Dia Nacional do Cerrado: conheça características do bioma brasileiro

Especialista apresenta também motivos do desmatamento do bioma e como conservá-lo

Cerrado é famoso pela sua grande biodiversidade [1]

O Dia Nacional do Cerrado é comemorado hoje, 11 de setembro. A data foi criada para valorizar o segundo maior bioma do Brasil e da América do Sul.

Conhecido como savana brasileira, o Cerrado ocupa aproximadamente 25% do território do país. O bioma abrange 12 estados, com predomínio nas áreas centrais do Brasil.

Lembrado pela sua rica biodiversidade, o Cerrado tem grande quantidade de espécies e de paisagens. A vegetação é característica, com árvores não muito altas, com troncos tortuosos e que perdem folhas na época de seca

O bioma, que tem como característica ter duas estações definidas: uma seca e outra chuvosa, também é conhecido como a caixa d'água do Brasil.

Onde se localiza o Cerrado?

O Cerrado tem uma característica única, segundo este artigo: é o único bioma na América do Sul a ter estes contatos biogeográficos: limita-se ao norte com o bioma Amazônia; a leste e nordeste, com a Caatinga; ao sudoeste, com o Pantanal; e a sudeste, com a Mata Atlântica.

O bioma Cerrado encontra-se nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Piauí, Rondônia, Paraná, São Paulo e Distrito Federal e alguns encraves (terreno ou território dentro do outro) no Amapá, Amazonas e Roraima. 

Os países Paraguai e Bolívia também possuem características do Cerrado.

Características do Cerrado

As características do bioma Cerrado envolvem a sua grande biodiversidade e podem ser cobradas em provas de Biologia de vestibulares e do Enem, por exemplo.

André Luis S. Zecchin, biólogo, gerente da Reserva Natural Serra do Tombador, em Cavalcante (GO), mantida pela Fundação Grupo Boticário, afirma que o Cerrado é o único bioma com caracteristicas de Savana no Brasil.

"O Cerrado é o bioma com maior quantidade de espécies, as mais ricas que há no mundo. Costumamos dizer que o Cerrado só é o que é por causa da sua diversidade de paisagens, de espécies e de povos tradicionais que estão associados a ele"

André Zecchin

Dados deste artigo detalham que o Cerrado tem cerca de 11.627 espécies de plantas nativas, sendo, aproximadamente, 4.400 espécies endêmicas (existentes apenas nesse bioma).

Veja abaixo as principais características do Cerrado

  • A vegetação tem características predominantes como árvores de tronco grosso e tortuoso, além de gramíneas e arbustos.

  • O clima é tropical sazonal, apresentando duas estações definidas: uma seca e outra chuvosa.

  • Os solos do Cerrado são geralmente pobres em nutrientes, apresentando coloração avermelhada e alta porosidade.

  • Possui 11 principais vegetações, distribuídas em formações savânicas, campestres e florestais.

  • A fauna é bastante diversa, contando com espécies como onça-pintada e tamanduá-bandeira.

  • Entre os principais produtos agrícolas cultivados no bioma, estão soja, cana-de-açúcar, milho e algodão.

  • O Cerrado tem cerca de 200 espécies nativas que possuem potencial econômico e medicinal.

  • É considerado a caixa d'água brasileira.

Leia também: como são a fauna e flora do Cerrado

Cerrado, a caixa d´água do Brasil

André Zecchin/ Crédito: arquivo pessoal

O biólogo André Zecchin ressalta que, por causa da sua riqueza de paisagens, especialmente de campos abertos, o Cerrado é conhecido como a caixa d'água do Brasil, por cumprir a função de recarga hidrica muito grande para o Brasil.

O gerente explica que, em razão de o Cerrado estar localizado em uma região mais central e alta do Brasil, as suas formações campestres têm uma capacidade muito boa de absorção d'água da chuva e, consequentemente, de recarga hídrica dos lençóis freáticos.

"A posição do Cerrado, com as suas características da vegetação, tornam o bioma a grande caixa d´água do Brasil, que é uma função de recarga hídrica e abastecimento das principias bacias hidrograficas que temos no país"

André Zecchin

Desmatamento do Cerrado

O desmatamento do Cerrado é um problema ambiental que tem promovido a destruição do bioma. Dados levantados pelo biólogo André Zecchin apontam que o maior desmatamento encontra-se em regiões dos estados do Maranhão, Tocantins e Piauí.

O profissional destaca que, apesar de o Cerrado ser o segundo bioma brasileiro com maior cobertura natural (aproximadamente 50%), perdendo apenas para a Amazônia, é o bioma que sofre de forma mais acelarada com o desmatamento.

"O Cerrado é o bioma mais fácil de ser desmatado porque é um ambiente que não tem muitas áreas de floresta, não tem muitas barreiras físicas para expansão da fronteira agricola. O Cerrado pode ser desmatado da noite para o dia e, com isso, a agropecuária avança muito rápido sobre as áreas remanescentes desse bioma", explica.

Entre os motivos para o desmatamento do Cerrado, estão: 

  • Transformação do solo

  • Grandes plantios de soja e de milho

  • Criação de gado

Leia mais sobre o desmatamento do Cerrado

Como conservar o Cerrado?

André Luis S. Zecchin, biólogo, gerente da Reserva Natural Serra do Tombador, em Cavalcante (GO), mantida pela Fundação Grupo Boticário, acredita que há duas formas de conservar o bioma Cerrado:

-Criação e manutenção de áreas protegidas: "O poder público tem ferramentas para criar unidades de conservação ou territorios indigenas e quilombolas", acredita.

-Soluções alternativas: "Podem ser criadas medidas diferentes das convencionais adotadas por atividades econômicas que adotem boas práticas, como os sistemas agroflorestais e otimização do uso do solo, por exemplo, sem necessidade de desmatar o solo para gerar receitas", opina.

Créditos das imagens

[1] Shuttestock

[2] Arquivo pessoal

Por Silvia Tancredi
Jornalista

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

TANCREDI, Silvia. "Dia Nacional do Cerrado: conheça características do bioma brasileiro"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/noticias/dia-do-cerrado-conheca-as-caracteristicas-do-bioma-brasileiro/3129415.html. Acesso em 16 de abril de 2024.