Topo
pesquisar

Cavalo-marinho

Animais

O cavalo-marinho é uma espécie de peixe ósseo pertencente à família Syngnathidae e ao gênero Hippocampus que apresenta algumas características peculiares.
Os cavalos-marinhos são peixes ósseos
Os cavalos-marinhos são peixes ósseos
PUBLICIDADE

Os cavalos-marinhos são peixes do grupo dos ósseos. Eles fazem parte da família Syngnathidae e ao gênero Hippocampus. No nosso país, é possível encontrar duas espécies desse animal: cavalo-marinho de focinho longo (H. reidi) e focinho curto (H. erectus).


Características dos cavalos-marinhos

Os cavalos-marinhos vivem em águas rasas, tropicais ou temperadas, sendo encontrados em ambientes estuarinos, recifes, baías e manguezais. Esses peixes apresentam cabeça alongada, que lembra muito a um cavalo, e olhos que se movem de maneira independente. Sua boca é tubular e não possui dentes, por esse motivo, esse peixe se alimenta por sugação. Geralmente, o cavalo-marinho fica esperando que algum pequeno animal passe por ele para sugá-lo.

O corpo do cavalo-marinho é pequeno e bastante resistente, formado por uma série de anéis ósseos, e mede em torno de 15 cm a 18 cm. Esses peixes apresentam nadadeiras, que permitem sua natação, e são ativos durante o dia, apesar de sua pequena mobilidade. Eles possuem nadadeiras peitorais logo atrás do opérculo (placa que protege as brânquias), nadadeiras dorsais, que são utilizadas para a propulsão, e uma nadadeira anal. Possuem ainda uma cauda preênsil, a qual é frequentemente usada para agarrar-se no substrato.

Os cavalos-marinhos apresentam uma característica bastante interessante que é a capacidade de mudar de cor, assim como os camaleões. Essa capacidade ajuda na proteção contra predadores (camuflagem), além de auxiliar no momento de reprodução, uma vez que os cavalos-marinhos tendem a intensificar sua cor quando estão em época reprodutiva.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Reprodução dos cavalos-marinhos

Os cavalos-marinhos têm um comportamento monogâmico, o que acaba interferindo na taxa reprodutiva quando um membro do casal é retirado. Além disso, eles apresentam como característica marcante o fato de que o macho seja o responsável por gerar o filhote. No momento da cópula, a fêmea do cavalo-marinho transfere seus ovócitos para dentro da bolsa incubadora do macho.

O tempo de gestação varia de espécie para espécie e está relacionado também com a temperatura da água. Durante o nascimento, o macho contorce-se de maneira violenta para liberar os filhotes. Nascem mais de 100 filhotes a cada gestação, sendo que cada um apresenta em média 1 cm. Apesar de pequenos e frágeis, os filhotes nascem completamente independentes.


Animais ameaçados

Os cavalos-marinhos são animais muito ameaçados, principalmente por causa de sua ampla exploração comercial e da constante degradação da área em que vivem. Esses animais são frequentemente vendidos para serem colocados em aquários ou para fins de decoração, ou até mesmo para produção de medicamentos. Não podemos nos esquecer também da captura acidental desses peixes em aparelhos de pesca, um importante fator que contribui para a sua diminuição.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Cavalo-marinho"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/animais/cavalo-marinho.htm>. Acesso em 21 de setembro de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA