Topo
pesquisar

Meditação e atividade celular

Biologia

Estudo publicado em novembro de 2014 demonstra a relação benéfica existente entre a meditação e a atividade celular.
A meditação pode trazer benefícios à saúde física, mental e emocional
A meditação pode trazer benefícios à saúde física, mental e emocional
PUBLICIDADE

A meditação é, por muitos anos, indicada como método para melhorar o bem-estar mental e o emocional das pessoas. Essa técnica, que surgiu na década de 60, ajuda o paciente a educar sua mente, diminuindo assim o estresse e a ansiedade.

De uma maneira geral, a meditação pode ser dividida em duas formas básicas: concentrativa e mindfulness. A concentrativa é aquela em que a pessoa treina sua atenção e foco. Nesse tipo é comum a emissão de algum som ou mantra. Já a mindfulness é aquela meditação em que o praticante tem total consciência do que está acontecendo naquele momento de sua vida e aceita a situação sem tentar modificá-la ou realizar reflexão sobre o tema.

Os efeitos da meditação são objetos de pesquisas em várias áreas da ciência. Trabalhos já mostraram que a prática tem relação com a melhora cognitiva, na capacidade de alerta, escore de inteligência, na concentração, além de diminuição no estresse e ansiedade. Algumas pessoas relataram também que a prática ajuda a encarar melhor os problemas do dia a dia.

Um estudo publicado em 2003, intitulado Alterations in brain and immune function produced by mindfulness meditation, mostrou que a meditação teve efeito sobre a resposta imunológica após a administração da vacina contra a gripe, que se apresentou melhor que o grupo controle. Isso prova que a meditação está relacionada também com a saúde física, e não apenas mental.

Em novembro de 2014, um estudo intitulado Mindfulness-based cancer recovery and supportive-expressive therapy maintain telomere length relative to controls in distressed breast cancer survivors foi publicado pelo jornal Cancer e demonstrou que a meditação pode alterar a atividade celular dos praticantes. O trabalho, liderado por Linda Carlson, utilizou 88 participantes que tiveram câncer de mama, apresentavam em média 55 anos e estavam passando por algum estresse emocional.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Essas pessoas foram divididas em três grupos. O primeiro grupo era submetido a encontros semanais de ioga e meditação mindfulness e deveria aplicar as técnicas em casa por pelo menos 45 minutos diários. O segundo grupo fazia seções de terapia em grupos semanais. O último grupo era o controle, que apenas assistiu a uma palestra de como controlar o estresse.

Os resultados, após três meses de pesquisa, foram surpreendentes. Apenas o grupo controle teve alterações nos telômeros — complexos formados por DNA e proteína que atuam protegendo os cromossomos da degradação —, que diminuíram de tamanho. Os outros grupos analisados mantiveram o mesmo tamanho dos telômeros.

Como a diminuição dos telômeros está relacionada com vários problemas de saúde, incluindo envelhecimento celular, a pesquisa mostrou que a meditação e grupos de apoio podem trazer grandes benefícios à saúde. Os pesquisadores não sabem dizer apenas se esse efeito será duradouro ou não.

Sendo assim, com esses estudos, é possível concluir que a meditação proporciona variados benefícios à saúde física, mental e emocional.


Por Me. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Meditação e atividade celular"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/meditacao-atividade-celular.htm. Acesso em 26 de junho de 2019.

O termo ioga significa: unir, juntar, atrelar
Educação Física Ioga
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola