Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Chulé

Saúde e Bem-estar

PUBLICIDADE

Chulé é o nome dado ao mau cheiro vindo dos pés, o qual é provocado por bactérias que ali se desenvolvem. O chulé não causa consequências graves à saúde, entretanto, provoca grande constrangimento naqueles que o possuem.

Medidas simples podem ser realizadas a fim de se evitar o problema, como trocar sempre de sapatos, lavar e secar bem os pés, evitar sapatos fechados e de material sintético e sempre trocar as meias. O médico dermatologista deve ser procurado sempre que o mau cheiro provocar constrangimento e que as medidas preventivas não forem suficientes para contornar o problema.

Leia também: Composição química do chulé e como tratá-lo

O que é o chulé?

Bromidrose é o nome dado à condição em que a sudorese vem acompanhada de um odor pouco agradável. Esse odor pode surgir, por exemplo, nas axilas, virilhas e pés, sendo esse último caso conhecido como chulé ou bromidrose plantar.

A bromidrose é resultado, geralmente, da decomposição da queratina e do suor por bactérias que liberam compostos químicos responsáveis pelo odor desagradável. Nos pés, essas bactérias encontram o local propício para o seu desenvolvimento, principalmente quando os deixamos em sapatos que favorecem a produção de suor.

O chulé é o nome popular dado à bromidrose plantar.
O chulé é o nome popular dado à bromidrose plantar.

É importante lembrar que o suor praticamente não possui cheiro, sendo formado basicamente por água e alguns sais. Além disso, a eliminação do suor é algo natural e extremamente importante. A função do suor é garantir a redução da temperatura do nosso corpo, evitando o aquecimento excessivo do organismo. Ele é liberado, principalmente, em dias quentes ou quando praticamos exercícios físicos, situações em que a temperatura corporal aumenta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O chulé é um problema de saúde grave?

O chulé não é um problema grave de saúde, entretanto, traz prejuízos à qualidade de vida de um indivíduo, uma vez que o odor desagradável pode provocar situações embaraçosas. Em algumas pessoas, o chulé pode ser percebido mesmo a uma distância considerável, o que pode desencadear, por exemplo, piadas maldosas e comentários desagradáveis. Felizmente, o chulé é facilmente tratado, e algumas mudanças simples podem evitar que o problema ocorra.

Leia também: 10 dicas para acabar com o chulé

Como evitar o surgimento do chulé

Como vimos ao longo do texto, o chulé é provocado por bactérias presentes em nossos pés, as quais se alimentam do suor e da queratina presente em nossa pele. Para evitar o problema, podemos adotar algumas medidas simples, como:

Não repetir o mesmo sapato por vários dias ajuda a evitar o chulé.
Não repetir o mesmo sapato por vários dias ajuda a evitar o chulé.
  • Evitar o uso de sapatos fabricados de material plástico, pois eles impedem a respiração da área.

  • Evitar usar o mesmo sapato por vários dias seguidos.

  • Nunca repetir as meias, mesmo que elas apresentem o aspecto de limpas, pois podem acumular pele morta bem como as bactérias que provocam o mau cheiro.

  • Quando os sapatos não estiverem sendo usados, deixá-los em lugar ventilado.

  • Lavar bem os sapatos e palmilhas, pois, assim, você elimina o resto de pele e as bactérias que possam ali estar presentes.

  • Evitar o abafamento constante dos pés, preferindo sapatos abertos ao invés dos fechados.

  • Lavar sempre bem os pés e secá-los bem. A higiene é fundamental para evitar o problema.

  • Utilizar desodorante, sprays antissépticos ou talco para os pés. Estão disponíveis no mercado uma série de produtos próprios para os pés e calçados que ajudam na prevenção do chulé.

É importante salientar que, caso o chulé esteja causando sérios desconfortos ou esteja acompanhado de outros sintomas, como descamação da pele, é fundamental procurar um médico. O médico que avalia essa questão é o dermatologista. Em alguns casos, esse profissional indicará medicamentos, como antibióticos tópicos, para solucionar o problema.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Chulé"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/chule.htm. Acesso em 27 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Para que você possa acabar de vez com o indesejado chulé, separamos 10 dicas valiosas. Clique aqui e confira!
Veja qual é a composição química do chulé, o que causa essa situação desagradável e o que você deve fazer para evitar o seu aparecimento.
Conheça quais são as camadas que formam a pele.
Clique aqui e saiba o que é o suor, o que é hiper-hidrose, onde o suor é produzido e qual a sua função.