Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Taxa de Variação da Função do 1º Grau

Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Em uma função do 1º grau temos que a taxa de variação é dada pelo coeficiente a. Temos que uma função do 1º grau respeita a seguinte lei de formação f(x) = ax + b, onde a e b são números reais e b ≠ 0. A taxa de variação da função é dada pela seguinte expressão:





Exemplo 1

Vamos através de uma demonstração provar que a taxa de variação da função f(x) = 2x + 3 é dada por 2.

f(x) = 2x + 3
f(x + h) = 2 * (x + h) + 3 → f(x + h) = 2x + 2h + 3 (h ≠ 0)

Dessa forma temos que:
f(x + h) − f(x) = 2x + 2h + 3 – (2x + 3)
f(x + h) − f(x) = 2x + 2h + 3 – 2x – 3
f(x + h) − f(x) = 2h

Então:

Observe que após a demonstração constatamos que a taxa de variação pode ser calculada diretamente, identificando o valor do coeficiente a na função dada. Por exemplo, nas funções seguintes a taxa de variação é dada por:

a) f(x) = –5x + 10, taxa de variação a = –5
b) f(x) = 10x + 52, taxa de variação a = 10
c) f(x) = 0,2x + 0,03, taxa de variação a = 0,2
d) f(x) = –15x – 12, taxa de variação a = –15


Exemplo 2

Observe mais uma demonstração comprovando que a taxa de variação de uma função é dada pelo coeficiente angular da reta. A função dada é a seguinte: f(x) = –0,3x + 6.

f(x) = –0,3x + 6
f(x + h) = –0,3(x + h) + 6 → f(x + h) = –0,3x –0,3h + 6

f(x + h) − f(x) = –0,3x –0,3h + 6 – (–0,3x + 6)
f(x + h) − f(x) = –0,3x –0,3h + 6 + 0,3x – 6
f(x + h) − f(x) = –0,3h

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A taxa de variação de uma função do 1º grau é determinada nos cursos superiores através do desenvolvimento da derivada de uma função. Para tal aplicação precisamos estudar alguns fundamentos envolvendo noções de Cálculo I. Mas vamos demonstrar uma situação mais simples envolvendo a derivada de uma função. Para isso considere as seguintes afirmações:

A derivada de um valor constante é igual a zero. Por exemplo:

f(x) = 2 → f’(x) = 0 (lê-se f linha)

A derivada de uma potência é dada pela expressão:

f(x) = x² → f’(x) = 2*x2–1 → f’(x) = 2x

f(x) = 2x³ – 2 → f’(x) = 3*2x3–1 → f’(x) = 6x²


Portanto, para determinarmos a derivada (taxa de variação) de uma função do 1º grau, basta aplicarmos as duas definições demonstradas acima. Observe:

f(x) = 2x – 6 → f’(x) = 1*2x1–1 → f’(x) = 2x0 → f’(x) = 2

f(x) = –3x + 7 → f’(x) = –3

 

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Função do 1º Grau - Matemática - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Marcos Noé Pedro da. "Taxa de Variação da Função do 1º Grau "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/matematica/taxa-variacao-funcao-1-o-grau.htm. Acesso em 18 de agosto de 2022.

De estudante para estudante


Qual a diferença entre regra de três simples e composta?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Como transformar fração em porcentagem?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


Relativismo moral

Uma posição relativista é aquela que entende que não há um padrão certo e seguro para determinar-se o valor de...

Tempos derivados do infinitivo pessoal

São derivados do infinitivo pessoal os tempos futuro do presente e futuro do pretérito. Assista a esta videoaula para...