Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Dia da Libras: aprenda sobre a origem e o alfabeto da Língua Brasileira de Sinais

A Libras é utilizada por milhões de pessoas, no Brasil, para se comunicarem no seu dia a dia, aprenda mais um pouco sobre esta língua brasileira

Em 24/04/2024 09h55 , atualizado em 08/05/2024 08h27
Sinalização da palavra "família" em Lingua Brasileira de Sinais (Libras).
Sinalização da palavra "família" em Lingua Brasileira de Sinais (Libras). Crédito da Imagem: (Pedro Melo | Brasil Escola)
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O Dia Nacional da Libras é hoje, 24 de abril. Essa data foi escolhida, pois, neste mesmo dia, em 2002, a Libras foi reconhecida legalmente como meio de comunicação e expressão. Há muitos acontecimentos e curiosidades interessantes relacionadas à Libras, ela já foi proibida, possui uma estrutura própria, tem um jeito específico para dar o nome às pessoas, entre outras.

Vamos aprender um pouco mais sobre esta língua brasileira que revolucionou a forma de comunicação das pessoas surdas!

O que é Libras?

Sinalização da palavra Língua Brasileira de Sinais (Libras).
Sinalização da palavra Libras. (Créditos da imagem: Pedro Melo | Brasil Escola)

Libras é a Língua Brasileira de Sinais. Ela começou a ser desenvolvida no Brasil em meados da década de 1850, a partir do trabalho de um professor que se baseou na Língua Francesa de Sinais.

A Libras utiliza tanto gestos como expressões faciais para transmitir as mensagens. Cada palavra possui um símbolo próprio, mas também há um alfabeto que pode ser utilizado para soletrar, quando necessário.

A estimativa é que existam 10 milhões de pessoas com alguma deficiência auditiva no Brasil, sendo que quase 3 milhões destas são surdas. A Libras é utilizada por cerca de 2 milhões de pessoas, entre surdos e ouvintes. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História da Libras

Muitas dificuldades se impuseram durante o desenvolvimento e estabelecimento desta língua no Brasil. Isso por conta da crença em uma cura da surdez, o que fez ser decretado, em 1911, a proibição da Libras e a determinação que apenas o oralismo deveria ser utilizado na educação das pessoas surdas. 

Este acontecimento marginalizou a Libras e sua utilização no Brasil. Mas, na década de 70, 60 anos depois da proibição, um método conhecido como Comunicação Total, que utiliza sinais, oralização e outros recursos para educação dos surdos, ganhou espaço e trouxe a Libras e volta para o centro do debate.

Nas décadas seguintes, a comunidade surda brasileira começou a exigir do governo mais inclusão. Uma grande vitória veio com a Constituição de 1988 que institui a educação como direito universal, estabelecendo o atendimento especializado nas escolas. 

Alfabeto da Libras

Ilustração da sinalização das letras do alfabeto manaual da Língua Brasileira de Sinais (Libras).
Alfabeto manual da Lingua Brasileira de Sinais - Libras. (Créditos da imagem: Gabriel Franco | Brasil Escola)

Características da Libras

A Libras possui uma organização gramatical própria, ou seja, não segue as mesmas regras da Língua Portuguesa. Ainda que, na maioria vezes, siga a estrutura sujeito-verbo-objeto, a Libras possui orações mais diretas e flexíveis.

As expressões são parte constitutiva desta língua, indicam se está sendo feito uma pergunta, definem a intensidade da frase, entre outras funções importantes. Outro aspecto curioso, é que todos os indivíduos que usam a Libras tem símbolos próprios para representar o seu nome, estes sinais, geralmente, destacam as características das pessoas, como uso de óculos, cicatrizes, cabelo e assim por diante.

PUBLICIDADE