close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Diferença entre periderme, casca e ritidoma

Para entender a diferença entre periderme, casca e ritidoma, termos relacionados com o revestimento do vegetal, devemos conhecer os tecidos que os formam.

Periderme, casca e ritidoma são termos que se referem ao revestimento da planta, mas não são sinônimos
Periderme, casca e ritidoma são termos que se referem ao revestimento da planta, mas não são sinônimos
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Periderme, casca e ritidoma são termos utilizados em botânica que se referem ao revestimento do corpo do vegetal. Entretanto, apesar do que muitas pessoas pensam, essas três palavras não devem ser usadas como sinônimos. Descubra a seguir a diferença entre elas.

Tópicos deste artigo

Periderme

Periderme é o nome dado ao conjunto de tecidos de revestimento que surgem em plantas com crescimento em espessura (crescimento secundário), em substituição à epiderme. A periderme, diferente da epiderme, não é um tecido único, sendo formada pelo súber, felogênio e feloderme.

  • Súber: O súber é o tecido mais externo e apresenta células mortas na maturidade com grande quantidade de suberina (substância graxa). É um tecido com arranjo de células bem compacto e impermeável.

  • Felogênio: O felogênio é um tecido meristemático que forma externamente o súber e internamente a feloderme.

  • Feloderme: A feloderme é um tecido formado por células parenquimáticas ativas que se assemelham às células do parênquima cortical.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Casca

A casca é frequentemente utilizada para referir-se à periderme ou, ainda, somente ao súber. Porém, a casca, que não é um termo técnico, refere-se aos tecidos que estão localizados externamente ao câmbio vascular. Portanto, ela corresponde a uma série de tecidos que incluem a periderme e outros tecidos, os quais podem ter origem secundária ou primária.

A casca pode ser dividida também em casca externa e casca interna. A casca externa corresponde à parte morta, e a casca interna refere-se à parte viva. A casca interna equivale, portanto, à parte localizada internamente ao felogênio mais interno até o câmbio vascular. Falamos em felogênio mais interno porque, em algumas espécies, células parenquimáticas podem tornar-se meristemáticas e formarem um novo felogênio.

Ritidoma

O termo ritidoma é utilizado para referir-se ao conjunto de tecidos mortos que estão localizados externamente à última periderme que foi formada. Assim sendo, o ritidoma pode ser usado como um sinônimo de casca externa, porém não pode ser considerado um sinônimo do termo geral “casca”.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Diferença entre periderme, casca e ritidoma"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/diferenca-entre-periderme-casca-ritidoma.htm. Acesso em 19 de maio de 2022.

Tire suas dúvidas


O que pode cair no Enem 2022 em Ciências da Natureza?

Por Thiago Cabral
Responder
Ver respostas

Lista de exercícios


Exercício 1

Periderme é um conjunto de tecidos que:

a) substitui a epiderme em plantas em crescimento primário.

b) substitui a epiderme em plantas com crescimento em espessura.

c) realiza fotossíntese.

d) garante o crescimento secundário em plantas.

e) protege as briófitas e pteridófitas que possuem crescimento secundário.

Exercício 2

O súber, felogênio e feloderme são tecidos que formam:

a) a periderme.

b) a epiderme.

c) o sistema vascular.

d) o sistema fundamental.

e) o ritidoma.

Estude agora


Pré-Enem | Desequilíbrios ambientais

O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que...

Contradomínio de uma função

Nesta aula veremos o que é contradomínio de uma função, relembrando o que seria domínio, contradomínio e imagem...