Topo
pesquisar

O que não pode faltar na lancheira escolar?

Saúde na escola

Conhecer o que não pode faltar na lancheira escolar é importante para garantir uma nutrição adequada para as crianças em fase escolar.
Lanches saudáveis são importantes para garantir o desenvolvimento das crianças
Lanches saudáveis são importantes para garantir o desenvolvimento das crianças
PUBLICIDADE

Montar o lanche do filho não é tarefa fácil. Muitas vezes, a correria do dia a dia faz com que os pais optem por investir em produtos industrializados e até mesmo forneçam dinheiro para que o filho compre o lanche nas cantinas das escolas, as quais geralmente investem em salgados e refrigerantes. Infelizmente, essas soluções práticas, nem sempre são saudáveis e, portanto, devem ser frequentemente reavaliadas.

O que não pode faltar na lancheira escolar?

Como sabemos, a infância e a adolescência são marcadas como fases de grande crescimento e desenvolvimento. Sendo assim, pessoas nessas faixas etárias necessitam de energia e nutrientes que garantam uma formação saudável. O que percebemos, no entanto, é que, nessa fase, crianças e adolescentes preferem alimentos ricos em açúcares e gorduras, tais como biscoitos, salgados e chocolates, ingerindo poucos vegetais e, consequentemente, poucas vitaminas.

É importante os pais estarem atentos a isso, garantindo que seus filhos tenham acesso a uma alimentação de qualidade. Para tanto, o ideal é que pais ou responsáveis tirem um momento para o preparo do alimento da criança. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o que não pode faltar no lanche escolar é:

  • Um líquido: O líquido ajudar a repor as perdas advindas das atividades físicas. É importante optar por sucos, chás e água de coco, evitando fornecer refrigerantes. Refrigerantes do tipo cola, por exemplo, aumentam a excreção urinária de cálcio, elevando as necessidades desse sal mineral, além de serem ricos em sódio e açúcares.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Uma fruta: Nesse caso, pode-se optar por frutas que não precisem ser descascadas ou com cascas que podem ser retiradas facilmente. Como exemplos, podemos citar as bananas e as peras. É importante destacar que o consumo diário de frutos, legumes e verduras é essencial para garantir a quantidade recomendada de fibras, vitaminas e minerais.

  • Um carboidrato: Os carboidratos, como sabemos, são a principal forma de conseguir energia e, portanto, devem fazer parte do lanche escolar. Pode-se oferecer pães, de preferência integrais, bolos caseiros e bolachas sem recheio. Não há necessidade de colocar grandes quantidades no lanche, uma vez que essa é uma pequena refeição compreendida entre o café da manhã e o almoço.

  • Uma proteína: A proteína não deve faltar no lanche escolar, por isso são recomendados alimentos com proteínas lácteas como queijo e iogurtes. Esses nutrientes atuam como construtores no organismo.

É importante salientar que o alimento deve ser guardado em material térmico para preservar a qualidade dos produtos. Além disso, deve-se higienizar bem as frutas antes de enviá-las para a escola e separar os alimentos, evitando o contato e a interferência no sabor.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que não pode faltar na lancheira escolar?"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/o-que-nao-pode-faltar-na-lancheira-escolar.htm>. Acesso em 16 de janeiro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola