Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

História da Aspirina®

Química

A Aspirina® é um dos analgésicos mais consumidos no mundo
A Aspirina® é um dos analgésicos mais consumidos no mundo
PUBLICIDADE

A Aspirina®, que ocupa a 3ª posição no ranking dos analgésicos mais consumidos no mundo, teve sua história iniciada em 400 a. C. O grego Hipócrates costumava preparar chás de folhas e casca da árvore salgueiro para aliviar febre e dores de cabeça. Mal sabia ele que tal planta possuía em sua composição o ácido salicílico, o composto que iria originar a Aspirina®.

No ano de 1853, o ácido foi sintetizado pela primeira vez através das mãos do químico francês Charles Gerhardt, ele acrescentou acetato na composição e obteve o ácido acetilsalicílico, mas sua fórmula não foi empregada na produção do medicamento.

Somente em 1897, o químico Félix Hoffman que trabalhava para a empresa alemã Friedrich Bayer & CO, elaborou o analgésico; que chegou ao Brasil em 1901 e em 1906 o medicamento foi registrado internacionalmente pela Bayer.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em 1969 o sucesso da Aspirina® foi comprovado em uma missão espacial, a Apolo 11, o medicamento foi levado nas cápsulas espaciais dos astronautas.

Anos se passaram e em 2002 estudos indicaram a Aspirina® como fator importante no combate ao câncer, ataque cardíaco e artrite, e que ainda pode evitar o mal de Alzheimer. Já no ano de 2010 novos estudos mostraram mais propriedades do produto, ele pode reduzir risco de morte em vítimas de câncer de mama.

Em se tratando da ação analgésica e antitérmica, a aspirina só perde para o Paracetamol e o Ibuprofeno.

Ela é usada diariamente por cerca de 216 milhões de pessoas no mundo.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Curiosidades de Química - Química - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "História da Aspirina®"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/historia-aspirina.htm. Acesso em 24 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça a estrutura química e as propriedades do ácido acetilsalicílico (AAS), mais conhecido como aspirina®, e veja por que ele causou uma revolução na indústria farmacêutica.