Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Tétano

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

O tétano é uma doença bacteriana que afeta o sistema nervoso central. É desencadeado pela bactéria Clostridium tetani, a qual pode estar presente no solo, fezes de animais e objetos enferrujados.

A doença é muito grave, porém não é contagiosa. Ela é adquirida quando a bactéria penetra a pele por meio de lesões causadas, por exemplo, por cortes ou mordidas de animais. Esse tipo de tétano é conhecido como acidental. Além do tétano acidental, tem-se também o tétano neonatal, que é adquirido pelo bebê durante o corte do cordão umbilical ou tratamento do coto do umbigo. A vacinação é uma das principais formas de se prevenir a doença.

Leia também: Doenças causadas por bactérias

O que é o tétano?

O tétano é uma doença que compromete o sistema nervoso central, provocando contraturas musculares generalizadas. O termo “tétano” é derivado do grego antigo e significa “contrair e relaxar”, uma referência aos sintomas da doença. Pode acometer pessoas de qualquer idade e sexo e não é contagiosa. Uma menor cobertura vacinal está relacionada com maiores números de casos da doença.

Tétano acidental e tétano neonatal

O tétano pode ser classificado em dois tipos: acidental e neonatal. O tétano acidental ocorre devido à contaminação de ferimentos, geralmente por esporos presentes no ambiente, como solo e superfícies de objetos metálicos. O risco de tétano é maior em pessoas que possuem ferimentos malcuidados ou que apresentam corpos estranhos, como pedaços de metal ou madeira. No entanto, é importante destacar que, em alguns casos, o tétano acidental pode ser observado em pacientes que não apresentam uma lesão aparente.

Objetos enferrujados, solo, poeira e fezes de animais podem conter esporos da bactéria causadora do tétano.
Objetos enferrujados, solo, poeira e fezes de animais podem conter esporos da bactéria causadora do tétano.

O tétano neonatal, por sua vez, ocorre pela contaminação do bebê após o corte do cordão umbilical ou durante o tratamento do coto umbilical. Nesses casos, a contaminação pode acontecer pelo uso de instrumentos sem a devida esterilização ou de certas substâncias para tratar o coto, como fumo, pó de café e esterco.

Também chamado de “mal dos sete dias”, a doença acomete o bebê nos primeiros 28 dias de vida e pode ser prevenida com a vacinação da mãe. De acordo com a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, “os filhos de mães vacinadas nos últimos cinco anos com três doses da vacina apresentam imunidade até os dois meses de idade”.

Leia também: Vacinas que todas as crianças devem tomar

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Agente causador do tétano

O tétano é causado por uma bactéria, a Clostridium tetani, que pode ser encontrada, por exemplo, em fezes de animais, poeira, solo e objetos, em especial aqueles metálicos e enferrujados, sob a forma de esporos.

O esporo da bactéria entra em contato com as lesões e, em condições ideais, germina, dando origem à forma vegetativa, a qual é capaz de produzir uma toxina, denominada tetanospasmina. Essa toxina se dissemina pelo sistema circulatório e afeta diretamente o sistema nervoso central, bloqueando a liberação de determinados neurotransmissores inibitórios. Isso faz com que haja uma predominância de estímulos excitatórios, que provocam espasmos musculares generalizados.

O Clostridium tetani é uma bactéria que produz a toxina responsável por desencadear o tétano.
O Clostridium tetani é uma bactéria que produz a toxina responsável por desencadear o tétano.

Sintomas do tétano

O tétano é uma doença que compromete o sistema nervoso central. Dentre os principais sintomas da doença, podemos citar:

  • dificuldade para abrir a boca;
  • dificuldade para engolir;
  • rigidez muscular que atinge todo o corpo, em especial a região do pescoço;
  • espasmos no músculo da face;
  • inquietação;
  • irritabilidade;
  • dificuldade de sucção e choro frequente, no caso dos bebês com tétano neonatal.

A doença é potencialmente fatal e coloca o paciente em risco, quando, por exemplo, atinge os músculos respiratórios.

Diagnóstico e tratamento do tétano

O diagnóstico do tétano é clínico, com a observação dos sintomas do paciente. Como a doença é  causada por uma bactéria, seu tratamento, portanto, é à base de antibióticos. Além disso, medicamentos como relaxantes musculares e sedativos podem ser administrados. No tratamento é utilizada ainda a imunoglobulina antitetânica, que neutraliza a toxina circulante. Quando esta não está disponível, usa-se soro antitetânico, que se destaca por ser mais barato, mas possui um maior potencial alergênico e uma menor meia-vida.

Leia também: Por que só devemos tomar antibióticos com receita médica?

Vacina contra o tétano

A vacinação é a principal forma de prevenção contra o tétano. Ela é indicada a partir dos 2 meses de vida da criança e há um reforço que deve ser administrado a cada 10 anos. Isso significa, portanto, que a vacina não é exclusivamente infantil, sendo administrada também em adolescentes, adultos e em idosos. A vacina é também importante para a gestante, uma vez que ela previne o tétano neonatal.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Tétano"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/tetano.htm. Acesso em 19 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Saiba mais sobre as bactérias encontradas no corpo humano e que ajudam a manter o organismo em equilíbrio!
Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: impetigo, leptospirose, meningite e tétano.
Conheça a importância da vacinação e entenda melhor como o organismo consegue prevenir-se de doenças pela utilização de vacinas.
Saiba mais sobre o Sistema Nervoso Central, um sistema importante para o nosso organismo porque garante, por exemplo, a tomada de decisões pelo corpo.
Veja dicas de como fazer o uso correto de antibióticos e compreenda a importância de se usar esse medicamento apenas com recomendação médica.
As vacinas são substâncias que salvam milhares de vidas todos os anos. Entenda o que são vacinas, como elas são feitas e a importância da vacinação.
Você conhece as vacinas que todas as crianças devem tomar? Clique aqui e conheça cada uma das vacinas do calendário nacional de vacinação.