Topo
pesquisar

Aspectos naturais do Pará

Geografia do Brasil

Paisagem no Sudeste do Pará
Paisagem no Sudeste do Pará
PUBLICIDADE

Todas as paisagens carregam em si o testemunho de todas as evoluções ocorridas no decorrer de milhões de anos, essas são distintas, pois contém especificidade de cada lugar.

A paisagem é tudo aquilo que o ser humano consegue visualizar ou sentir através dos sentidos (tato, olfato, audição, paladar e visão). Diante disso, as paisagens naturais que mais se destacam no espaço geográfico são: relevo, clima, vegetação e hidrografia, a partir dessa afirmação, a seguir as características principais desses componentes paisagísticos.

Relevo

O território do Estado do Pará é basicamente dividido em três unidades de relevo, desse encontramos uma restrita porção de superfície sedimentar que abrange desde o nordeste até o sudoeste, que representa a Planície Amazônica. O segundo compreende o Planalto Norte-Amazônico, é constituído em um grande percentual de terrenos cristalinos, no local são registrados os pontos mais elevados do Estado onde estão localizadas as serras do Acari (906 metros) e Tucucumaque, que integra o Planalto das Guianas e o Planalto Sul-Amazônico que se insere no Planalto Central Brasileiro, no seu ponto mais elevado encontra-se a Serra dos Carajás.

Clima

No contexto climático o Pará apresenta um prevalecimento do clima equatorial que possui como principal característica a ocorrência de temperaturas bastante elevadas, acompanhadas de muita umidade. A temperatura média anual no Estado varia entre 24º e 26ºC e a incidência de chuvas abundantes registram índices pluviométricos que atingem até 2.900 mm ao ano.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A seca se apresenta no inverno e primavera, porém não ocorre em Belém que permanece úmida durante todo o ano.

Vegetação

O território paraense apresenta basicamente mangues, campos, cerrados e Floresta Amazônica, a última predomina no Estado.

A variedade vegetativa é muito grande, nesse caso as composições principais de cobertura vegetal dão origem a cinco tipos específicos de vegetação, como Mata de Terra Firme (não sofre inundações), Mata de Várzea (margens de rios que sofrem inundações), Mangue (porção litorânea do Estado), Campos e Cerrados.

Hidrografia

O rio Amazonas deságua no Oceano Atlântico em pleno território paraense. A rede hidrográfica do Estado é farta, nesse território há presença de duas bacias importantes, do Amazonas e do Tocantins.

Quando as águas do rio Amazonas atingem o Oceano, o encontro das águas forma ondas com mais de quatro metros de altura, esse fenômeno natural é denominado de pororoca.

Afluentes do Rio Amazonas

Margem direita: Xingu e Tapajós.
Margem esquerda: Jarí, Paru, Trombetas e Nhamundá.

Na hidrografia do Pará existe ainda:

Lagos: geralmente se encontram em várzea.

Ilhas: a principal é a ilha de Marajó.

Litoral: são 618 km de extensão em território paraense.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PERCíLIA, Eliene. "Aspectos naturais do Pará"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/aspectos-naturais-para.htm. Acesso em 16 de julho de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola