Topo
pesquisar

PIB

Economia e Finanças

O PIB corresponde à soma de tudo o que foi produzido e envolve a produção de mercadorias e a prestação de serviços remunerados.
PUBLICIDADE

O PIB – Produto Interno Bruto – é a soma do valor de todos os bens e serviços finais realizados em uma determinada localidade ao longo de um tempo específico. Esse dado é considerado como o principal indicador do nível de desenvolvimento econômico, pois o seu crescimento significa que as empresas e as pessoas estão produzindo mais e, consequentemente, gerando mais renda.

Segundo o Banco Mundial, o PIB do planeta, isto é, a soma da riqueza produzida em todos os países, é de US$71,67 trilhões de dólares. Desse total, US$15,6 trilhões pertencem somente aos Estados Unidos, o país com o maior Produto Interno Bruto da atualidade. O Brasil é o sétimo maior, com US$2,19 trilhões.

O objetivo do cálculo do PIB é estabelecer uma medição das riquezas que foram produzidas no país a fim de comparar o nível do crescimento econômico com outras localidades e evidenciar possíveis diagnósticos sobre problemas estruturais e financeiros. Além disso, o cálculo do PIB fornece informações sobre os diferentes setores, demonstrando aqueles em que há uma maior geração de renda e os que possuem menor peso, além de enunciar eventuais problemas em algumas atividades, demandando ações públicas para corrigir essas dificuldades.

Por exemplo: o PIB de um determinado país cresceu, mas notou-se que o setor industrial teve uma expressiva queda. Diante dessa informação, o governo e os especialistas tentarão investigar o problema da produção industrial, analisando dados como o nível de empregos nesse setor, a geração de lucro pelas empresas, entre outras informações. Com isso, haverá a possibilidade de adotar medidas para recuperar a economia e sanar esse problema.

Como já afirmamos no início deste texto, o PIB é calculado a partir da produção de bens e serviços. Sobre os bens, é contado tudo aquilo que é produzido, e não o que é vendido, ou seja, tudo o que é produzido em itens agrícolas, industriais ou manufaturados entra na conta. Sobre os serviços, incluem-se todas as atividades que possuem alguma remuneração, como consertos, atendimento médico, produção de textos, entre outros.

No entanto, há alguns itens que são excluídos para evitar a duplicação dos dados, e isso inclui tanto aqueles bens que já foram uma vez comercializados quanto as matérias-primas utilizadas na fabricação de outros produtos. Uma casa, por exemplo, é contabilizada no PIB no momento de sua construção, não entrando nos cálculos as vezes em que ele é revendida para outros proprietários. Além disso, os materiais utilizados na construção dessa casa foram fabricados a partir de diferentes matérias-primas, como a madeira, o cimento e outros. Assim, esses produtos utilizados nessa construção não são contados, pois o preço deles já está embutido no valor da casa.

Apesar de o PIB ser um conceito importante, ele possui limitações e não necessariamente indica que um país é realmente rico ou pobre. Por exemplo: o Produto Interno Bruto Brasileiro é bem maior do que o da Suíça, mas isso acontece porque o território e a população nacionais são muito maiores em relação aos suíços.

Por esse motivo, há também o chamado PIB per capita, que nada mais é do que o valor do PIB dividido pela população. Assim, segundo o exemplo acima, o Brasil, mesmo possuindo uma economia maior, a proporção dessa riqueza em relação à sua população é bem menor do que a da Suíça, que, consequentemente, apresenta um melhor padrão de vida.

Vale lembrar, porém, que o PIB per capita também possui as suas limitações. Isso porque ele não leva em conta a distribuição da riqueza. Ele é uma média aritmética simples, em que se calcula o total de riquezas produzidas dividido pelo número de pessoas, não revelando as relações de desigualdade, em que um número menor de pessoas possui muitas riquezas e uma quantidade maior de habitantes vive em condições de pobreza.

Apesar de todos esses detalhes, o PIB e o PIB per capita são noções importantes para revelar o quanto uma economia de um determinado local é dinâmica e se ela permite o desenvolvimento social e estrutural.


Por Rodolfo Alves Pena
​Graduado em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PENA, Rodolfo F. Alves. "PIB"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/economia/pib.htm>. Acesso em 30 de abril de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA