Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Embolia pulmonar

Embolia pulmonar é um problema causado pela obstrução da artéria pulmonar ou de seus ramos. Se não for tratada adequadamente, pode causar a morte.

Representação de como ocorre uma embolia pulmonar.
A embolia pulmonar acontece por causa da oclusão da artéria pulmonar ou de seus ramos.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A embolia pulmonar, também chamada tromboembolismo pulmonar, é um problema grave que ocorre em decorrência da oclusão da artéria pulmonar ou de seus ramos. Normalmente, essa oclusão ocorre por causa de trombos (coágulos de sangue) originados no sistema venoso profundo (veias localizadas mais profundamente) dos membros inferiores (pernas).

Leia também: O que é trombose venal profunda?

A obstrução da artéria pulmonar leva à interrupção da circulação sanguínea em algumas áreas do pulmão. Isso impede o funcionamento adequado do órgão, afetando diretamente as trocas gasosas, o que leva a uma menor oxigenação do sangue e sobrecarrega o coração.

Tópicos deste artigo

Fatores de risco para a embolia pulmonar

Existe uma série de fatores de risco para o desenvolvimento de embolia pulmonar. Dentre eles, podemos destacar:

  • Realização de cirurgias

  • Traumas não cirúrgicos

  • Gravidez

  • Imobilização (pessoas hospitalizadas, por exemplo)

  • Fraturas ou veias varicosas nos membros inferiores

  • Trombose venosa profunda prévia confirmada

  • Terapia com estrógenos (anticoncepcionais e reposição hormonal)

  • Idade superior a 40 anos.

Sintomas de embolia pulmonar

O quadro clínico de embolia pulmonar é variável e está diretamente relacionado com o tamanho do trombo e com o local onde ele está localizado. Entretanto, alguns sinais e sintomas podem ser citados:

  • Dispneia (dificuldade para respirar)

  • Taquipneia (aceleração do ritmo respiratório)

  • Dor torácica

  • Tosse

  • Edema ou dor nas pernas

  • Palpitação

  • Síncope (desmaio).

Vale destacar que a dificuldade para respirar e a dor no peito podem aparecer de maneira súbita ou, ainda, surgir ao longo de dias. Os desmaios, geralmente, são raros, porém podem ocorrer em situações mais graves.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Diagnóstico de embolia pulmonar

Médico olhando um raio-x em referência à embolia pulmonar.
Radiografia do tórax é um dos exames que podem auxiliar no diagnóstico de embolia pulmonar.

Os sintomas do embolismo pulmonar são pouco específicos, por isso um diagnóstico não pode ser concluído analisando-se apenas os sintomas apresentados acima. Para confirmar um caso de embolia, é necessário realização de exames, como radiografia do tórax e eletrocardiograma. Esse último visa a observar sobrecarga no coração.

Tratamento para embolia pulmonar

A embolia pulmonar pode levar à morte, por isso é necessário atenção ao paciente. Quando não tratada, a embolia pulmonar leva a óbito cerca de 30% das pessoas com o problema. Quando o tratamento adequado acontece, o número de mortes cai para uma média de 2% a 8%.

O tratamento de embolia pulmonar varia de um paciente para outro, logo é individualizado. De maneira geral, o tratamento visa a estabilizar o quadro do paciente. Os pacientes mais instáveis devem ser tratados em UTI. Para tratar embolia pulmonar, usam-se anticoagulantes, trombolíticos (usados para dissolver trombos) e, em alguns casos, recorre-se a procedimentos cirúrgicos.

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Embolia pulmonar"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/embolia-pulmonar.htm. Acesso em 17 de abril de 2024.

De estudante para estudante