Whatsapp

Grão de pólen

Biologia

Diferentemente do que se pode imaginar, o grão de pólen não é o gameta masculino das gimnospermas e das angiospermas. Ele é o micrósporo que contém o gametófito.
PUBLICIDADE

O grão de pólen, estrutura surgida nas gimnospermas, está presente nesse grupo e nas angiospermas. Ela não é o gameta masculino, e sua denominação correta é micrósporo, um elemento que contém o gametófito masculino, ou seja, a estrutura capaz de produzir gametas.

→ Qual a importância do grão de pólen para as gimnospermas e angiospermas?

O grão de pólen é extremamente resistente e garante grande eficiência reprodutiva. É por causa de seu surgimento que gimnospermas e angiospermas não dependem da água para a reprodução, pois garante que o tubo polínico faça o transporte do gameta masculino até o gameta feminino.

Quando o grão de pólen chega até a parte feminina de uma planta, dizemos que houve a polinização, a qual pode ser feita por diferentes agentes. A partir disso, uma série de processos acontece, como a formação do tubo polínico, o transporte dos gametas masculinos (núcleos espermáticos) e a consequente fecundação da oosfera (gameta feminino).

O pólen pode ser levado pelo vento, pela água e até mesmo por animais
O pólen pode ser levado pelo vento, pela água e até mesmo por animais

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


→ Como é a estrutura do grão de pólen?

O grão de pólen é uma estrutura resistente, que apresenta uma parede externa denominada exina e uma parede interna denominada intina. Essa última parede é formada por celulose e pectina. A exina, por sua vez, é constituída pela esporopolenina, um composto que funciona como barreira para vários agentes, garantindo que a radiação, patógenos e a desidratação não afetem sua estrutura. Na exina, também se encontram pequenos furos, por onde sai o tubo polínico, que surge quando o grão de pólen germina.

Além de garantir proteção, a exina apresenta uma grande importância para a taxonomia. Como ela pode apresentar ou não ornamentações, esse é um importante critério para a identificação das espécies.

→ Onde o grão de pólen é produzido?

O grão de pólen apresenta local de produção diferente para cada grupo de plantas. Nas gimnospermas, ele é produzido nos chamados estróbilos, também conhecidos como cones. Já nas angiospermas, a produção ocorre nas flores, mais precisamente na parte chamada de antera.

Por Ma. Vanessa dos Santos

O grão de pólen pode apresentar em sua camada externa ornamentações que auxiliam na taxonomia
O grão de pólen pode apresentar em sua camada externa ornamentações que auxiliam na taxonomia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Grão de pólen"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/grao-polen.htm. Acesso em 14 de abril de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

O grão de pólen é importante para a reprodução das plantas, uma vez que transporta de maneira eficiente o gameta masculino. O pólen é encontrado em

a) briófitas e pteridófitas.

b) pteridófitas e gimnospermas.

c) briófitas e gimnospermas.

d) gimnospermas e angiospermas.

e) angiospermas e pteridófitas.

Questão 2

Nas angiospermas, o grão de pólen é produzido

a) no estróbilo.

b) no estigma.

c) no ovário.

d) no filete.

e) na antera.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Descubra um pouco mais sobre as angiospermas, um grupo de plantas com milhares de espécies bastante conhecidas e importantes para os seres humanos.
Compreenda o que é a dupla fecundação e entenda como ocorre a formação do embrião e do endosperma nas angiospermas.
Aprenda um pouco mais a respeito das flores clicando aqui! Neste texto explicaremos o que é flor e qual a sua função, e conheceremos suas partes.
Conheça mais sobre as gimnospermas, um grupo de plantas vasculares com sementes que apresenta como representantes o pinheiro e as araucárias.
Entenda o que são os polinizadores e sua importância para a reprodução das gimnospermas e angiospermas.