Acomodação visual

Física

Na Física chamamos de acomodação visual o mecanismo fisiológico que permite ao órgão visual adaptação necessária para que se tenha uma visão nítida a diversas distâncias.
PUBLICIDADE

Nos estudos sobre Óptica vimos diversos conceitos, como o princípio de propagação retilínea da luz, espelhos, formação de imagem em um espelho, lentes em geral etc. Mas na Óptica um assunto que desperta muito interesse é o estudo relacionado à visão. Graças à visão conseguimos ver os objetos à nossa volta, as pessoas, os carros etc. Sendo assim, podemos dizer que a principal finalidade do estudo da Óptica é o entendimento da visão humana.

Veja a figura acima: nela há um barco bem distante. Suponha estar em uma praia observando o barco da figura acima. Nesse caso, você não hesitará em dizer que o navio está longe. Sendo assim, quando você pode fazer esta afirmação, “o navio está muito longe”, você pode falar que ele se encontra no infinito. Diz-se infinito pelo fato de a distância que separa você do navio ser bem maior se comparada às dimensões dos elementos de seus olhos.

Nesse caso, quando observa o navio, você o enxerga porque os raios de luz que saem do barco chegam aos seus olhos. Por estarem muito longe, tais raios de luz chegam praticamente paralelos a eles. Não se esqueça de que o foco imagem se localiza na retina. Sendo assim, veja a ilustração abaixo, onde há a representação de um objeto colocado a 25 cm de distância de um olho. Observe então o comportamento dos raios de luz que partem do objeto em direção ao olho.

Objeto no ponto próximo e sua imagem

Nessa ilustração também podemos dizer que o objeto encontra-se no infinito. Sendo assim, nossos olhos não fazem força muscular para enxergar o objeto, portanto temos a sensação de descanso nos olhos. Ao ponto mais distante de nossos olhos e que ainda nos permite enxergar um objeto qualquer damos o nome de ponto remoto. Portanto, diante disso, podemos afirmar que o ponto remoto do olho humano em geral se encontra no infinito.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Agora pense na seguinte situação: a cada intervalo de tempo o barco se aproxima da praia. Assim sendo, podemos dizer que ele está se aproximando de você que está à beira da praia. Dependendo da aproximação do navio, você continuará a enxergá-lo com perfeição; ou, caso se aproxime muito, você encontrará certa dificuldade para enxergá-lo. Sendo assim, a distância mínima a que um objeto pode estar para ser visto nitidamente, sem ficar fora de foco, é de 25 cm, para um olho humano adulto normal. Essa distância mínima em que um objeto é visto nitidamente é chamada de ponto próximo. Veja a ilustração abaixo:

Formação da imagem de um objeto infinitamente afastado

Realizando uma simples experiência você pode tentar localizar o seu ponto próximo. Vejamos, então: pegue uma caneta ou um lápis. Agora, segure-o a uma determinada distância de apenas um de seus olhos. Olhe diretamente e constantemente para a ponta do lápis. Depois, vagarosamente, vá aproximando-a de seu rosto, verificando qual é a menor distância de seu olho que ainda permite enxergá-la com nitidez. Com essa experiência você pode verificar que distâncias menores que essa proporcionam imagens não nítidas, borradas.

A fim de tentar manter sempre nítida a imagem de um objeto muito próximo de nossos olhos podemos sentir grande esforço muscular na região. Podemos verificar esse cansaço quando fazemos leituras longas. Sendo assim, após leituras longas é recomendável fixar a visão em um ponto remoto, ou seja, um ponto mais distante dos olhos para lhes proporcionar descanso.


Por Domiciano Marques
Graduado em Física

Um corpo em um ponto muito distante, como o navio na linha do horizonte, é dito no infinito
Um corpo em um ponto muito distante, como o navio na linha do horizonte, é dito no infinito

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Domiciano Correa Marques da. "Acomodação visual"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/acomodacao-visual.htm. Acesso em 02 de dezembro de 2020.