Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Dígrafo

Dígrafo é o encontro de duas letras para representar um único som. Ele pode ser vocálico ou consonantal.

O dígrafo ocorre quando duas letras juntas representam um único som.
O dígrafo ocorre quando duas letras juntas representam um único som.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Dígrafo ocorre quando duas letras juntas representam um único som. Os dígrafos podem ser vocálicos (representando sons de vogais) ou consonantais (representando sons de consoante). No entanto, não devem ser confundidos com encontro consonantal e nem com encontro vocálico.

Confira nosso podcast: 10 palavras para enriquecer o vocabulário

Tópicos deste artigo

Resumo sobre dígrafo

  • Dígrafo é o encontro de duas letras para representar um único som.
  • Alguns dígrafos representam sons únicos, que não têm reprodução equivalente a outras letras.
  • Dígrafos vocálicos são o encontro entre duas letras para reproduzir um som vocálico.
  • Dígrafos consonantais são o encontro entre duas letras para reproduzir um som consonantal.
  • Dígrafos são diferentes dos encontros consonantais e vocálicos porque representam um único som, enquanto o encontro consonantal e o encontro vocálico representam mais de um som.

O que é dígrafo?

Dígrafo é o encontro entre duas letras para representar um único som na fala, ou seja, as letras não representam seus sons individuais, e sim um único som resultante do encontro entre elas. Alguns dígrafos representam sons únicos, que nenhuma letra sozinha ou junto a outra letra conseguiria representar na língua portuguesa, como os dígrafos “nh” e “lh”.

Outros dígrafos, porém, representam sons equivalentes ao som de outras letras, como os dígrafos “sc”, “sç” e “ss”, que têm o mesmo som que a letra “s” em algumas palavras, o dígrafo “rr”, que tem o mesmo som que a letra “r” tem em início de palavra, e o dígrafo “ch”, que tem o mesmo som que a letra “x”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de dígrafo

Os dígrafos são classificados de acordo com o tipo de som que representam.

→ Dígrafo vocálico

O dígrafo vocálico representa som de vogal, especificamente sons nasais (aqueles que usam a articulação da boca em conjunto com o nariz para serem feitos). Ocorre no encontro entre uma consoante e uma vogal. Os dígrafos vocálicos são:

Dígrafos vocálicos

am

an

em

en

im

in

om

on

um

un

 

Veja alguns exemplos:

ambivalente, mambo

anta, encanto

embuste, homem

então, vendo

imprevisto, limbo

invasivo, sucinto

ombro, calombo

ontem, conciso

umbral, zumbi

untar, junto

→ Dígrafo consonantal

O dígrafo consonantal representa som de consoante, portanto, ocorre no encontro entre duas consoantes ou entre uma consoante e uma vogal (no caso de “qu” e “gu”). Os dígrafos consonantais são:

Dígrafos consonantais

qu

gu

rr

ss

sc

xc

xs

ch

lh

nh

 

Veja alguns exemplos:

queijo

caranguejo

carroça

ssaro

ascensão

creo

exceção

exsudar

chorar

lhama

conhecer

 

Atenção!

No caso de “qu” e “gu”, só ocorre dígrafo se houver apenas um som representado pela junção das letras, como em:

quero

inquieto

guidão

guerra

Se a vogal “u” for pronunciada, então não se trata de dígrafo, como em:

enquanto

quiproquó

bilíngue

sagui

Saiba também: Como fazer o emprego adequado das letras G e J?

Diferença entre dígrafo e encontro vocálico

Enquanto o dígrafo vocálico representa um único som, o encontro vocálico representa mais de um som. Vejamos os exemplos a seguir.

  • Dígrafo vocálico: reinando
  • Encontro vocálico: reinando

Nesses exemplos, enquanto o dígrafo vocálico “an” representa um único som, o encontro vocálico “ei” manteve os sons representados por cada uma das vogais, o que nesse caso caracteriza um ditongo (encontro vocálico caracterizado pela união entre uma semivogal e uma vogal ou vice-versa).

→ Videoaula sobre encontro vocálico

Diferença entre dígrafo e encontro consonantal

De forma distinta do dígrafo consonantal, o encontro consonantal não representa um único som. Pelo contrário: cada consoante que compõe o encontro consonantal mantém seu próprio som. Assim, o encontro consonantal representa mais de um som. Veja:

  • Dígrafo consonantal: passo
  • Encontro consonantal: pasto

Nos exemplos acima, o dígrafo consonantal representa um único som, enquanto o encontro vocálico manteve os sons de cada consoante: o representado pela letra “s” e o representado pela letra “t”.

Exercícios resolvidos sobre dígrafo

Questão 1

(Upenet/Iaupe)

Palavras enumeradas de I a V na lateral esquerda e duas frases na lateral direita para que se estabeleça relação.

Assinale a alternativa que apresenta a correlação CORRETA.

A) I-A, II-B, III-A, IV-B, V-A.

B) I-B, II-A, III-B, IV-A, V-B.

C) I-A, II-A, III-B, IV-B, V-A.

D) I-B, II-B, III-A, IV-A, V-A.

E) I-A, II-A, III-B, IV-A, V-A.

Resolução:

Alternativa A

  • Queimada, massa e fogueira são palavras com dígrafos.
  • Tronco e captar são palavras com encontro consonantal.

Na ordem correta da questão:

Queimada (A), Tronco (B), Massa (A), Captar (B) e Fogueira (A).

Questão 2

(Funrio) Quando é verdadeira, quando nasce da necessidade de dizer, a voz humana não encontra quem a detenha. Se lhe negam a boca, ela fala pelas mãos, ou pelos olhos, ou pelos poros, ou por onde for. Porque todos, todos, temos algo a dizer aos outros, alguma coisa, alguma palavra que merece ser celebrada ou perdoada pelos demais.

Galeano, E. Celebração da voz humana/2. In: ___. O livro dos abraços. L & PM, 1991. p. 23 (fragmento)

No termo “necessidade”, destacado do trecho “quando nasce da necessidade de dizer”, temos um dígrafo. Assinale a opção que apresenta as palavras nela citadas contendo dígrafos.

A) olhos, humana.

B) celebrada, lhe.

C) nasce, palavra.

D) detenha, quem.

E) porque, perdoada.

Resolução:

Alternativa D

As duas palavras com dígrafo são detenha e quem.

 

Por Guilherme Viana
Professor de Gramática

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VIANA, Guilherme. "Dígrafo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/digrafo.htm. Acesso em 07 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a diferença entre os “porquês”?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual a diferença entre frase e oração?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

(PUCCAMP-SP)

Para dizerem milho dizem mio
Para melhor dizem mió
para pior dizem pió
Para telha dizem teia
Para telhado dizem teiado
E vão fazendo telhados.
(Oswald de Andrade – Vício na fala)

Com relação ao que ocorre nas falas reproduzidas do poema, é correto afirmar que:

a) No 1º verso, a pronúncia “mio” omite um dígrafo, criando um ditongo oral crescente.
b) No 2º verso, a pronúncia “mió” omite um dígrafo e cria um hiato no final da palavra.
c) No 4º verso, a pronúncia “teia” omite o encontro consonantal e cria um tritongo no final da palavra.
d) No 5º verso, a pronúncia “teiado” omite o dígrafo, criando um ditongo decrescente no meio da palavra.
e) n.d.a.

Exercício 2

Tendo em vista o código aqui exposto, aplique-o às palavras abaixo descritas, segundo os conhecimentos dos quais dispõe acerca de alguns fatos linguísticos, tais como: dígrafos consonantais e vocálicos e encontros consonantais:

1 – Encontro consonantal
2 – Dígrafo vocálico
3 – Dígrafo consonantal

( ) banco
(  ) pêssego
(  ) santo
(  ) chapéu
(   ) guerra
(   ) blusa
(   ) prato
(   ) nasça
(   ) cresça
(   ) alho
(   ) campo
(   ) flauta
(   ) chave
(   ) ninho
(   ) pássaro
(   ) terra

PUBLICIDADE

Estude agora


Apartheid | África do Sul

Assista a nossa videoaula para entender o que foi o Apartheid na África do Sul (1948-1994). Confira também no...

A condição pós-moderna de Jean-François Lyotard

Jean-François Lyotard é um dos pensadores que se dedicam a entender a complexa condição pós-moderna. Entender a...