close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que é amígdala?

O que é amígdala? Ao aprender o que é amígdala, conseguimos compreender melhor seu papel no nosso organismo e entender as doenças que afetam esse órgão.

Amígdalas estão localizadas na parte oral da faringe
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

As amígdalas ou tonsilas palatinas são órgãos constituídos por aglomerados de tecido linfático. Esses dois órgãos ficam na parte oral da faringe, localizados, portanto, no trajeto do sistema respiratório e digestório. Cada amígdala possui cerca de 20 invaginações que formam as chamadas criptas. Nessas criptas podem se acumular micro-organismos, linfócitos e células epiteliais, o que pode ocasionar amidalites (ou amigdalites).

Leia também: Sistema linfático
 

Tópicos deste artigo

Função das amígdalas

As amígdalas destacam-se por serem produtoras de linfócitos, ou seja, de células de defesa do organismo. Assim, elas estão relacionadas com a proteção do organismo contra antígenos que entram em nosso corpo pelo ar ou por meio da nossa alimentação.

Amígdalas e adenoide

Amígdalas e adenoide são chamadas de tonsilas, órgãos formados por tecido linfático. As amígdalas são as tonsilas palatinas, que estão na parte oral da faringe. Já a adenoide é uma estrutura única e está localizada na região superoposterior da faringe. A adenoide é chamada de tonsila faríngea.

Amigdalite


Amigdalite causa dor na região da garganta

A amigdalite é uma inflamação das tonsilas palatinas que pode ser causada, por exemplo, por vírus e bactérias. Podemos classificar as amigdalites em agudas (infecção geralmente de pouca duração) e crônicas (infecções persistentes das tonsilas ou então recorrentes).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os principais sintomas das amigdalites agudas são:

  • Dor de garganta;

  • Amígdalas avermelhadas e aumentadas;

  • Sensibilidade nos gânglios linfáticos;

  • Febre;

  • Dificuldade de engolir (disfagia);

  • Dor no ouvido (otalgia);

  • Fraqueza.

As amigdalites crônicas, por sua vez, apresentam como sintoma dor durante a deglutição, amígdalas avermelhadas e presença de caseum (bolinhas brancas na garganta de material calcificado de odor forte). Nessas amigdalites geralmente não há febre.


Amigdalite crônica destaca-se pela presença de bolinhas brancas na garganta (caseum)

O tratamento da amigdalite vai depender do agente causador e do tipo de amigdalite que o paciente apresenta. No caso das virais, por exemplo, será feito apenas um tratamento dos sintomas, com o uso de analgésicos, antitérmicos e gargarejos com antissépticos. Já quanto às amigdalites bacterianas, geralmente são usados antibióticos.

Leia mais: Amidalite
 

Consequências da retirada das amígdalas

A retirada das amígdalas é um procedimento cirúrgico recomendado em algumas situações, tais como infecções recorrentes. De uma maneira geral, os especialistas afirmam que sua retirada não afeta drasticamente o sistema imunológico, pois a defesa é realizada também em outras partes do corpo. Entretanto, alguns estudos sugerem que pode haver uma consequência a longo prazo. Um estudo intitulado Childhood appendectomy, tonsillectomy and risk for premature acute myocardial infarction: a nationwide population-based cohort study, realizado na Suécia, demonstrou que a remoção das amígdalas antes dos 20 anos está relacionada com um aumento do risco de se ter um ataque cardíaco prematuro.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que é amígdala?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-e-amigdala.htm. Acesso em 24 de maio de 2022.

Estude agora


Banalidade do mal | Hannah Arendt

Uma das maiores pensadoras do século XX, Hannah Arendt cunhou o conceito de banalidade do mal. Para a filósofa, havia...

O que é criticismo?

Não todo racionalista, tampouco um empirista. Immanuel Kant propôs o criticismo como saída para o embate da...