Topo
pesquisar

O macarrão instantâneo contém cera que causa câncer?

Química

A notícia de que o macarrão instantâneo contém alguma cera que causa câncer não é verídica.
PUBLICIDADE

Várias pessoas que possuem uma vida corrida e atarefada costumam alimentar-se de macarrão instantâneo, o conhecido “miojo”, pois ele tem preparo fácil e rápido. É bem verdade que essa não é uma alimentação ideal para a saúde, ainda mais se for em excesso, fato que explanaremos mais posteriormente neste texto. Porém, surgiu, há alguns anos, uma notícia que vez ou outra volta a circular principalmente nas redes sociais da internet, deixando muitos consumidores desse produto com bastante receio.

Esse alerta afirma que o macarrão instantâneo contém uma espécie de cera que causa câncer. Ele ainda diz que essa é uma cera que também é usada em caixas de isopor, que demora dois dias para ser eliminada de nosso organismo e que é ela a responsável pelo macarrão não grudar no momento de seu preparo.

Mas será que isso é realmente verdade?

Bem, analisando as evidências, começamos pelo fato de esse 'alerta' não citar nenhuma referência, fonte ou pesquisa que comprove o que é dito. Isso já nos faz duvidar da veracidade da informação. E realmente não existe nenhuma pesquisa científica que confirme isso.

Outro ponto é entendermos o que faz esse tipo de macarrão não grudar. Segundo empresas produtoras desse produto, o processo utilizado para tornar o macarrão instantâneo é uma secagem em óleo fervente. Portanto, não há a utilização de nenhuma cera na produção desse alimento industrial.

Além disso, conforme bem explanado no texto “Composição química das ceras”, as ceras, ou cerídeos, são constituídas principalmente por ésteres formados a partir de um ácido graxo superior e de um álcool graxo superior, podendo ser de origem vegetal ou animal. São usadas na fabricação de cosméticos, velas, sabões, graxas de sapato, ceras de assoalho, pomadas, cremes, entre outros produtos.

Se alguma pessoa ingerir em pequena quantidade, por exemplo, uma vela ou um giz de cera, não será tóxico, mas se for em grandes quantidades, pode causar obstrução intestinal. Os demais produtos citados, como as ceras de assoalho, são mais perigosas, mas isso ocorre porque elas possuem também outros constituintes mais tóxicos.

A cera de abelhas obtida dos favos de mel contém 72% de ésteres, 13,5% de ácidos livres e 12,5% de hidrocarbonetos. Ela é usada como uma fina camada de revestimento para tornar vários alimentos mais duráveis. Mas a cera de abelha não causa nenhum mal ao organismo. Outros biopolímeros que também são usados com essa finalidade não são absorvidos pelo corpo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Desse modo, mesmo se houvesse alguma cera no macarrão instantâneo, o máximo que causaria seria obstrução intestinal, que levaria a pessoa a vomitar, ter dores abdominais e náuseas. Mas dizer que causa câncer já é um exagero sem comprovação.

Portanto, esse alerta não passa simplesmente de um mito inventado por alguém. No entanto, depois de ler este artigo, não vá pensando então que o consumo constante de macarrão instantâneo não irá lhe causar nenhum mal. Conforme dito no início, apesar do seu consumo não causar nenhum mal se não for em excesso, precisamos de mais nutrientes do que esse tipo de alimento pode nos proporcionar.

Outro fator alarmante é que a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) disponibilizou o informe técnico Nº 54/2013 para informar sobre análises feitas em diversos produtos no ano de 2012 a fim de verificar a concentração de sódio (íon sódio). Os resultados mostraram que o macarrão instantâneo está entre os que possuem os mais elevados teores de sódio em relação ao conteúdo absoluto. O teor médio de sódio encontrado entre os macarrões instantâneos foi de 1.881 mg/100 g, configurando-se como o segundo maior valor absoluto de sódio entre os produtos analisados. Entre os tipos de macarrão instantâneo analisados, houve um que chegou ao valor de 2.385 mg/100g. As sopas foram o único produto que apresentou valores absolutos de sódio maiores, com uma média de 3.861 mg/100g e valor máximo de 4.240 mg/100g

O excesso de íons sódio no organismo pode causar problemas cardíacos, como a hipertensão arterial. Por isso, deve-se tomar muito cuidado com o consumo regular desses produtos.

Uma porção de 80 g de macarrão instantâneo apresenta em média 1505 mg de sódio, o que já representa em média 63% dos valores diários de nutrientes estabelecidos pela Resolução RDC n. 360, de 2003, no Anexo A, que recomenda o consumo de 2.400 mg para todo o dia. A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que a média de cátions sódio que deve ser ingerida por dia é de apenas 5 g.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

O macarrão instantâneo não gruda porque é secado em óleo fervente
O macarrão instantâneo não gruda porque é secado em óleo fervente

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "O macarrão instantâneo contém cera que causa câncer?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/o-macarrao-instantaneo-contem-cera-que-causa-cancer.htm. Acesso em 14 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola