Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Nervos

Biologia

PUBLICIDADE

Os nervos são estruturas formadas por feixes de fibras nervosas, que fazem parte do sistema nervoso periférico e atuam garantindo a comunicação entre diferentes partes do corpo e o sistema nervoso central. Dependendo dos tipos de fibras que apresentam, os nervos podem ser classificados em sensitivos, motores e mistos.

Os nervos que se projetam da medula espinhal são chamados de nervos espinhais, enquanto os nervos que partem do encéfalo são chamados de nervos cranianos. Lesões nos nervos podem ser responsáveis por perda de movimentos e alterações na sensibilidade.

Leia mais: Sistema nervoso – sistema responsável por captar, interpretar e responder a estímulos

O que são nervos?

Nervos são fibras nervosas agrupadas em feixes que se localizam fora do encéfalo ou da medula espinhal. As fibras nervosas nada mais são do que axônios (prolongamento dos neurônios, que atuam garantindo a passagem do impulso nervoso) e suas bainhas envoltórias.

Os nervos são revestidos por uma camada fibrosa mais externa, formada de tecido conjuntivo denso, o chamado epineuro. Além de envolver o nervo, o epineuro também preenche os espaços existentes entre as fibras nervosas. Cada feixe é revestido por várias células achatadas, as quais constituem o perineuro. Essas células estão bem próximas umas das outras e estão unidas por junções oclusivas, formando uma barreira importante contra agentes nocivos.

Dentro da bainha perineural, estão localizados os axônios, cada qual envolvido pelas células de Schwann e um envoltório conjuntivo constituído por fibras produzidas pelas próprias células de Schwann. Esse envoltório é chamado de endoneuro.

Observe atentamente a estrutura de um nervo.
Observe atentamente a estrutura de um nervo.

A depender do tipo de fibra que apresentam, os nervos podem ser classificados em sensoriais, motores e mistos.

  • Nervos sensoriais: formados apenas por fibras aferentes, ou seja, fibras responsáveis por levar a informação obtida no meio ambiente e no interior do corpo para os centros nervosos.
  • Nervos motores: apresentam apenas fibras eferentes, as quais são responsáveis por levar informações dos centros nervosos para os órgãos efetores.
  • Nervos mistos: como o nome sugere, apresentam tanto fibras eferentes quanto aferentes. A maioria dos nervos apresenta os dois tipos de fibras.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nervos cranianos e espinhais

Os nervos recebem a denominação de cranianos ou espinhais a depender da região de onde se projetam.

  • Nervos cranianos: são aqueles que partem do encéfalo. Existem 12 pares de nervos cranianos, são eles: (I) olfatório, (II) óptico, (III) oculomotor, (IV) troclear, (V) trigêmeo, (VI) abducente, (VII) facial, (VIII) vestibulo-coclear, (IX) glossofaríngeo, (X) vago, (XI) acessório e (XII) hipoglosso.
  • Nervos espinhais: são aqueles que partem da região da medula espinhal. Existem 31 pares de nervos espinhais e eles recebem denominação de acordo com a região da coluna vertebral de onde emergem. Desses 31 pares: 8 pares são de nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais e 1 coccígeo.

Leia também: O que são articulações?

Qual a função dos nervos?

Os nervos garantem integração entre as diferentes partes do corpo e o sistema nervoso central.
Os nervos garantem integração entre as diferentes partes do corpo e o sistema nervoso central.

Os nervos são responsáveis por promover a comunicação entre os centros nervosos (encéfalo e medula espinhal) e os órgãos efetores, como glândulas e músculos, e de sensibilidade. Os nervos, portanto, ao fazerem essa conexão, garantem que nosso corpo seja capaz, por exemplo, de se movimentar e de responder a diferentes sensações.

Como o papel dos nervos é levar informações, quando eles são lesionados, essas informações deixam de ser passadas para os centros nervosos e outras partes do corpo, sendo assim, lesões nessas estruturas podem ser responsáveis, por exemplo, por:

  • perda de sensibilidade,
  • sensações de formigamento,
  • atrofia muscular,
  • perda de força,
  • fraqueza na região acometida.

As lesões nos nervos podem ter diferentes causas, sendo grande parte delas desencadeadas por traumas. Entretanto, algumas doenças podem ser responsáveis por provocar lesões nessas estruturas, como doenças autoimunes e diabetes, e o uso de determinados medicamentos e bebidas alcoólicas.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Nervos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/nervos.htm. Acesso em 19 de setembro de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

Os nervos são formados por fibras nervosas, as quais estão agrupadas em feixes. Essas estruturas constituem o:

a) Sistema nervoso central.

b) Sistema endócrino.

c) Sistema nervoso periférico.

d) Sistema cardiovascular.

e) Sistema tegumentar.

Questão 2

Os nervos são estruturas importantes que garantem a comunicação entre os órgãos sensitivos e efetores e os centros nervosos. Em sua estrutura, são encontradas fibras aferentes e fibras eferentes. Os nervos que possuem fibras aferentes são responsáveis:

a) por garantir que as informações obtidas no meio ambiente e no interior do corpo sejam levadas até os centros nervosos.

b) por garantir a ação de um órgão efetor imediatamente após um determinado estímulo.

c) por garantir que as informações obtidas no meio ambiente e no interior do corpo sejam levadas até os órgãos efetores imediatamente.

d) por promover a rápida resposta aos estímulos.

e) por promover a propagação do impulso dos centros nervosos para os órgãos efetores.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Conheça os doze pares de nervos cranianos existentes e entenda a atividade exercida por cada um deles em nosso organismo.
Conheça as estruturas que compõem o encéfalo e as funções que elas desempenham no organismo.
Você já ouviu falar em hanseníase? Clique aqui e saiba mais sobre essa doença, seu agente causador, sua forma de transmissão, seus sintomas e seu tratamento.
Clique aqui e saiba mais sobre a Hanseníase, uma das primeiras doenças que foram descritas na História e seus principais sintomas.
Compreenda como ocorre a propagação do impulso nervoso por meio das células nervosas!
Aprenda mais sobre a medula espinhal clicando aqui! Neste texto explicaremos o que é medula espinhal, sua função e os problemas desencadeados por lesões.
Saiba mais sobre o Sistema Nervoso Central, um sistema importante para o nosso organismo porque garante, por exemplo, a tomada de decisões pelo corpo.
Entenda o que é o sistema nervoso periférico e compreenda como seus componentes agem para garantir o fluxo de informações no corpo.
Aprenda um pouco mais a respeito do sistema nervoso, sua divisão, os órgãos que o compõem e o papel desempenhado por cada uma dessas estruturas.
Compreenda o que é a Síndrome de Guillain-Barré e conheça seus sintomas e formas de tratamento.