Topo
pesquisar

Fermentação

Biologia

A fermentação é um processo anaeróbio que apresenta como finalidade a produção de ATP. Suas fases são a glicólise e a redução do piruvato.
A fermentação pode ser usada para fins econômicos, como é o caso da produção de cerveja
A fermentação pode ser usada para fins econômicos, como é o caso da produção de cerveja
PUBLICIDADE

A fermentação é um processo de liberação de energia que acontece sem a participação do oxigênio, sendo, portanto, anaeróbia. As reações químicas necessárias para que ela ocorra são a glicólise e a redução do piruvato.

Glicólise

No processo de glicólise, uma molécula de glicose com seis carbonos é quebrada em duas moléculas de piruvato, que possui três átomos de carbono cada. A glicólise, que ocorre no citoplasma de todas as células existentes no planeta, é um processo anaeróbio, ou seja, não necessita de oxigênio para ocorrer.

A glicólise acontece em uma sequência de dez etapas, que ocorrem em virtude da presença de algumas enzimas específicas e formam açúcares intermediários. O rendimento líquido em ATP é de duas moléculas por molécula de glicose, pois duas moléculas de ATP são hidrolisadas inicialmente para que as primeiras etapas aconteçam, mas quatro moléculas são produzidas no final. A equação que resume o processo é:

Glicose + 2NAD+ + 2ADP + 2Pi → 2 Piruvato + 2NADH + 2H+ + 2ATP + 2H2O

Redução do piruvato

Em condições em que não há a presença de oxigênio (condições anaeróbias), o piruvato e os elétrons do NADH permanecem no citosol. O piruvato pode ser convertido em etanol e CO2, como é o caso das levaduras, ou ainda ser convertido em lactato, como nos músculos. Quando o processo anaeróbio resulta na formação de lactato, temos a fermentação lática; quando o processo resulta em etanol, temos a fermentação alcoólica. Essas reações regeneram o NAD + a partir do NADH, processo necessário para que a glicólise continue.

Tanto na fermentação lática quanto na fermentação alcoólica os dois elétrons do NADH são transferidos para o carbono central do piruvato. Entretanto, na fermentação alcoólica, esse processo é precedido pela liberação de dióxido de carbono. As equações que representam esse processo são:

Fermentação alcoólica: Glicose + 2ADP + 2Pi → 2 Etanol + 2CO2 + 2ATP + 2 H2O

Fermentação lática: Glicose + 2ADP + 2Pi → 2 Lactato + 2ATP + 2 H2O

Emprego da fermentação alcoólica e da fermentação láctica

A fermentação alcoólica é um processo importante e rentável, pois é utilizada na fabricação de bebidas alcoólicas, na fabricação do pão e, até mesmo, na produção de combustível. A fermentação láctica, por sua vez, é utilizada na produção de queijo e iogurtes.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Fermentação"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/biologia/fermentacao.htm>. Acesso em 25 de maio de 2018.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA