close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Ocitocina: o hormônio do amor?

A ocitocina, conhecida como o hormônio do amor, possui diversas funções e muito mais complexas do que você pode imaginar.

A ocitocina é um hormônio formado por nove aminoácidos
A ocitocina é um hormônio formado por nove aminoácidos
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

A ocitocina é frequentemente denominada de hormônio do amor. Mas por que ela recebe essa denominação? Qual é o papel da ocitocina no nosso corpo? Esse é o assunto do nosso texto!

Tópicos deste artigo

O que é a ocitocina?

A ocitocina é um hormônio produzido pelo hipotálamo e liberado a partir da neuro-hipófise. Ela é formada por nove aminoácidos e apresenta estrutura bastante semelhante à vasopressina, (denominada também de hormônio antidiurético).

Leia também: Química do amor

Funções da ocitocina

A ocitocina apresenta uma série de funções relacionadas com a nossa reprodução, como a secreção do leite pelas glândulas mamárias e a facilitação das contrações do músculo liso do útero no momento do parto. Por causa dessa última propriedade, a ocitocina é frequentemente utilizada na prática obstétrica. Sua administração no momento do parto aumenta a atividade da musculatura uterina e favorece o parto normal.

A ocitocina está relacionada com a ejeção do leite
A ocitocina está relacionada com a ejeção do leite

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A ocitocina está também ligada ao vínculo entre mãe e filho e ao vínculo entre casais. Podemos citar ainda que a ocitocina, juntamente a outros neurotransmissores, diminui as respostas de ansiedade e estresse nas interações sociais, possui efeitos benéficos nas interações sociais em pessoas com esquizofrenia e autismo e garante uma melhor satisfação de homens e mulheres nas relações sexuais. Também está relacionada com o desenvolvimento de confiança, generosidade e empatia.

Por que a ocitocina é chamada de hormônio do amor?

A ocitocina é também chamada de hormônio do amor
A ocitocina é também chamada de hormônio do amor

A ocitocina, aliada a outros hormônios, está associada ao prazer sexual, sendo encontrada em uma maior quantidade durante o orgasmo. Esse hormônio, quando administrado, tem aumentado o sentimento de excitação. Além disso, existem evidências de que o hormônio está associado com o comportamento social, estando relacionado com as nossas emoções. Esse hormônio é responsável pela aproximação entre as pessoas e formação de laços. Em razão dessas propriedades, não é de se admirar que a ocitocina tenha sido reconhecida como o hormônio do amor.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Ocitocina: o hormônio do amor?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/ocitocina-hormonio-amor.htm. Acesso em 19 de maio de 2022.

De estudante para estudante


O que pode cair no Enem 2022 em Ciências da Natureza?

Por Thiago Cabral
Responder
Ver respostas

Lista de exercícios


Exercício 1

A ocitocina é um importante hormônio produzido na(o)

a) hipófise.

b) hipotálamo.

c) cérebro.

d) tireoide.

e) glândulas mamárias.

Exercício 2

A ocitocina é conhecida como o hormônio do amor por estar relacionada com questões como prazer sexual e comportamento social. Além disso, esse hormônio:

a) controla os níveis de glicose no sangue.

b) acelera o metabolismo.

c) controla a quantidade de cálcio no organismo.

d) promove a contração do útero no parto.

e) aumenta a frequência cardíaca.

Estude agora


O que é social-democracia?

A social-democracia é um modelo político presente em todos os continentes do mundo. Quer saber mais? Não perca esta...

Entrevista com Luiza Mamede, nota 1000 na redação do Enem 2021

Entrevista com Luiza Mamede, uma das estudantes que tiraram 1.000 na redação do Enem 2021. Ela contou como foi sua...