Topo
pesquisar

Radicais em Química Orgânica

Química

PUBLICIDADE

Radicais em Química Orgânica são conjuntos de átomos ligados entre si e que apresentam um ou mais elétrons livres (valências livres). Receberam o nome apropriado de radicais orgânicos, nestes compostos, um carbono tem um elétron desemparelhado. Se aplicarmos esse conceito à Teoria dos orbitais, este elétron estaria sozinho num orbital.

Como surgem os radicais livres?

A ligação covalente entre carbono e hidrogênio dá origem aos hidrocarbonetos. A ruptura homolítica dessa ligação é que faz surgir os radicais livres, veja a reação:



A equação acima representa a Cisão (quebra) de ligações e consequente formação do radical •CH3.

É importante enfatizar que um Radical é um grupo de átomos eletronicamente neutros. Surgem da cisão homolítica de ligações covalentes e ocorre sem perda ou ganho de elétrons.

Se ocorresse a cisão heterolítica, o produto não seria um radical e sim íons com carga positiva (cátions) ou carga negativa (ânions). O Hidrogênio desemparelhado seria representado como H+ e não como • H.

Conclusão: a quebra das ligações em Química Orgânica dá origem a radicais orgânicos, representados genericamente por R ―.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

 Veja mais!

Propriedades dos compostos orgânicos

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Química Orgânica - Química - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Radicais em Química Orgânica"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/radicais-quimica-organica.htm. Acesso em 12 de novembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola