Topo
pesquisar

Por que Maio é o mês das noivas?

Curiosidades

Apesar de maio ser considerado o mês das noivas no Brasil, a maior parte dos casamentos ocorre em dezembro.
O mês de maio é considerado o mês das noivas em vários lugares do mundo
O mês de maio é considerado o mês das noivas em vários lugares do mundo
PUBLICIDADE

Maio é conhecido como o “mês das noivas”, mas não há somente uma explicação para a escolha dessa época do ano para a realização dos casamentos. Entre as possíveis razões, estão as temperaturas mais agradáveis e o surgimento das flores no hemisfério norte; ligação com a consagração de Maria, mãe de Jesus; e forte influência do Dia das Mães em alguns países.

Afinal, por que Maio tornou-se o mês das noivas?

Muitos costumes que se perpetuam na história da humanidade vêm do Hemisfério Norte, como é o caso da escolha do mês de maio para ser símbolo dos casamentos. Países com baixas temperaturas permaneciam longos períodos sem a luz do sol e a falta de calefação nas residências também ditava os hábitos de alguns povos.

Diferentes sociedades esperavam o aumento das temperaturas para retomar seus banhos, já que a água era muito fria em outros períodos. O frio diminuía por volta de maio, época em que era mais fácil encontrar flores para serem utilizadas nas roupas e em banhos e óleos, o que permitia à população melhorar os odores corporais.

Com temperaturas mais altas, flores disponíveis para o uso pessoal e na decoração, assim como a menor incidência de chuvas, maio tornou-se propício para casamentos, já que permitia a reunião ao ar livre, os festejos sem contratempos climáticos e a aglomeração de pessoas de forma mais agradável.

Outro hábito comum às noivas também surgiu do uso das flores junto ao corpo: o buquê. Além de servir como enfeite, o ramalhete exalava um cheiro agradável nas cerimônias.

O buquê de flores passou a ser usado junto ao corpo para perfumar a noiva
O buquê de flores passou a ser usado junto ao corpo para perfumar a noiva

Do ponto de vista do catolicismo, maio tem um significado importante: a consagração de Maria. Como para a Igreja o matrimônio está ligado à pureza, à formação de uma nova família e ao fortalecimento do compromisso com a fé, o mês tem uma simbologia para as noivas que desejam oficializar a união no Cristianismo.

Em Maio acontece o maior número de casamentos? Será?

Apesar de não ser o mês com maior número de casamentos, maio permanece com a fama de época voltada para matrimônios. No Brasil, dezembro tomou o posto de queridinho das noivas, levando em consideração fatores como o recebimento do 13º salário, as férias de fim de ano e as temperaturas mais altas.

Veja também: Por que a noiva se casa de branco?

Vestido de Noiva

Ao contrário do ideal romântico, o casamento tem suas raízes em contratos comerciais. Acordos envolvendo interesses entre famílias deram origem ao ato de oficializar a união de duas pessoas. A união ditada pelos pais dos noivos, muitas vezes ainda na infância, perdura em algumas sociedades orientais até os dias de hoje.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Símbolo principal do casamento, o vestido de noiva já sofreu grandes modificações ao longo dos séculos: de amplo, luxuoso e com cores fortes na Idade Média, para demonstrar a riqueza das famílias, aos modelos estruturados, delicados e com a pureza da cor branca que se popularizaram no Ocidente.

Ainda hoje, o vestido de noiva aparece de diferentes maneiras e cores ao redor do mundo. Geralmente, a escolha do modelo, tecido e tonalidade está ligada ao significado que tais símbolos têm em cada religião.

Não há um consenso histórico para a adoção do vestido branco como o símbolo das noivas. No entanto, Mary Stuart, da Escócia, usou a cor em sua vestimenta como forma de homenagear o brasão da família de sua mãe. Já Maria de Médici, na França, foi contra o preto da Igreja Católica do Século XVII e adotou a tonalidade branca em seu casamento.

Já a explicação voltada ao ponto de vista do amor romântico dá à Rainha Vitória (século XIX) a atribuição de pioneirismo ao usar o vestido branco. Ela foi uma das primeiras mulheres da nobreza a se casar por amor e a cor ficou conhecida como a tonalidade da Era Vitoriana.

Mudanças

Predominante na preferência das noivas por um longo período, o mês de maio perdeu o seu posto em algumas partes do mundo.

No Brasil, o maior número de casamentos é celebrado em dezembro. A escolha está ligada às reservas financeiras como o 13º, possibilidade de férias e ausência do frio. Novembro aparece na sequência, também pelos mesmos motivos. Já para as noivas que desejam o clima semelhante ao experimentado no hemisfério norte em maio, uma opção é casar em setembro ou outubro, época de flores, temperaturas quentes e com menos chuvas que o fim do ano.

Nos Estados Unidos, os noivos disputam as datas do mês de fevereiro. A proximidade do Dia dos Namorados (Valentine's Day), comemorado em 14 de fevereiro em terras norte-americanas, torna a procura pela época ainda maior do que em maio.

Queda nos casamentos

Apesar de ser um ramo rentável para o mercado, o número de casamentos tem caído nos últimos anos. No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registrou uma queda de quase 4% nos matrimônios de 2015 para 2016.

Os números oficiais do IBGE levam em consideração os casamentos civis, o que pode gerar diferença se forem comparados ao quantitativo de casais que moram juntos sem formalização da união.

Por Lorraine Vilela
Jornalista

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Lorraine Vilela. "Por que Maio é o mês das noivas?"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/mes-das-noivas.htm>. Acesso em 17 de agosto de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA