Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Síndrome de Asperger

Saúde e Bem-estar

PUBLICIDADE

Síndrome de Asperger é a expressão usada para se referir a um quadro clínico que inclui, entre outras características, prejuízo na interação social e desenvolvimento de padrões repetitivos e restritos de comportamento. Inicialmente a síndrome de Asperger e o autismo eram classificados como distúrbios distintos que faziam parte da categoria de transtornos gerais do desenvolvimento, sendo a síndrome de Asperger conhecida como uma forma leve de autismo.

Atualmente, o autismo e a síndrome de Asperger são diagnosticadas como transtorno do espectro autista (TEA). Além disso, muitas pessoas consideram o nome “síndrome de Asperger” inadequado, devido ao histórico do médico que dá nome a essa síndrome. Apesar das contribuições na área, Hans Asperger é atualmente reconhecido como um grande cooperador do regime nazista.

Leia também: 2 de abril – Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Transtorno do espectro autista e síndrome de Asperger

Por muito tempo, distúrbios como a síndrome de Asperger e o autismo eram considerados como sendo situações distintas. Entretanto, muitos sintomas e tratamentos eram compartilhados entre esses distúrbios, o que fez com que muitos pesquisadores defendessem a ideia de que eles deveriam ser analisados como um todo. De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais 5.ª edição ou DSM-5:

O transtorno do espectro autista é um novo transtorno do DSM-5 que engloba o transtorno autista (autismo), o transtorno de Asperger, o transtorno desintegrativo da infância, o transtorno de Rett e o transtorno global do desenvolvimento sem outra especificação do DSM-IV. Ele é caracterizado por déficits em dois domínios centrais: 1) déficits na comunicação social e interação social e 2) padrões repetitivos e restritos de comportamento, interesses e atividades.

O TEA é um transtorno complexo e apresenta diferentes manifestações.
O TEA é um transtorno complexo e apresenta diferentes manifestações.

Podemos concluir, portanto, que os indivíduos que seriam diagnosticados, no passado, com a síndrome de Asperger atualmente seriam diagnosticados com o transtorno do espectro  autista (TEA).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • O que é o TEA?

O transtorno do espectro autista (TEA), como destacado no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, é um transtorno de desenvolvimento neurológico em que o indivíduo apresenta comportamentos e/ou interesses repetitivos e restritivos, bem como dificuldade em se comunicar e interagir com outras pessoas. O termo espectro é dado, pois o grau de comprometimento de cada indivíduo é único. Enquanto algumas pessoas apresentam dificuldades graves de socialização, com grande afastamento social, outras apresentam dificuldades leves.

Alguns sinais do TEA podem ser percebidos ainda nos primeiros anos de vida, mas o diagnóstico do transtorno geralmente ocorre quando a criança apresenta 4 ou 5 anos de idade.

São exemplos de sinais que podem indicar TEA e podem ser observados no primeiro ano de vida:

  • falta de resposta ao nome;
  • interesses não usuais;
  • baixa frequência de sorriso e reciprocidade social;
  • incômodo incomum com sons altos;
  • não seguir pessoas e objetos próximos em movimento, entre outros.
Um dos sinais do TEA é o incômodo incomum com sons altos.
Um dos sinais do TEA é o incômodo incomum com sons altos.

O TEA não apresenta cura, sendo, portanto, um transtorno permanente. Apesar de não existirem medicamentos específicos para tratar a desordem, um acompanhamento multidisciplinar do indivíduo pode ajudar no desenvolvimento. Entre os acompanhamentos recomendados estão o fonoaudiólogo, psicólogo e terapeuta ocupacional. As terapias visam, entre outros aspectos, a melhorar as habilidades sociais e comunicativas desses indivíduos.

Leia também: Transtorno de deficit de atenção com hiperatividade (TDAH)

Quem foi Hans Asperger?

Hans Asperger (1906–1980) foi um pediatra austríaco considerado um pioneiro no estudo do autismo. A síndrome de Asperger recebeu essa denominação em homenagem ao médico, que fez grandes contribuições à área.

Inicialmente não se conheciam os laços do médico com o programa nazista. Entretanto, de acordo com um estudo publicado em 2018 e intitulado Hans Asperger, National Socialism, and “race hygiene” in Nazi-era Vienna, Asperger cooperou ativamente com o programa de “eutanásia infantil”, colaborando para o assassinato de várias crianças com deficiência. Diante dessas revelações, vários debates surgiram sobre a necessidade de abandonar o uso do nome síndrome de Asperger.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Síndrome de Asperger"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/sindrome-de-asperger.htm. Acesso em 18 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Saiba mais sobre o Dia Mundial de Conscientização do Autismo e sua importância, bem como conheça mais sobre o TEA e os direitos das pessoas com esse transtorno.
Descubra um pouco mais a respeito do autismo, um problema do desenvolvimento humano mais comum em meninos que em meninas. Saiba o que é o autismo, quais as principais características desse distúrbio, como é feito seu diagnóstico e a importância de uma equipe multidisciplinar para o acompanhamento do autista.
Acesse este link para saber o que é inclusão social, como ela é feita, o que ainda precisa ser feito para termos um país mais inclusivo e a sua relação com a escola.
Saiba mais sobre o Transtorno de Deficit de Atenção com Hiperatividade, um transtorno que pode causar sérios prejuízos às atividades de um indivíduo, se não tratado.