Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

A Igreja e o Sacro Império

História Geral

Mosteiro de Monte Cassino na Itália, construído por São Bento de Núrsia
Mosteiro de Monte Cassino na Itália, construído por São Bento de Núrsia
PUBLICIDADE

Durante a Idade Média, o mundo vivia sob as égides do feudalismo. A Europa, soberana, direcionou sua economia para o campo e a Igreja a acompanhou. Quando se situava na cidade, a Igreja sofria enorme interferência da monarquia na escolha de cargos. Mas ao se voltar para o campo, a situação mudou.

Além de ser proprietária de uma vasta biblioteca, a Igreja era a instituição mais letrada da época. E, por esse fato, seus membros, que dominavam a escrita e a leitura, eram os mais preparados para ocupar cargos públicos. No entanto, a monarquia não estava nem um pouco satisfeita com a situação.

A igreja era dividida em clero secular e clero regular. O clero secular era composto, entre outros, por bispos e pelo papa. Um de seus membros mais ilustres foi São Bento de Núrsia, que mandou construir o mosteiro de Monte Cassino, localizado na Itália. Esse mosteiro ficou conhecido pelas ordens que os monges recebiam de obedecer ao seu chefe supremo, o abade. O clero regular seguia a filosofia do isolamento, era mais espiritualizado e menos materialista. Pregava a castidade, a simplicidade e a caridade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Com a união de alguns territórios da Europa Central, no final da Idade Média, formando o Sacro Império, o Estado iniciou uma política intervencionista nas ações da Igreja. O imperador participava diretamente da escolha de membros clericais, função exclusiva de monges e presbíteros. Tal intervenção ficou conhecida como cesaropapismo e não agradava à Igreja. No século X tiveram início os movimentos contra a participação da Monarquia na administração da Igreja.

Por Demercino Júnior
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Demercino José Silva. "A Igreja e o Sacro Império"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/igreja.htm. Acesso em 24 de setembro de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

A formação do Sacro Império Romano-Germânico se deu em 962, em uma aliança entre a Igreja e a nobreza saxônica, após o papa João XII coroar como Imperador do Ocidente:

  1. Carlos Magno.
  2. Pepino, o Breve.
  3. Otão I.
  4. Carlos Martel.
  5. Ricardo Coração de Leão.

Questão 2

O Sacro Império Romano-Germânico se constituiu essencialmente dos territórios de dois países que somente conseguiram a unificação em estados nacionais no século XIX. São eles:

  1. França e Alemanha.
  2. Inglaterra e Portugal.
  3. Espanha e Itália.
  4. Alemanha e Itália.
  5. Portugal e Espanha.

Mais Questões
Artigos Relacionados
A união entre Igreja e Coroa e a formação do Império.
A Igreja forma o seu Estado representando o poder temporal e espiritual no medievo.
O conflito de poder entre Igreja e Império.
Conheça o amor cortês medieval, típico da Baixa Idade Média, e suas características, como a idealização da pessoa amada.
Clique aqui e aprenda a diferença entre o clero regular e o clero secular na Idade Média.
O Estado que conglomerou vários dos reinos germânicos da Europa.