Topo
pesquisar

Comigo-ninguém-pode

Biologia

A planta comigo-ninguém-pode é amplamente utilizada para ornamentação, apesar de ser uma espécie tóxica.
A comigo-ninguém-pode é uma planta ornamental que pode causar acidentes
A comigo-ninguém-pode é uma planta ornamental que pode causar acidentes
PUBLICIDADE

Algumas plantas apresentam uma beleza inigualável, o que torna seu uso bastante difundido para ornamentação. Entretanto, muitas pessoas compram essas plantas, atraídas pelas suas cores e diferentes formatos, esquecendo-se de pesquisar a respeito do seu potencial toxicológico.

Uma planta bastante conhecida pelo seu uso ornamental é a comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia picta). Essa planta tóxica da família Araceae possui folhas vistosas com manchas esbranquiçadas características, frutos na forma de baga e flores em espádice. Possui hábito herbáceo e pode atingir até dois metros de altura.

A toxicidade da comigo-ninguém-pode ocorre pela presença, principalmente, de cristais de oxalato de cálcio em formato de ráfides e drusas. Essa substância é capaz de provocar irritação, uma vez que as ráfides atuam como verdadeiras agulhas, perfurando as mucosas. Além dessa irritação mecânica, especialistas acreditam que existem agentes químicos nas fendas desses cristais capazes de desencadear um processo inflamatório. Entre as substâncias químicas que dão carácter tóxico à planta, podemos destacar as saponinas, glicosídeos cianogênicos e alcaloides. 

A irritação provocada pela ingestão da comigo-ninguém-pode ou pelo contato dessa planta com as mucosas, como os olhos, é grave e normalmente ocorre com crianças e animais domésticos, que não são capazes de compreender o mal que a planta pode causar. Quando em contato com os olhos, a planta pode provocar dor, inchaço, sensibilidade à luz, lesões na córnea, conjuntivites, lacrimejamento e espasmos nas pálpebras. Ao entrar em contato com a pele, a comigo-ninguém-pode pode provocar dermatites, queimaduras e o surgimento de bolhas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O maior problema de intoxicação por comigo-ninguém-pode ocorre quando há a ingestão de algumas das partes da planta. Os sintomas principais são dor e inchaço na língua, cólicas, salivação excessiva, dificuldade de realizar a deglutição, sangramento gastrointestinal, vômitos e diarreias. O inchaço do sistema digestório pode levar à obstrução do sistema respiratório, ocasionando dificuldade para respirar e, algumas vezes, a morte. 

Em caso de intoxicação por comigo-ninguém-pode, é fundamental procurar ajuda médica. O tratamento normalmente tem por objetivo aliviar os sintomas. Muitos autores recomendam a utilização de produtos demulcentes, como leite, para diminuir o desconforto estomacal. No caso de contato com os olhos, é fundamental procurar um oftalmologista e lavar demoradamente com água corrente.

É importante frisar que, apesar de bastante bonitas, algumas plantas ornamentais possuem grande potencial para provocar acidentes graves, como é o caso da comigo-ninguém-pode. Assim sendo, antes de adquirir qualquer produto, é importante avaliar os riscos e quem poderá ter acesso a essas plantas. 

CURIOSIDADE: Estudos comprovam que a toxicidade da comigo-ninguém-pode é conhecida há vários anos. Na Segunda Guerra Mundial, por exemplo, essa planta era usada nos campos de concentração em tentativas para conseguir a esterilização.

Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Comigo-ninguém-pode"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/biologia/comigo-ninguem-pode.htm>. Acesso em 13 de dezembro de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola