Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Cursos de férias

Cursos de férias são os cursos realizados durante o período de férias, geralmente no verão e no inverno, para adolescentes, estudantes de graduação e profissionais formados.

Grupo de jovens em uma sala de aula ao redor de um notebook, atividade comum durante cursos de férias.
Os cursos de férias são oferecidos para pessoas de diferentes idades e níveis de ensino.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Os cursos de férias são oportunidades de capacitação, imersão e desenvolvimento disponíveis para adolescentes, estudantes de graduação e profissionais formados durante o período de férias. Os treinamentos oferecem a possibilidade de atualizar o conhecimento em um período curto, seja de forma presencial, seja on-line.

Diversas instituições disponibilizam cursos de férias no verão e no inverno, entre elas as universidades públicas e os centros de pesquisa. Há opções gratuitas, com bolsas e pagas. Pessoas de baixa renda podem disputar vaga com bolsa de estudo para cursos pagos.

As áreas de saúde, idiomas, tecnologia, comunicação e marketing são algumas das mais procuradas e com mais opções de oferta.

Veja também: Colônia de férias — programação voltada para crianças e para adolescentes durante as férias escolares

Tópicos deste artigo

Resumo sobre cursos de férias

  • Cursos de férias são realizados para adolescentes, estudantes de graduação e profissionais formados.

  • Eles se popularizaram nas universidades públicas na década de 1980.

  • São oportunidades de atualização de conhecimento e de desenvolvimento profissional para pessoas de diferentes idades e níveis de ensino.

  • Geralmente no verão e inverno, oferecem uma diversidade de treinamentos e discussões sobre todas as áreas do conhecimento.

  • São oferecidos por diferentes instituições e podem ser presenciais ou a distância, gratuitos ou pagos.

  • Há opções no formato de oficinas artísticas e culturais.

  • No caso de adolescentes, estudantes dos níveis fundamental e médio, os cursos de férias são interessantes para desenvolver habilidades críticas e práticas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são os cursos de férias?

Os cursos de férias são oportunidades de capacitação disponíveis durante o período de férias. Dessa forma, estudantes de diferentes níveis de ensino bem como profissionais podem atualizar seus conhecimentos durante os dias em que não estão estudando ou trabalhando.

Essas iniciativas oferecem a possibilidade de um estudante ou profissional realizar determinada formação, quando não encontrou tempo disponível durante o período de letivo ou de trabalho.

Professora negra dando aula em um curso profissional, atividade comum durante cursos de férias.
Os cursos de férias podem melhorar o currículo profissional, contribuindo no aumento salarial.

Dessa forma, os cursos de férias contribuem para a atualização profissional e o consequente aprimoramento do currículo. Para os jovens, são ferramentas interessantes para qualificarem habilidades técnicas e de conhecimento, que poderão ser aplicadas em suas primeiras experiências profissionais no mercado de trabalho.

Os primeiros cursos de férias do Brasil a se popularizarem surgiram nas universidades públicas. Na década de 1980, a Universidade Federal do Rio Janeiro (UFRJ) se tornou pioneira nesse tipo de formação. Um dos objetivos essenciais é aproximar a comunidade escolar do meio científico e fortalecer as atividades práticas das áreas de conhecimento.

Como funcionam os cursos de férias?

Os cursos de férias são oferecidos por diferentes instituições, tais como universidades públicas, centros universitários privados e institutos de pesquisa.

Os cursos de férias podem ser feitos de forma presencial ou a distância (EaD). A duração é variável e pode ser de três dias a quatro semanas.

Há cursos de férias gratuitos e pagos. Pessoas de baixa renda podem concorrer a vagas com bolsas para as opções que possuem taxa.

Acesse também: Algumas dicas de livros para ler nas férias

Cursos de férias gratuitos para fazer

Os cursos de férias gratuitos são geralmente oferecidos por instituições públicas de ensino, como as universidades e os institutos federais. Há formações disponibilizadas de forma on-line, sem o pagamento de taxa, que podem ser feitas a qualquer momento.

Cursos de férias de universidades públicas

Os cursos de férias de universidades públicas são muito comuns e costumam ser ofertados de forma gratuita. Há opções para estudantes universitários das próprias instituições mas também existem possibilidades abertas para a comunidade.

A Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio de Janeiro, conta com cursos de férias oferecidos por meio de seus programas de extensão universitária. O Programa de Extensão ConsCIÊNCIA na Ciência já disponibilizou cursos presenciais nas cidades de Niterói e Nova Friburgo para estudantes do ensino médio ou matriculados em algum pré-vestibular. Libras, anatomia humana, patologia forense, alimentação saudável e introdução à farmacologia estão entre os cursos já ministrados.

Cursos de férias da Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) oferece cursos de férias para estudantes de graduação na área da saúde. Os treinamentos começaram no ano de 2007, com o objetivo de desenvolver os futuros profissionais desse setor. Por ano, ocorrem as edições de verão e inverno, e os cursos duram de uma a duas semanas.

Pesquisadoras manipulam objetos e ferramentas de um laboratório da Fiocruz, atividade comum durante seus cursos de férias.
Pesquisadoras em laboratório da Fiocruz.[1]

As aulas dos cursos de férias da Fiocruz são focadas em atividades práticas, com abordagens que evidenciam noções básicas de laboratório e suporte aos conceitos essenciais dos temas. Mais de 2,7 mil estudantes já se capacitaram nessa formação. A certificação é atribuída aos estudantes que tiveram presença de 75%.

Entre os cursos de férias já oferecidos pela Fiocruz, estão:

  • A vida misteriosa dos fungos: heróis ou vilões?

  • Citometria de fluxo: fundamentos e aplicações na pesquisa científica

  • Arboviroses de importância médica e seus vetores: avanços e desafios

  • Fisiologia dos insetos vetores

Cursos de férias on-line

Os cursos on-line encontrados em diferentes ambientes virtuais de órgãos públicos e empresas de ensino podem ser feitos durante as férias. Essa é uma forma de otimizar o tempo para o desenvolvimento profissional ou aquisição de novos conhecimentos.

A plataforma Escola Virtual Gov é uma iniciativa do Governo Federal, criada em 2018, que oferece de forma gratuita mais de 580 cursos abertos. Já foram emitidos mais de 4,8 milhões de certificados.

Entre as áreas de cursos, estão: análise e ciência de dados; educação e docência; ética e cidadania; comunicação; economia; estratégia e planejamento; liderança; inovação; saúde; meio ambiente; orçamento e finanças; políticas sociais e regulação.

Mulher negra com fone de ouvido em frente ao computador, atividade comum durante um curso on-line de férias.
Os cursos a distância podem ser feitos durante o período de férias.

O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de Janeiro (Sescoop - RJ) possui uma plataforma de cursos a distância, a CapacitaCoop. Por lá é possível realizar formações para aprimorar conhecimentos na área corporativa, tais como: rotinas trabalhistas; inteligência emocional; Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD); comunicação assertiva; e gestão de finanças pessoais.

Os cursos da CapacitaCoop podem ser feitos a qualquer momento de forma gratuita. Dessa forma, os interessados poderão se organizar para fazê-los no período de férias.

Cursos de férias artísticos e culturais

Os cursos de férias artísticos e culturais são vivências no formato de oficinas oferecidas durante o verão e o inverno. Nessas oportunidades, os participantes podem aprender de forma dinâmica sobre diferentes linguagens das artes e aspectos culturais.

O Governo do Estado de São Paulo geralmente realiza oficinas culturais durante as férias. Entre as opções, estão: criação de podcasts, laboratório de práticas de artes cênicas e leitura dramática.

Cursos de férias para adolescentes

Os cursos de férias para adolescentes são oportunidades de ocupação durante o período de recesso escolar. Essas formações não devem necessariamente preencher todas as férias. Com isso, os jovens poderão realizar atividades de lazer bem como cursos que os ajudarão a desenvolver habilidades.

Imersões em assuntos sobre inovações tecnológicas são algumas das opções de cursos de férias para estudantes do ensino fundamental e médio. Nessas vivências, o público participante é submetido a desafios para resolver problemas da realidade com o uso de ferramentas tecnológicas.

Outro tipo de curso de férias que pode ser encontrado é o que envolve o treinamento da habilidade de empreender. Nesse caso, diferentes questões são contextualizadas, gerando discussões e debates. A união entre empreendimento e transformação socioambiental pode ser um foco interessante aplicado em cursos de férias que qualificam a capacidade crítica e de ação de adolescentes em relação ao mundo.

Crédito de imagem

[1] Joa Souza / Shutterstock

Fontes

CARLINI, Célia R., BECHER-RITT, Arlete B. Curso de férias: uma alternativa didática ou uma didática alternativa? Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2011. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/62636/Ensino2011_Resumo_17700.pdf?sequence=1.

FIOCRUZ. Cursos de Férias. Instituto Oswaldo Cruz. Disponível em: https://www.ioc.fiocruz.br/cursosdeferias.

GOVERNO FEDERAL. Conheça a escola. Escola Virtual Gov. Disponível em: https://www.escolavirtual.gov.br/conheca-a-escola.

Escritor do artigo
Escrito por: Lucas Afonso Jornalista pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e bacharel em Educação Física pelo Centro Universitário Internacional (Uninter).

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

AFONSO, Lucas. "Cursos de férias"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/ferias/cursos-ferias.htm. Acesso em 30 de maio de 2024.

De estudante para estudante