Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Girondinos

Os girondinos foram um grupo político moderado durante a Revolução Francesa, composto principalmente por membros da classe média alta.

Quadro de Henri Félix Emmanuel Philippoteaux representando os girondinos.
Banquete dos Girondinos, quadro de Henri Félix Emmanuel Philippoteaux.
Crédito da Imagem: Commons
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Os girondinos foram um grupo político moderado durante a Revolução Francesa, composto principalmente por membros da classe média alta que se destacaram na Assembleia Legislativa e na Convenção Nacional, entre 1791 e 1793, opondo-se tanto à monarquia absolutista quanto ao radicalismo dos jacobinos.

Caracterizados por suas posições moderadas, defendiam uma república constitucional, a proteção dos direitos de propriedade privada, a liberdade individual, a separação de poderes, a liberdade de imprensa e o apoio ao livre comércio e à economia de mercado. Surgiram durante a Revolução Francesa, período de profundas transformações políticas e sociais, com eventos como a queda da Bastilha e a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, quando diferentes grupos políticos lutavam pelo controle do novo governo revolucionário.

Leia também: Revolução Francesa — detalhes sobre o ciclo revolucionário que marcou o fim do absolutismo na França

Tópicos deste artigo

Resumo sobre os girondinos

  • Os girondinos foram um grupo político moderado, composto principalmente por membros da classe média alta, durante a Revolução Francesa.

  • Eles se destacaram na Assembleia Legislativa e na Convenção Nacional, entre 1791 e 1793, e se opuseram tanto à monarquia absolutista quanto ao radicalismo dos jacobinos.

  • Surgiram durante a Revolução Francesa, quando diferentes grupos políticos lutavam pelo controle do novo governo revolucionário.

  • Os girondinos emergiram como uma facção influente na Assembleia Legislativa em 1791, e seu nome deriva do departamento de Gironde, de onde muitos de seus líderes eram originários.

  • Os girondinos defendiam a soberania popular, um governo representativo, os direitos individuais, a proteção da propriedade privada, as reformas graduais por meios legais, a separação de poderes, a economia de mercado e livre comércio.

  • Os ideais girondinos influenciaram movimentos liberais na Europa e nas Américas, contribuindo para o desenvolvimento de movimentos de independência e do liberalismo.

  • Durante a Revolução Francesa, os girondinos desempenharam um papel crucial na Convenção Nacional, mas, à medida que a revolução se radicalizou, entraram em conflito com os jacobinos, resultando na prisão e execução de muitos líderes girondinos durante o período d’O Terror.

Quem foram os girondinos?

Gravura do século XIX representando os girondinos.
Gravura do século XIX representando os girondinos.

Os girondinos foram um grupo político moderado durante a Revolução Francesa. Eles emergiram como uma facção significativa na Assembleia Legislativa e, posteriormente, na Convenção Nacional, entre 1791 e 1793. O nome girondino deriva do departamento de Gironde, de onde muitos dos seus membros mais proeminentes eram oriundos.

Os girondinos eram compostos principalmente por membros da classe média alta, incluindo advogados, jornalistas e intelectuais, que se opunham tanto à monarquia absolutista quanto ao radicalismo extremo dos jacobinos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características dos girondinos

Os girondinos eram conhecidos por suas posições moderadas e pela defesa de uma república constitucional. Eles apoiavam a ideia de um governo representativo e defendiam os direitos de propriedade privada. Acreditavam na necessidade de reformar a sociedade francesa de forma gradual e legal, sem recorrer à violência e ao terror. Seus membros defendiam a liberdade individual, a separação de poderes e a liberdade de imprensa. Além disso, os girondinos eram fortes defensores do livre comércio e de uma economia de mercado.

Contexto histórico dos girondinos

Os girondinos surgiram durante um período de grande turbulência na França. A Revolução Francesa, que começou em 1789, foi marcada por profundas transformações políticas e sociais. A queda da Bastilha, a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e a abolição dos privilégios feudais foram eventos que mudaram radicalmente a estrutura da sociedade francesa. Durante esse período, diferentes grupos políticos lutavam pelo controle e pela direção do novo governo revolucionário.

Origem dos girondinos

Pintura de Jacques-Pierre Brissot, um dos principais líderes dos girondinos.
Jacques-Pierre Brissot foi um dos principais líderes dos girondinos.

Os girondinos emergiram como uma facção influente na Assembleia Legislativa, formada em 1791. Seu nome é derivado do departamento de Gironde, no sudoeste da França, de onde muitos de seus líderes eram originários.

Líderes proeminentes dos girondinos incluíam Jacques Pierre Brissot, Jean-Marie Roland e sua esposa, Madame Roland. Eles eram vistos como a voz da classe média alta e dos interesses comerciais dentro do movimento revolucionário.

Ideais girondinos

Os girondinos acreditavam em um conjunto de ideais que refletiam suas origens e posições sociais. Defendiam a soberania popular e a necessidade de um governo representativo, mas rejeitavam o radicalismo violento dos jacobinos. Seus principais ideais incluíam:

  • Liberdade individual: os girondinos defendiam fortemente os direitos individuais e a liberdade pessoal. Acreditavam que cada cidadão deveria ter o direito de expressar suas opiniões livremente e de seguir suas próprias convicções.

  • Direitos de propriedade: a proteção dos direitos de propriedade era um princípio central para os girondinos. Eles acreditavam que a propriedade privada era essencial para a liberdade e a prosperidade individual.

  • Reformas legais e gradualismo: em contraste com os métodos mais radicais, os girondinos defendiam reformas por meio de processos legais e gradualistas. Eles acreditavam que mudanças rápidas e violentas poderiam levar ao caos e à tirania.

  • Separação de poderes: inspirados pelos ideais do iluminismo, os girondinos defendiam a separação de poderes dentro do governo para prevenir abusos de autoridade.

  • Economia de mercado e livre comércio: os girondinos eram partidários de uma economia de mercado e do livre comércio, acreditando que isso levaria ao crescimento econômico e à prosperidade geral.

Diferenças entre girondinos e jacobinos

As diferenças entre girondinos e jacobinos eram marcantes e resultaram em intensos conflitos políticos. Enquanto os girondinos representavam uma posição mais moderada e pró-reformas graduais, os jacobinos, liderados por figuras como Maximilien Robespierre, eram muito mais radicais e defensores de mudanças imediatas e profundas.

  • Abordagem ao governo: os girondinos defendiam uma república constitucional, com separação de poderes, enquanto os jacobinos promoviam uma forma de governo mais centralizada e radical.

  • Uso da violência: os jacobinos não hesitavam em usar a violência e o terror para alcançar seus objetivos, acreditando que a revolução exigia medidas drásticas. Em contraste, os girondinos preferiam mudanças por meios legais e pacíficos.

  • Economia: os girondinos eram defensores do livre comércio e da economia de mercado, enquanto os jacobinos apoiavam políticas econômicas mais intervencionistas e centralizadas.

  • Política externa: os girondinos tendiam a ser mais expansionistas e favoráveis à guerra contra as monarquias europeias para espalhar os ideais revolucionários, enquanto os jacobinos eram mais cautelosos em relação a conflitos externos.

Para saber mais detalhes sobre os jacobinos, clique aqui.

Influência dos girondinos no mundo

A influência dos girondinos se estendeu além da França e teve um impacto significativo em outras partes do mundo. Seus ideais de liberdade individual, governo representativo e economia de mercado influenciaram movimentos políticos e sociais em outros países.

  • Movimentos liberais na Europa: os ideais girondinos contribuíram para o desenvolvimento de movimentos liberais em várias partes da Europa. Suas ideias de reforma gradual e legal influenciaram políticos e pensadores que buscavam equilibrar a mudança social com a estabilidade.

  • Independência das Américas: os princípios defendidos pelos girondinos ressoaram nas Américas, especialmente em movimentos de independência na América Latina. Líderes como Simón Bolívar foram influenciados pelos ideais de liberdade e governo representativo, promovidos pelos girondinos.

  • Desenvolvimento do liberalismo: a tradição liberal, que se desenvolveu no século XIX e além, deve muito aos girondinos. Suas ideias de direitos individuais, livre mercado e governo constitucional formaram a base de muitas democracias modernas.

Girondinos na Revolução Francesa

Durante a Revolução Francesa, os girondinos desempenharam um papel crucial, especialmente nos primeiros anos da Convenção Nacional. Eles inicialmente lideraram a convenção e influenciaram várias políticas importantes.

No entanto, à medida que a revolução se radicalizou, os girondinos encontraram-se em conflito crescente com os jacobinos. A rivalidade culminou em 1793, durante o período conhecido como O Terror, quando muitos líderes girondinos foram presos e executados. O giro em direção ao radicalismo jacobino resultou no declínio do poder dos girondinos. A queda dos girondinos marcou uma mudança significativa na direção da Revolução Francesa, sinalizando o início de um período de governo mais autoritário e violento, sob os jacobinos.

Apesar de sua queda, o legado dos girondinos perdurou, e suas ideias continuaram a influenciar o pensamento político e os movimentos reformistas nos anos subsequentes. A história dos girondinos é um testemunho da luta pela liberdade, justiça e governança equilibrada, princípios que continuam a ressoar nos debates políticos contemporâneos.

Exercícios resolvidos sobre os girondinos

Questão 1

Durante a Revolução Francesa, dois grupos políticos se destacaram pelo contraste de suas ideologias e práticas: os girondinos e os jacobinos. Os girondinos eram conhecidos por suas posições moderadas e defesa de uma república constitucional, com liberdade individual, direitos de propriedade e economia de mercado. Em contrapartida, os jacobinos, liderados por figuras como Maximilien Robespierre, eram radicais e defendiam mudanças rápidas e profundas, muitas vezes utilizando métodos violentos e autoritários. A rivalidade entre esses dois grupos culminou em eventos significativos que moldaram a trajetória da Revolução Francesa, incluindo o período d’O Terror. Considerando essas informações, é correto afirmar que a principal diferença entre girondinos e jacobinos reside em:

A) o apoio dos girondinos à monarquia absolutista.

B) a defesa dos jacobinos pelo livre comércio e economia de mercado.

C) o uso da violência e do terror pelos jacobinos para alcançar mudanças.

D) a oposição dos girondinos à liberdade de imprensa.

E) a origem dos jacobinos no departamento de Gironde.

Resolução:

Alternativa C

A principal diferença entre girondinos e jacobinos esteve na abordagem para alcançar seus objetivos. Enquanto os girondinos defendiam reformas graduais e meios legais, os jacobinos não hesitavam em usar a violência e o terror para implementar mudanças rápidas e profundas durante a Revolução Francesa.

Questão 2

Os girondinos, um grupo político moderado da Revolução Francesa, tiveram uma influência significativa, tanto no contexto interno da França quanto em movimentos políticos e sociais em outras partes do mundo. Eles defendiam a soberania popular, um governo representativo, os direitos individuais e a economia de mercado, além de serem fortes opositores da violência extrema usada pelos jacobinos. O declínio dos girondinos, marcado pela prisão e execução de seus líderes durante o período d’O Terror, simbolizou uma transição importante no rumo da Revolução Francesa. Considerando a influência global dos ideais girondinos, podemos observar que suas ideias contribuíram diretamente para:

A) a consolidação do absolutismo na Europa.

B) a disseminação de movimentos liberais e de independência nas Américas e na Europa.

C) o fortalecimento das políticas intervencionistas e centralizadas em governos europeus.

D) a promoção de um governo monárquico e a repressão de movimentos republicanos.

E) a resistência contra a separação de poderes e os direitos individuais.

Resolução:

Alternativa B

Os ideais girondinos de liberdade individual, governo representativo e economia de mercado influenciaram significativamente movimentos liberais e de independência nas Américas e na Europa, contribuindo para o desenvolvimento de democracias modernas e o fortalecimento de princípios liberais.

Fontes

GRESPAN, Jorge. Revolução Francesa e Iluminismo. São Paulo: Contexto, 2003.

HOBSBAWN, Eric. A Era das Revoluções. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

Escritor do artigo
Escrito por: Tiago Soares Campos Bacharel, licenciado e doutorando em História pela USP. Bacharel em Direito e pós-graduado em Direito pela PUC. É professor de História e autor de materiais didáticos há mais de 15 anos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Tiago Soares. "Girondinos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/girondinos.htm. Acesso em 13 de julho de 2024.

De estudante para estudante