Topo
pesquisar

Filo Cnidaria

Biologia

Representantes da classe Hydrozoa, Scyphozoa e Anthozoa, respectivamente
Representantes da classe Hydrozoa, Scyphozoa e Anthozoa, respectivamente
PUBLICIDADE

O filo Cnidaria é representado pelas hidras, medusas, anêmonas-do-mar, caravelas e corais, animais diblásticos e aquáticos, sendo que a maioria habita regiões marinhas. Esses indivíduos podem viver livres ou em colônias e podem ser, morfologicamente:

- medusas: livres natantes com aspecto de guarda-chuva aberto, com boca voltada para baixo.

- pólipos: animais sésseis, com aspecto cilíndrico e boca na região superior.

Pólipo e medusa apresentam boca, mas são desprovidos de ânus e, assim, a eliminação de resíduos não aproveitáveis se dá pela boca. Para digestão, a cavidade gastrovascular recebe e distribui o alimento ingerido, anteriormente capturado pelos tentáculos, e este é absorvido pelas células da cavidade. Esta última distribui, além de nutrientes, gás oxigênio para todo o corpo.

O corpo destes animais possui epiderme, que o reveste externamente, e a gastroderme que cobre a cavidade gastrovascular. Entre estas duas camadas há uma terceira: a mesogleia, que confere o aspecto gelatinoso das medusas, uma vez que nestas essa substância é mais abundante.

Para defesa e captura de presas, são utilizados os tentáculos. Estes possuem, em grande quantidade, células denominadas cnidócitos, que ativam o nematocisto, estrutura constituída de um longo filamento, geralmente penetrante, que elimina um líquido urticante que paralisa a vítima.

Cnidários possuem neurônios difusos pelo corpo; a respiração e excreção se dão por difusão e células especiais para contração e distensão auxiliam a locomoção do indivíduo medusoide, sendo que alguns pólipos, como as hidras, podem se locomover.

Os representantes deste filo compreendem três classes:

- Hydrozoa: é representado pelas hidras, medusas menores e formas coloniais, como a caravela, e é a única classe que abriga representantes de água doce. Podem ser pólipos, medusas ou ambos, em casos de alternância de geração. A reprodução pode ser sexuada, com sexos separados e fecundação externa. Nestes casos, o embrião se torna, mais tarde, um pequeno pólipo. Ainda há a reprodução assexuada por brotamento.

- Scyphozoa: a forma medusoide é predominante, com indivíduos geralmente maiores do que os da classe anterior. Quanto à reprodução, um pequeno pólipo dá origem, por estrobilação, a medusas jovens denominadas éfiras (reprodução assexuada). Estas, mais tarde, poderão se reproduzir sexuadamente, desenvolvendo uma larva (plânula) que adquirirá forma polipoide, fechando o ciclo.

- Anthozoa: representantes unicamente polipoides, que podem ser solitários, como as anêmonas-do-mar, ou coloniais, como o coral-cérebro. Muitos corais secretam exoesqueleto calcário, responsável pela formação de recifes. A reprodução pode ser sexuada ou assexuada, mas sem alternância de gerações.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Filo Cnidaria"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/celenterados.htm. Acesso em 18 de julho de 2019.

Assista às nossas videoaulas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola