Topo
pesquisar

Alimentos e Biocombustíveis

Química

Existem muitas discussões sobre a possibilidade de a produção de biocombustíveis afetar a produção e aumentar o preço dos alimentos vindos da cana, do milho e da soja.
PUBLICIDADE

O mundo possui no momento uma grande necessidade de combustíveis alternativos aos derivados do petróleo, que poluam menos o meio ambiente, que sejam renováveis e que possam ser produzidos de forma economicamente viável. Os biocombustíveis, tais como o biodiesel e o etanol, têm se popularizado cada vez mais nesse sentido.

Porém, outro fator que tem aumentado a discussão sobre a produção e uso de biocombustíveis é como isso pode afetar a produção e o preço dos alimentos. Afinal de contas, no Brasil, a principal matéria-prima usada na produção do etanol é a cana, usada também na produção de açúcar e materiais amiláceos.

Plantação de cana-de-açúcar

Nos Estados Unidos, usa-se o milho para produzir o etanol, que é muito usado para produzir cereais matinais e rações para aves. É certo que a produção do etanol afetou o preço desses materiais e dos custos de produtos bovinos e suínos, já que o milho é usado nas suas rações também.

Entre as possíveis soluções para esse problema estão a segunda e a terceira geração da produção do bioetanol, que se trata, respectivamente, do uso de celulose das plantas e do uso das algas.

A celulose das plantas envolve o uso de biomassa não usada na alimentação, tais como os restos do processamento de alimentos, como troncos, folhas e palhas - no caso da cana-de-açúcar, usa-se o bagaço -, além de vegetais que não são consumidos, como a grama e pequenos arbustos. Já as algas vêm se mostrando eficazes também porque além de não serem usadas como alimentos, elas representam um rendimento muito alto em relação às culturas da cana-de-açúcar e do milho.

No caso do biodiesel, a matéria-prima são materiais graxos de origem vegetal e animal, principalmente óleos vegetais, sendo que no Brasil o principal usado é a soja, que também é usada na alimentação. Mas aqui o problema maior não são os alimentos de soja, porque o óleo usado na produção de biocombustíveis é um subproduto da indústria da soja. A questão é que esse óleo também é usado na alimentação no caso de frituras, criando um impasse sobre qual fim é melhor para ele.

A soja é a principal matéria-prima do biodiesel

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim, o biodiesel de algas pode ser uma solução nesse caso. Para mais informações sobre esses tipos de biocombustíveis, leia os textos Biodiesel de Algas e Bioetanol de Algas.

O Brasil também apresenta uma grande vantagem quanto a isso, pois é agraciado com uma grande extensão de terras agricultáveis, tem variações de solo e clima, além de grande diversidade de espécies de plantas para cada região. Isso permite a exploração de outras culturas que não afetem a alimentação, tais como o algodão e o pinhão-manso.

Entretanto, é importante ressaltar que o aumento no preço dos alimentos e a baixa produção deles não têm como único vilão os biocombustíveis, é preciso se levar em conta outros fatores. Entre eles estão os subsídios agrícolas importados dos Estados Unidos e da União Europeia, tendo em vista que eles impedem que produtores de países emergentes consigam competir em pé de igualdade com eles. Para resolver essa questão seria necessário que países ricos eliminassem as barreiras e os subsídios que sufocam a produção nos países emergentes.

Para evitar também essas possíveis crises alimentares, os programas de produção de biocombustíveis devem estabelecer regras eficazes. Como aconteceu no caso do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel no Brasil, que incentivou a agricultura familiar e exigiu que os produtores de matéria-prima para a produção de biocombustíveis também tivessem uma área de cultivo desses vegetais destinada para a produção de alimentos.

Também é necessário investimento em técnicas que aumentem a produção de alimentos e combatam fatores climáticos, como as secas, que diminuem a produção de alimentos e aumentam seus preços.

Pesquisas sobre produção de alimentos e biocombustíveis

Por fim, o maior problema da fome mundial é a concentração de renda.

Os governos precisam se debruçar sobre esse tema, tendo em vista esses e outros fatores envolvidos, e tomar decisões duradouras, não precipitadas e imediatistas, mas que sejam realistas e atendam a esses dois fatores essenciais ao homem (biocombustíveis e alimentação), caminhando juntos, de forma equilibrada e sustentável.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

O óleo de soja é usado na alimentação em frituras e como matéria-prima do biodiesel
O óleo de soja é usado na alimentação em frituras e como matéria-prima do biodiesel

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Alimentos e Biocombustíveis"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/alimentos-biocombustiveis.htm. Acesso em 07 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola