Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

4º mês de gestação

No quarto mês de gestação (13ª à 16ª semana lunar) surge uma camada de tecido gorduroso abaixo da pele do bebê, e é também nessa época que ocorre a sua ossificação.

No quarto mês, o bebê tem tamanho considerável.
No quarto mês, o bebê tem tamanho considerável.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Uma vez que temos meses com 28, 30 e 31 dias, alguns médicos costumam sugerir que os cálculos relativos ao tempo de gravidez de uma mulher sejam feitos de acordo com o calendário lunar. Isso significa, basicamente, considerar o seguinte:

- 1 semana lunar = 7 dias
- 1 mês lunar = 4 semanas de 7 dias = 28 dias

Como o período compreendido entre o início da gestação e o dia do parto tem cerca de 280 dias, podemos perceber que esse valor corresponde a 40 semanas. Uma vez que um mês lunar tem 4 semanas, 40 semanas de gravidez correspondem a 10 meses lunares.

Agora que você já compreendeu essas contas, vamos seguir adiante, falando sobre o quarto mês de gestação. Nesse período, compreendido entre a 13ª semana lunar e a 16ª, o corpo do feto está completamente formado, e cada vez mais proporcional. Além disso, seus olhos e orelhas assumem posições definitivas.

Seu comprimento, na 13ª semana, é de aproximadamente 73 milímetros e o peso, 20 gramas. Ao fim da 16ª, ele terá mais ou menos 115 milímetros e 85 gramas.

As pálpebras estão significantemente desenvolvidas, assim como o pescoço, as cordas vocais, a laringe, o esqueleto e muitos dos seus órgãos internos. Ele já é capaz de fechar as mãos e, surpreendentemente, seus dedos já apresentam as impressões digitais. Surge o lanugo (uma espécie de penugem que protege o corpo), assim como as sobrancelhas e cabelo. As bochechas e a ponta do nariz também começam a aparecer.

Os órgãos genitais ficam evidentes, fazendo com que seja possível a identificação do sexo da criança. Ela também passa a controlar muitos de seus músculos voluntários, iniciando seus primeiros movimentos. Graças aos músculos involuntários, pode também soluçar. Nestas semanas, também, o bebê apresenta diversas expressões faciais; e está mais receptivo a estímulos luminosos, sonoros, etc.

Quanto à mãe, aparecem alguns grânulos nos mamilos, mais especificamente na auréola, denominados tubérculos de Montgomeri. Eles (mamilos) se apresentam mais escurecidos; e as mamas, consideravelmente maiores. É nesse período que o colostro, substância rica em nutrientes e anticorpos, costuma ser formado.

No que diz respeito ao tamanho da barriga, ele é variável. Pode ser que ela já esteja acentuada, ou não. No entanto, nessas semanas, ela costuma crescer com maior rapidez e, por esse motivo, o abdome pode ficar dolorido.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A mulher engorda um pouco mais. Em contrapartida, sua irritabilidade diminui, assim como os enjoos; e a libido tende a retornar. Os músculos e as articulações ficam mais relaxados, graças à ação de um hormônio de nome sugestivo: a relaxina.

Corrimentos (leucorreia) são comuns, mas precisam ser analisados pelo ginecologista. Outros sintomas que podem incomodar são: salivação excessiva, aceleramento cardíaco, coceira na pele, congestão nasal e, em alguns casos, sangramento do nariz. Todos eles são perfeitamente normais.


Alimentação da gestante:

Nessa fase, graças ao processo de desenvolvimento do esqueleto do bebê, a demanda por cálcio é significativa. Assim, a gestante não deve se esquecer de alimentos como o leite e seus derivados, espinafre, brócolis, couve, agrião, amêndoas, gergelim e aveia.

Como a criança também cresce bastante nessa época, uma dieta equilibrada se faz ainda mais importante; assim como a ingestão de água e outros líquidos.


Importante:

Como a barriga tende a aumentar bastante, talvez dormir se torne uma missão quase impossível. No entanto, algumas medidas, como dormir de lado (preferencialmente sob o lado esquerdo do corpo) ou se rodear de travesseiros, podem ser alternativas que ajudem nesse sentido.

O estiramento da pele, em razão do aumento das medidas, pode propiciar o surgimento de estrias. Assim, para evitá-las, é importante hidratar bem as regiões mais suscetíveis a esse problema, como quadris, barriga e mamas. Quanto a esta última parte do corpo, como cresce muito nessa fase, o uso de sutiãs firmes e confortáveis é recomendado.

As varizes também podem surgir. Assim, usar meias elásticas, evitar salto alto e calças apertadas, descansar as pernas vez ou outra, e praticar exercícios leves; são boas medidas preventivas.

Além disso, caso ande de carro, a gestante não pode se descuidar do cinto de segurança. Para tal, ele deve ser colocado tal como mostra a figura:


Quarto mês de gestação: como colocar o cinto de segurança.
Quarto mês de gestação: como colocar o cinto de segurança.


Vale lembrar que fazer sexo durante a gravidez geralmente não é contraindicado.



Veja mais!
Terceiro mês de gestação
Quinto mês de gestação



Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "4º mês de gestação"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/quarto-mes-gestacao.htm. Acesso em 02 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a função da célula?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual o animal mais perigoso do mundo?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


Mistura de soluções de solutos diferentes que reagem entre si

Os casos mais comuns de mistura de soluções de solutos diferentes que reagem entre si ocorrem quando juntamos...

10 anos da Guerra Civil Síria

Assista a nossa videoaula para conhecer a história dos 10 anos da Guerra Civil Síria. Confira também no nosso canal...