Grão de pólen

Biologia

Diferentemente do que se pode imaginar, o grão de pólen não é o gameta masculino das gimnospermas e das angiospermas. Ele é o micrósporo que contém o gametófito.
PUBLICIDADE

O grão de pólen, estrutura surgida nas gimnospermas, está presente nesse grupo e nas angiospermas. Ela não é o gameta masculino, e sua denominação correta é micrósporo, um elemento que contém o gametófito masculino, ou seja, a estrutura capaz de produzir gametas.

→ Qual a importância do grão de pólen para as gimnospermas e angiospermas?

O grão de pólen é extremamente resistente e garante grande eficiência reprodutiva. É por causa de seu surgimento que gimnospermas e angiospermas não dependem da água para a reprodução, pois garante que o tubo polínico faça o transporte do gameta masculino até o gameta feminino.

Quando o grão de pólen chega até a parte feminina de uma planta, dizemos que houve a polinização, a qual pode ser feita por diferentes agentes. A partir disso, uma série de processos acontece, como a formação do tubo polínico, o transporte dos gametas masculinos (núcleos espermáticos) e a consequente fecundação da oosfera (gameta feminino).

O pólen pode ser levado pelo vento, pela água e até mesmo por animais
O pólen pode ser levado pelo vento, pela água e até mesmo por animais

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


→ Como é a estrutura do grão de pólen?

O grão de pólen é uma estrutura resistente, que apresenta uma parede externa denominada exina e uma parede interna denominada intina. Essa última parede é formada por celulose e pectina. A exina, por sua vez, é constituída pela esporopolenina, um composto que funciona como barreira para vários agentes, garantindo que a radiação, patógenos e a desidratação não afetem sua estrutura. Na exina, também se encontram pequenos furos, por onde sai o tubo polínico, que surge quando o grão de pólen germina.

Além de garantir proteção, a exina apresenta uma grande importância para a taxonomia. Como ela pode apresentar ou não ornamentações, esse é um importante critério para a identificação das espécies.

→ Onde o grão de pólen é produzido?

O grão de pólen apresenta local de produção diferente para cada grupo de plantas. Nas gimnospermas, ele é produzido nos chamados estróbilos, também conhecidos como cones. Já nas angiospermas, a produção ocorre nas flores, mais precisamente na parte chamada de antera.

Por Ma. Vanessa dos Santos

O grão de pólen pode apresentar em sua camada externa ornamentações que auxiliam na taxonomia
O grão de pólen pode apresentar em sua camada externa ornamentações que auxiliam na taxonomia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Grão de pólen"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/grao-polen.htm. Acesso em 27 de outubro de 2020.

Lista de Exercícios
Questão 1

O grão de pólen é importante para a reprodução das plantas, uma vez que transporta de maneira eficiente o gameta masculino. O pólen é encontrado em

a) briófitas e pteridófitas.

b) pteridófitas e gimnospermas.

c) briófitas e gimnospermas.

d) gimnospermas e angiospermas.

e) angiospermas e pteridófitas.

Questão 2

Nas angiospermas, o grão de pólen é produzido

a) no estróbilo.

b) no estigma.

c) no ovário.

d) no filete.

e) na antera.

Mais Questões