Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Dióxido de carbono

Química

PUBLICIDADE

Com certeza você já ouviu falar ou até mesmo ingeriu Dióxido de carbono (CO2), mais conhecido como gás carbônico. Quem nunca experimentou um refrigerante e se deliciou por sentir cócegas no céu da boca e com a reação de refrescância provocados pela presença de gás? O CO2 está presente em águas e refrigerantes gaseificados. O sabor ácido característico destas bebidas é alcançado com a adição desse gás.

O dióxido de carbono gasoso pode ser convertido ao estado sólido “CO2 (s)”, com este aspecto é conhecido como gelo seco e ganhou espaço no cinema, onde é usado como efeito especial em filmes de terror e shows de rock. Tudo porque quando o CO2 (s) entra em contato com a pressão atmosférica é aquecido e torna-se um gás, dando origem a uma densa nuvem branca. Essa nuvem permanece ao nível do chão, pois é mais densa que o ar, e assim produz o efeito desejado.

O processo descrito acima é conhecido por Sublimação e consiste na passagem de um sólido ao estado de vapor sem antes passar pelo estado líquido, ou seja, à medida que o gelo-seco é aquecido, ele se transforma diretamente em dióxido de carbono gasoso e não em líquido.

E a utilização de CO2 não para por aí, este gás pode ainda evitar incêndios. Os chamados extintores de dióxido de carbono são indicados para apagar o fogo gerado por equipamentos elétricos energizados, como motores, geradores, cabos, etc. Ao acioná-lo é formada no bocal uma espécie de "neve", esse vapor é o dióxido de carbono líquido em alta pressão.

Mas infelizmente o gás dióxido de carbono tem sua forma perigosa quando presente em nossa atmosfera: é responsável pelo efeito estufa (aquecimento do planeta). O gás prejudicial é lançado pelos automóveis e é proveniente da queima incompleta de combustíveis à base de petróleo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Veja mais!

Gelo seco

A estrutura do dióxido de carbono

Química Geral - Química - Brasil Escola

Gelo seco: dióxido de carbono sólido
Gelo seco: dióxido de carbono sólido

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Dióxido de carbono"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/dioxido-carbono.htm. Acesso em 24 de junho de 2021.

Artigos Relacionados
Veja como cientistas conseguem transformar gás carbônico em gasolina e assim dar uma nova alternativa para acabar com a poluição do planeta.
Veja o equilíbrio químico existente no refrigerante e como ele é deslocado no momento que o bebemos.
Conheça sobre o gás metano. Aprenda quais são as suas características e suas aplicações. Saiba quais riscos o composto oferece à saúde humana.
Descubra o que acontece com as moléculas que formam o gelo-seco, que fazem com que ele passe facilmente do estado sólido para o gasoso.
Conheça uma ideia que promete reduzir as emissões de CO2 de forma economicamente viável, fornecendo ainda energia geotérmica e metano.
Conheça como belamente ocorre o processo da fotossíntese por meio da reação química envolvida.