Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Classificação dos tecidos epiteliais

Para realizar a classificação dos tecidos epiteliais, normalmente é utilizado como base o número de camadas de células e sua forma.

O epitélio acima é simples — apresenta apenas uma camada de células — e prismático
O epitélio acima é simples — apresenta apenas uma camada de células — e prismático
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Os seres humanos, assim como outros animais, são formados por quatro grupos básicos de tecidos: o epitelial, o conjuntivo, o muscular e o nervoso. O tecido epitelial, também chamado de epitélio, é constituído por células justapostas com pouca quantidade de substância extracelular.

Os tecidos epiteliais possuem principalmente duas funções: revestir e secretar. Os epitélios de revestimento formam uma cobertura nas superfícies e nas cavidades do corpo que impede a perda excessiva de água e a entrada de organismos patogênicos. Além disso, eles também permitem a troca de substâncias e a absorção de nutrientes, entre várias outras funções. Já os tecidos epiteliais com a função de secreção são chamados de glandulares e exercem importantes papeis no nosso organismo, tais como controle da temperatura e controle do crescimento e desenvolvimento.

As células dos tecidos epiteliais de revestimento apresentam diferentes formatos e características, sendo esses fatores usados para a sua classificação. Dentre os principais critérios utilizados para classificar os epitélios, destacam-se o número de camadas e as formas da célula.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Segundo o número de camadas, os epitélios podem ser classificados em:

Simples: Apresentam apenas uma camada de células.

Estratificados: Possuem mais de uma camada de células.

Pseudoestratificados: Tecido formado apenas por uma camada de células, entretanto, a posição variada dos núcleos promove a falsa sensação de que ele apresenta várias camadas. Apesar de todas as células estarem apoiadas na lâmina basal, elas diferenciam-se em altura e, portanto, nem todas chegam à superfície do tecido.

O tecido pseudoestratificado apresenta apenas uma camada de células
O tecido pseudoestratificado apresenta apenas uma camada de células

Levando em consideração a forma das células, o epitélio pode ser classificado em:

Pavimentoso: Células com formato achatado que muitas vezes lembram azulejos. Os epitélios pavimentosos, que podem ser simples ou estratificados, podem ser encontrados revestindo vasos sanguíneos e formando a epiderme, por exemplo (Leia mais sobre a pele);

Cúbico: Células de formato cúbico. Os epitélios cúbicos podem ser simples ou estratificados e podem ser observados no ovário e folículos ovarianos, por exemplo.

Prismático, colunar ou cilíndrico: Células alongadas e retangulares. Os epitélios prismáticos podem ser simples ou estratificados e podem ser encontrados revestindo a traqueia e a cavidade nasal, por exemplo.

Transição: Tipo de tecido estratificado com células superficiais de formato globoso que mudam de acordo com o grau de distensão do tecido. Esse tipo de epitélio é encontrado na bexiga.

O tecido acima é estratificado — apresenta mais de uma camada de células — e pavimentoso
O tecido acima é estratificado — apresenta mais de uma camada de células — e pavimentoso

O tipo de epitélio encontrado em cada órgão está diretamente relacionado com a função daquela determinada estrutura. Os epitélios pavimentosos simples, por exemplo, são encontrados em locais onde a troca de substâncias deve ocorrer facilmente. Já os estratificados pavimentosos, por exemplo, dificultam a troca de substâncias e estão mais relacionados com a proteção.

Aprenda mais sobre tecidos na seção Histologia!


Por Ma. Vanessa dos Santos

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Classificação dos tecidos epiteliais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/classificacao-dos-tecidos-epiteliais.htm. Acesso em 25 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

Os epitélios podem ser classificados a partir de diferentes critérios. De acordo com as formas de suas células, eles podem ser classificados em:

a) Pavimentoso, estratificado e simples.

b) Cúbico, prismático e estratificado.

c) Ciliado, estratificado e pseudoestratificado.

d) Simples, ciliado e secretor.

e) Cúbico, pavimentoso e prismático.

Exercício 2

Alguns epitélios, como os da traqueia, são chamados de pseudoestratificados. Essa denominação é dada aos epitélios que

a) possuem mais de uma camada de células.

b) possuem poucas camadas de células.

c) possuem todas as células altas.

d) possuem células de diferentes alturas.

e) possuem apenas uma camada de células, todas cúbicas.