Topo
pesquisar

10 dicas para acabar com o chulé

Saúde na escola

PUBLICIDADE

O chulé, também conhecido como bromidrose plantar, é um problema caracterizado pelo mau cheiro nos pés. Esse odor desagradável surge em decorrência da proliferação de bactérias nos nossos pés, as quais utilizam os componentes do suor e os restos de células mortas da pele como alimento. Essas bactérias liberam ácidos, como o ácido isovalérico, que são os responsáveis pelo cheiro característico do chulé.

Leia também: Bromidrose e os odores pelo corpo

10 dicas para acabar com o chulé

Como sabemos, o chulé não é um problema grave de saúde, mas é uma situação que incomoda não só a pessoa que apresenta o problema, como os outros em sua volta. Sendo assim, é importante encontrar maneiras de combatê-lo. Veja 10 dicas valiosas!

 O odor característico do chulé é desencadeado pela ação de bactérias.
O odor característico do chulé é desencadeado pela ação de bactérias.
  1. Lave sempre bem os pés. No caso de pessoas que apresentam chulé, é recomendado o uso de sabonetes antissépticos. Outro ponto importante é lembrar-se sempre de lavar bem entre os dedos.

  2. Fazer, uma vez por semana, a esfoliação das áreas espessadas dos pés. Essa esfoliação pode ser feita com uma lixa e após o banho.

  3. Após lavar os pés, certifique-se de secá-los antes de calçar o sapato. Nesse caso, é importante dar atenção para o espaço entre os dedos, pois é um ambiente que pode ficar muito úmido.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  4. Evite sapatos fechados, pois eles dificultam a ventilação dos pés, principalmente em dias quentes. Quando os pés ficam suados dentro do calçado, cria-se um ambiente quente e úmido, portanto muito propício para o desenvolvimento de bactérias.

  5. Ao utilizar meias, prefira aquelas feitas de algodão, pois elas permitem uma maior circulação do ar. As meias de materiais sintéticos não absorvem adequadamente a umidade e podem ajudar no desenvolvimento do chulé.

  6. Não utilize o mesmo par de meias por mais de um dia. Sempre que for calçar um sapato, use meias limpas.

  7. Evite utilizar o mesmo sapato todos os dias.

  8. Após utilizar os sapatos, lembre-se de deixá-los em local arejado antes de guardá-los. O calçado nunca deve ser guardado se estiver úmido.

  9. Limpe bem os sapatos. Uma dica é fazer a limpeza do sapato com álcool 70 antes de guardá-lo.

  10. Utilize talcos ou sprays antissépticos. Esses talcos são importantes, pois evitam a proliferação das bactérias responsáveis pela produção do odor desagradável.

O uso de antissépticos evita o desenvolvimento do chulé.
O uso de antissépticos evita o desenvolvimento do chulé.

Vale destacar que as dicas acima podem ajudar ainda a prevenir doenças causadas por fungos, as famosas micoses. O pé de atleta, por exemplo, é um tipo de micose que causa coceira e vermelhidão nos pés e pode ser prevenido com algumas das dicas citadas.

 

Por M.ª Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "10 dicas para acabar com o chulé"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/10-dicas-para-acabar-com-chule.htm. Acesso em 14 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola