Brasil Colônia, não concordavam com a postura adotada pelos bandeirantes.

A despeito das discussões e controvérsias inerentes à atuação dos bandeirantes no período colonial, a data em sua homenagem traz uma oportunidade para refletir sobre a importância de sua atuação, bem como sobre as questões mais delicadas envolvendo o contexto histórico da época.


Por Me. Cláudio Fernandes

Acima, tela de Henrique Bernardinelli retratando uma ação de apresamento de índios por bandeirantes
Acima, tela de Henrique Bernardinelli retratando uma ação de apresamento de índios por bandeirantes

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FERNANDES, Cláudio. "14 de novembro – Dia do Bandeirante"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-do-bandeirante.htm. Acesso em 19 de setembro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola