Astigmatismo

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

O astigmatismo é um distúrbio visual relativamente comum na população e que se caracteriza como uma visão “embaçada” (imagem distorcida), independentemente da distância em que o observador está do objeto. O astigmatismo apresenta como causa um formato irregular da córnea ou do cristalino. Para a correção do problema, pode-se utilizar óculos com lentes adequadas, lentes de contato ou mesmo optar por cirurgia de correção.

Vale salientar que o astigmatismo pode ocorrer isoladamente ou em associação com outros defeitos refrativos, como hipermetropia e miopia. De acordo com dados do Hospital de Olhos de Santa Catarina, o astigmatismo é um dos problemas oculares mais comuns e atinge aproximadamente 60% dos brasileiros.

Leia também: Olhos humanos - conheça melhor a anatomia dos nossos olhos

O que é o astigmatismo?

O astigmatismo é um problema de visão que se caracteriza pela focalização inadequada da luz na região da retina, sendo, portanto, um erro ocular refrativo. A focalização inadequada é consequência de um formato irregular da córnea, do cristalino ou de ambos. Em pessoas com astigmatismo, observamos com frequência uma córnea mais oval, diferentemente dos pacientes que possuem visão normal, nos quais a córnea é redonda e lisa. O formato oval promove uma refração da luz para vários pontos, o que leva à dificuldade em formar-se apenas um ponto focal na retina.

O astigmatismo pode ocorrer como consequência de um formato irregular da córnea.
O astigmatismo pode ocorrer como consequência de um formato irregular da córnea.

As pessoas com astigmatismo apresentam dificuldade para enxergar tanto de perto quanto de longe, possuindo o que se chama de visão “embaçada”. Quanto maior o grau de astigmatismo, maiores as distorções na visão do indivíduo, o que dificulta a percepção de detalhes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas do astigmatismo

O astigmatismo é influenciado por fatores genéticos, entretanto pode também ter outras causas, como traumas oculares que danificaram a córnea. É importante salientar que é comum que as crianças, no primeiro ano de vida, apresentem o problema, entretanto, à medida que elas se desenvolvem, ele é corrigido. Vale destacar que crianças que não apresentaram o astigmatismo em seu primeiro ano de vida dificilmente terão o problema na sua idade adulta.

Sintomas de astigmatismo

Uma pessoa pode suspeitar de astigmatismo quando percebe os seguintes sintomas:

A visão embaçada é um dos sintomas do astigmatismo.
A visão embaçada é um dos sintomas do astigmatismo.
  • Dificuldade para enxergar de perto e também de longe;
  • Visão embaçada, como se olhasse através de um vidro ondulado;
  • Sensibilidade à luz;
  • Cansaço ocular;
  • Dores de cabeça provocadas pelo esforço visual;
  • Dificuldade para distinguir detalhes, como identificar números e letras parecidos, tais como M  e N ou 0 e 8.

Leia também: Dor nos olhos – lista de doenças que causam dores nos olhos

Diagnóstico do astigmatismo

O diagnóstico de astigmatismo é feito pelo médico oftalmologista no próprio consultório oftalmológico. Durante a consulta, o médico realiza uma série de exames que podem detectar esse problema de visão, como o teste em que o paciente precisa ler uma projeção com letras e números e o uso de um aparelho em que várias lentes são colocadas na frente do paciente para que ele indique qual lente é a melhor para a sua visão.

Tratamento do astigmatismo

O astigmatismo é um problema que pode ser tratado por meio de uso de lentes de contatos, óculos ou ainda por meio de cirurgia. As lentes e os óculos têm como objetivo garantir que os raios de luz concentrem-se em um único ponto. Denomina-se lentes tóricas aquelas lentes de contato recomendas para pessoas com astigmatismo. Já as lentes dos óculos são denominadas cilíndricas.

No que diz respeito à cirurgia, é considerada segura e eficaz, entretanto não é recomendada para todos os pacientes que apresentam o problema. A pacientes que têm outras doenças oculares, como glaucoma e ceratocone, ela não é recomendada.

É importante salientar que apenas o médico oftalmologista poderá diagnosticar corretamente o astigmatismo e indicar o melhor tratamento em cada caso. Faça consultas periódicas ao oftalmologista, pois algumas doenças são silenciosas e podem desencadear deficiência visual. Cuide bem da sua saúde ocular.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Astigmatismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/astigmatismo.htm. Acesso em 26 de novembro de 2020.